terça-feira, junho 29, 2010

Saturday night fever

O objectivo deste fim-de-semana foi ir com uma amiga minha para a "night curtir" como diz a música,e curti um pouco,graças a uma vodka maravilhosa (que se juntou ao ingerido antes), mas caramba.......oh jesus....pela minha rica saudinha.....
Mal entrei na disco pensei "Oh fdx...Estou numa creche pá!!!!!Onde é que anda a gente mais ou menos da minha faixa etária??????Eu sou do tempo em que não se podia entrar de sapatilhas aqui e....e.....isto é só putos.....e se fosse minha filha não saia à rua com um pedaço de tecido vestido.....e estes estão a pensar em ir ao casting do "achas que sabes dançar"..........e oh fdx, fdx, fdx tou mesmo a ouvir o hot 'n cold da Kate Perry?????Oh fdx.....hoje é a noite do jardim infantil?????"
Pelo menos não gramei com a brasileirada do costume do "poeira!!!!Poeira!!!"

O que vale (ou não), é que os anos passam mas os bêbados,os cotas armados em bons (ok.....tenho idade para ser mãe de alguns dos putos,mas adiante.....),e os bimbos continuam em grande!!!!Isto de ir fazer figuras para a Disco armados em bons para mim sempre foi daquelas coisas que me....me....me deixam de boca meio aberta...tudo bem que saiam tá?????É pá mas tenham consciência da idade!!!!
"Vá amiga,vamos lá abanar o corpanzil para mostrar que ainda somos jovens e damos conta disto tudo e olha lá....topa-me lá aquele gajo todo bom (entenda-se bom como o moço que vai para a disco com a camisola justa,calça justa e branca de preferência e com um sapatinho que faz parar o trânsito)!!!
Essa história de que a idade só está no nosso BI é muito muito bonita,mas devem existir locais melhores para mostrar as peles e abanar-se do que uma Disco....sempre foi assim que eu pensei (as dancetarias devem servir para alguma coisa certo????)....e mais...meus amigos se daqui a uns anos alguém me vir a fazer figuras tristes num sítio assim, façam o favor de me internar,porque enlouqueci!!!!!!
E o cota com aquela pose de Zezé Camarinha "Upa upa.....deixa-me lá topar esta babe,que ainda lhe dou uns toques!!!!"Sempre com roupa a condizer "fait attention",que não só se pode ir para a disco com o cabelo espastado de gel e com o olhar de matador bem treinado ao espelho e no baile da terra!!!!"

São os cotas e o pai e o filho a observarem o gajedo,com ar de passarões a verem quem vão comer!!!!!Do género "Vá filho,aprende com o pai e olha assim e assado,faz a pose que te ensinei em casa e mostra o belo do fio que tens ao pescoço que é garantido que chama o gajedo!!!Mais que garantido.....alguma vem aqui ter!!!
E a malta que não tem mais nada que fazer e vem-se chegando sempre a dar aquele passo de dança,mais dançarino ou gingado????Uiiiii.......isso então é demais...só dá vontade de dizer....."oh meu vai lá abanar-te para outro lado tá??????"

Ai a saturday night fever.....a saturday night fever.....




  

quarta-feira, junho 23, 2010

Slow Motion

Ontem descobri através do FB de um amigo Hélder (que tem bom gosto musical) a nova música dos Pearl Jam (o FB tem destas coisas boas, mas entretanto também hei-de falar daquelas que me enlouquecem...)
Portanto usufruam desta música linda lina linda!!!!!!

terça-feira, junho 22, 2010

Manias

Apesar de estarmos em pleno século XXI, encontro muitas vezes pessoas que vivem ainda em pleno século passado ou mesmo no século XIX.
Isto tudo para falar da depressão ou da toma de medicamentos que esteja ou não relacionada com a a doença.

Desde Fevereiro deste ano que me encontro medicada com um anti-depressivo (para o mu sistema nervoso como o meu psiquiatra disse), e tenho que o tomar de forma religiosa por tempo indeterminado.
Optei por esconder da minha mãe e de parte da família a situação, não pelo facto de estar a ser medicada, mas sim para não incomodar com uma coisa que só eu sabia. Isto não invalidou que o meu pai e restante família não fossem os primeiros a saber, mas para os lados da minhã mãe optei por deixar a coisa em segredo algum tempo, não por estigmas mas por motivos que agora não consigo explicar mas que se relacionam com a situação com que lido diariamente.Nesta altura a minha mãe já deve ter captado alguma coisa, porque esqueci-me de mandar fora a última bula que o psiquiatra me deu, mas já consegui contornar a coisa.

Custou ter que adimtir a mim mesma que precisava de ir a um especialista, antes que a coisa desse ainda mais para o torto, mas a partir do momento em que admiti para mim mesma e fui ao médico e ouvi um "Parabéns!!!Já não vinha cá há 6 anos!!", pensei pura e simplesmente: "Inês por muito que te custe vais ter que tomar um anti-depressivo por tempo indeterminado, e contra factos não há argumentos...."
Confesso que no inicio custou-me a habituar-me à ideia de um comprimido por dia por tempo indeterminado, e confessei isso ao psiquiatra que me deu um exemplo bastante prático e eficaz:
"Imagine que era diabética e que entrava em depressão.Isso é que era grave.Para além do anti-depressivo tinha ainda que tomar insulina todos os dias!!!" E assim lá me fui habituando à minha nova máxima " sem um comprimido por dia nem sei o mal que fazia!!!"

E neste dizer que fui ao médico e que estou a tomar um medicamento, fui encontrar muita gente que olhou para mim com cara de que eu sou doida porque essas coisas não se dizem a ninguém, porque a depressão é coisa de malucos....(tá bem tá bem, ia mesmo de propósito a outra farmácia para comprar medicamentos).
E no meio desses que acharam que eu era doidinha , apareceram uns quantos que disseram algo do género:
"Também já tomei isso e fez-me bem ou fez-me mal."(Cada caso é um caso)
"Foste a que médico??E ele é bom??É que dizem muito bem/mal dele e já pensei em lá ir."(´Não mordem)
"Ai eu não ando a dormir nada, ando assim, assado, cozido, frito, grelhado, mas isto passa..."(depois vê como elas mordem...)
"Tão nova e já metida nisso???Não tomes nada!!!" (É já a seguir, quando precisar venha falar comigo ...)
" E já te fizeram efeito???A mim não me fizeram nada e deixei de tomar!!!"(O efeito vem aos poucos....deixou de tomar???Depois queixe-se....)
"Oh coitadinha..."(Coitada o quê????Pelo menos não escondo...certo???)
"Isso é coisa de quem não tem mais nada que fazer....vão trabalhar, façam desporto, ocupem a cabeça!!!"(Manda-se a cabeça velha embora e substitui-se por uma nova de preferência trabalhadora e desportista).

Posto isto, e estando em pleno século XXI não entendo a mentalidade de muitas pessoas no que respeita à depressão. Eu tanto ouvi que sou mais uma entre muitos e tenho que me aguentar à bronca, como ouvi que o melhor que fiz foi admitir que estava com um problema, como ouvi que não tenho idade para essas coisas!!!
Ora muito bem, estas coisas não escolhem nem idade, nem estatuto social, nem ritmo de vida nem nada!!!
Existem pessoas que podem ser propensas a essas coisas como pessoas que não são tanto mas nunca se sabe o que pode acontecer.
E vamos lá ver uma coisa: uma pessoa que tome um anti-depressivo e mais que seja necessário não é tontinha da cabeça, e a terapia por choques eléctricos para problemas depressivos já não é deste tempo, e infelizmente a depressão é um mal comum, que afecta meio mundo, e que se não for tratada devidamente pode ser um cabo dos trabalhos!!!
Portanto, vamo-nos deixar de manias e começar a viver neste século.....porque depressivo não é louco e quem o é, é porque infelizmente lhe calhou na sina!!!
Agora olhem para o vosso vizinho do lado....é que ele pode ter um problema mas achar que isto da depressão é para os fracos e para aqueles que não querem faze nada....

sábado, junho 19, 2010

Saramago

Sou uma assumida fã de livros, mas nunca consegui ler Saramago, com muita pena minha. Sempre me fez impressão ver frases que são uma página inteira.Sou uma pessoa que gosto de livros com pontuação. O facto de não ter conseguido ler nenhum livro (e não vai ser agora que vou comprar um livro só para dizer que também leio as obras dele), não invalida que não tivesse uma certa admiração tanto pela "falta de tento na língua" que ele tinha, como pela temática que abordava nas suas obras. Isso é o que mais admiro em Saramago: o dizer o que lhe ia na alma sem se importar se iria ofender metade de um país. Sempre apreciei a coragem de escrever e criticar a igreja católica (no fundo devem estar aliviados agora, sempre é menos um a cansá-los) e tudo resto.

O que me irrita é que foi preciso que este senhor fosse Prémio Nobel (independentemente de uns acharem as circusntâncias da atribuição do prémio mais claras, outros mais escuras) para que lhe fosse prestada a vassalagem que foi merecida.
Agora depois de morto, vem meio mundo dizer o quanto o admirava....deixemo-nos de cinismos porque para a maioria das pessoas Saramago ou era amado ou odiado, e o seu exílio para Espanha bem como o facto de continuar a criticar constantemente Portugal, políticos e igreja, não terá criado e mantido grandes amores entre o seio das ditas pessoas relevantes deste nosso cantinho à beira-mar plantado.

Exemplo:
Saramago no Panteão Nacional?????Nem pensem nisso porque o gajo gostava era de Espanha e não fez nada pelo nosso país!!!!!
Eusébio no Panteão Nacional????Claro que sim, porque fez muito por Portugal e nã podemos esquecer a prestação dele no Mundial de 66!!! (Atenção.....não tenho nada contra o Eusébio, mas este foi o melhor exemplo que me surgiu).

Para além desta vassalagem que lhe é prestada depois de morto, vejo de vez em quando nos comentários à sua morte pessoas que têem o descaramento de dizer que não querem que o funeral seja feito em Portugal e que as cinzas, essas então deviam ir todas para Espanha, porque foi onde Saramago viveu depois de sair de Portugal.

Estes comentários tiram-me um bocado do sério, porque muitos dos que fazem estão provavelmente mortinhos para aparecerem num qualquer canal de televisão com um ar muito consternado e a dizerem que gostavam muito dele e que leram tudo o que ele escreveu.
Estas coisas só mostram o cinismo do país em que vivemos, a falta de cultura que muitos têm para saberem dar o valor a quem o tem independentemente de ideologias culturais, sociais e políticas.

terça-feira, junho 15, 2010

Ora vamos lá a ver....

Confesso que sou treinadora de bancada....afinal mas todos temos um treinador de bancada dentro de nós e o facto que ele de vez em quando dá um ar da sua graça!!!
Para bem dos meus pecados não grito falta a cada pontapé que é dado (vejo a replay e pergunto a alguém  se foi mesmo falta,ou guardo para mim, embora haja aquelas que até eu vejo), nem digo que gosto muito do Cristiano, que ele é o melhor e que marca uma mão-cheia de golos (sempre o achei feio como a noite e nem com um saco na cabeça marchava!!!)!!!
O que se passa aqui é que vai haver aqui para os lados do Cabo da Boa Esperança ou do Adamastor uma lavagem de roupa suja que aí meu Deus!!!!A começar pelo Deco que veio criticar a forma que Portugal jogou e a forma como o treinador o treinou....ok, o moço já está com uns quilitos a mais e quase que não corre, mas o que veio dizer é melhor que uma bomba atómica da Coreia!!!!E vamos ver quem se segue!!!!

Eu provavelmente sou das poucas pessoas que acha que não merecíamos do modo algum ir ao Mundial, porque a campanha foi uma merda autêntica, excepto nos jogos em que o Cristianinho não jogou (ai foi uma maravilha,até parecíamos uma equipa a sério), e vi à pouco um treinador a dizer que o resultado foi justo???
O resultado foi uma sorte do catano, essa é que é a verdade!!!!

E a crítica ao árbitro ou à FIFA,seja lá o que for por o Drogba jogar com uma protecção no braço???Se foi autorizado foi autorizado e ele não tem nada que criticar!!!!Que eu saiba o homem não aleijou ninguém, e para bem de nós só entrou quase no fim do jogo!!!!

Assim sendo, por esta lógica a culpa de não termos ganho e de não termos perdido foi da protecção que o Drogba usa no braço....foi mesmo dele e da protecção a culpa!!!!
Vá desta vez não foi da bola, do relvado, do vento, da chuva, da sorte ou mesmo das vibrações que as vuvuzelas podem emitir em uníssono (só espero que não se lembre de usar a vuvuzela como desculpa no próximo jogo.....)

segunda-feira, junho 14, 2010

Amor e histórias de.......

Quem não goste de uma história de amor que levante a mão!!!!
Tenho dúvidas que alguém a levante, e eu não levanto a mão de certeza!!
Mas para mim existem histórias de amor e histórias de Amor. Passo a explicar: histórias de amor são aqueles filme em um deles morre. Se morre o homem a mulher fica grávida e prevalece a semente de um grande amor, se morre ela fica ele com a criança o fruto de um grande amor ou vive como um desgraçado para o resto da vida!!!!A norma acho que é esta.
Já histórias de Amor são aqueles que são 8 ou 80: ou morrem os dois ou não morre nenhum!!!Em suma não há cá meio termo para ninguém!!!!!Então quando passam as passas do Algarve deliro!!!
Para mim é assim que as histórias de amor devem ser, não existe o desgraçado ou a desgraçada nem  a semente do amor....
Tenham paciência mas nestas histórias não gosto do lema e viveu feliz com o filho e com a lembrança de um amor eterno....tem algum jeito???Para mim não tem, porque pelo menos na vida real não convém que a malta viva com lembranças. Assim como alternativa, os personagens que ficam sem os amores sempre podem viver outra história de amor, ou pelo menos tentar como acontece a muito boa gente neste mundo...
Assim, pode-se concluir que sou uma fã confessa do Romeu e Julieta, que é para mim a mais bela história de Amor de todos os tempos (abençoado Shakespeare). Mas como história de amor admito que adoro adoro adoro ver a Cidade dos Anjos....aqui só vive um, mas ele vai viver a vidinha dele descansado!!!!
Pelo menos é a minha opinião....



quarta-feira, junho 09, 2010

O F60

Não, não venho falar do F60 da Ferrari (embora se percebesse fá-lo-ia). O F60 de que venho falar faz parte do diagnóstico actual da doença da minha mãe, como mencionei num post relacionado com a perda de tecidos cerebrais.
Quando fiz a pesquisa inicial (eu pesquiso tudo e mais alguma coisa que se relacione com a doença bipolar), descobri que F60 corresponde a um transtorno de personalidade. Ora, este F60 subdivide-se em vários sub-pontos que designam os diversos distúrbios de personalidade como a paranóia entre outros que desconhecia até à data.
Basicamente quem tem um transtorno destes não está apto a lidar com diversas situações próximas do seu eixo social e familiar, segundo percebo pelo que a Wikipedia explica.
Percebi também que o transtorno de personalidade não vem como consequência da doença mental, mas da própria pessoa.
O transtorno de personalidade divide-se em três grupos e cada um deles pode sim levar ao desenvolvimento de determinada doença mental.

O primeiro grupo reúne aquelas pessoas que consideramos estranhas que se isolam socialmente, que não são propensas a demonstrar emoções. Estas pessoas têm tendência a desenvolver episódios psicóticos.

O segundo grupo designa as pessoas que vemos como rebeldes, problemáticas ou umas grandes malucas. Gostam de quebrar regras e podem ser vistos aos nosso olhos como insensíveis, inconstantes, imprevisíveis, com gosto pelo risco e pela quebra de regras, e por aí adiante.Quem está integrado neste tipo de grupo, podem ter todos estes sintomas, e as pessoas mais afectadas por este transtorno não é tanto o individuo em si, mas sim que o rodeia e convive com ele.As pessoas que integram este grupo são mais preponderantes a sofrerem de depressões.


O terceiro grupo menciona aqueles que vemos como muito medrosos e frágeis, podem ser as chamadas florzinhas de estufa, mas também aqueles que são inflexíveis, que não quebram nenhuma regra, que são obsessivos com algo. Aqui encaixam-se os transtornos de ansiedade.


Apesar de estarem a pensar que podem pertencer a um destes grupos (como eu pensei quando li por alto), a coisa não é bem assim. Sendo uma doença do foro psiquiátrico o diagnóstico como é habitual parece ser feito tendo como base os nossos sentimentos e emoções, bem como o feitio. Mas isso não quer dizer nada, porque por exemplo eu sou uma pessoa que gosta de estar isolada e sou reservada, mas só quando não conheço as pessoas com quem falo. Logo se alguém que ler isto gostar de não quebrar regras, isto não faz dela uma doente mental como é lógico.
Segundo percebi existem cinco critérios principais que têm que surgir. A estes cinco juntam-se os que são característicos de cada um dos grupos e de cada um dos transtornos que lá surgem, portanto não pensem logo que o vizinho do lado pode ser psicótico por exemplo. 
Eu olhando para isto, penso que a minha mãe se pode encaixar nos dois primeiros grupos, porque já teve episódios psicóticos (uiiiiiiiiiii.......foi uma alegria esta época), e meia volta tem crises depressivas. 


Se isto vos interessou de alguma forma, vejam os links que deixo:
Wikipedia
F60-F69 Transtornos da personalidade e do comportamento do adulto

terça-feira, junho 01, 2010

...

  • Sintomas
  • Medicação
  • Crises de mania
  • Crises de depressão
  • Episódios psicóticos
  • Hereditariedade e Genética (para mim muito importante....)

Já fiz buscas sobre estes tópicos e milhentas coisas mais.
Ora o que se passa é que não encontro site, blogue ou fórum que me esclareça as dúvidas e mais que olhe o lado do familiar de um doente destes!!!O site da ADEB está bom, bastante explícito sobre a doença mental, mas e a parte da família?????
Quer dizer, a família apoia porque tem que o fazer, a família aguenta as mil e uma crises de um doente mental, os internamentos ( sei do que falo porque garanto que não é nada agradável visitar uma ala psiquiátrica, e já lá vi episódios bastante engraçados e pessoas da minha faixa etária internadas), as fitas do doente, as tentivas de suícidio (umas verdadeiras outras falsas), e por aí......

Infelizmente vivemos num país em que o doente mental é desprezado, apesar de a depressão ser a "doença da moda", e de ter tendência a aumentar ao longo do tempo. E com o aumento desta doença que para além de ser "moda" é sub-valorizada por muitos, vem o aumento das taxas de suícidio e outras doenças engraçadas se a depressão não for devidamente tratada.

Mas junto com o desprezo do doente mental, vem o desprezo que é dado a nós como família.É o estigma do "coitadinho......mas tens que te aguentar porque sim e porque ele/a é doente e tens que ter pena e cuidar e ter paciência, e deixar de ter vida própria porque sim"!!!!!
Ora, a minha pessoa anda desde o fim de Fevereiro a tomar um anti-depressivo, um comprimido para a ansiedade, e um para acalmar o Tico e Teco à noite.
Aqui o que importa mesmo é o anti-depressivo....Quanto tempo o vou tomar???Não sei.....Porque o estou a tomar?Porque tenho o meu sistema nervoso todo alterado (gosto do nome dado pelo médico à minha amiga depressão....é pomposo....)
E pegando nisto, onde está o apoio que o familiar deve ter por parte do Estado, de Hospitais, de Assistentes Sociais ou Psicólogos????Pois.....não está, e quando está é pago e bem pago!!!!

Para acabar ( e porque estou a trabalhar e tenho resmas de clientes a quererem reservas) deixo dois links à vossa disposição e uma musiquita (com nome de medicamento, com autor bipolar segundo dizem e que me parece que foi escrito numa crise da mania ou como forma de agradecimento ao dito medicamento).



© Brainstorming
Maira Gall