segunda-feira, julho 19, 2010

Neste cantinho à beira-mar plantado

Disse-me a minha mãe no outro dia:
"Olha vê lá se não andas a falhar a medicação."
Respondo eu:
"Oh mãe qual medicação?"
Responde a minha mãe:
"A que tens na caixa de madeira,onde está os medicamentos X,Y e Z."
Digo eu:
"Mas só sou obrigada a tomar o medicamento X e por tempo indeterminado,e não devias mexer nas minhas coisas.E já estou a tomar isso desde Fevereiro."
E encerrou-se a conversa.

Esta amostra de diálogo vem um pouco no seguimento do facto de eu ter criado os meus rascunhos.Se porventura leram os meus antigos posts já se aperceberam que eu vivo com uma doente mental,neste caso bipolar e já com uns acréscimos que vieram antes de tempo.

Existe uma coisa que me irrita profundamente neste cantinho à beira-mar plantado: o facto de nunca mas nunca ter sido dada importância aos doentes mentais sejam eles depressivos,esquizofrénicos,psicóticos,bipolares e por aí adiante. Para os que não sabem este nosso país apregoa muita merda (para falar bem e depressa),no que respeita a IPO's, cuidados paliativos,diminuição de listas de espera nos hospitais,criação de hospitais publico-privados todos XPTO, com 1001 inovações. Tudo isto é muito bom, a sério que é e faz falta!!!
Mas o que me tira do sério é que enquanto gastam milhões com projectos da treta como TGV's,estão pura e simplesmente a cagar para a saúde e em especial para a saude mental!!!Ora isso é tremendamente injusto,tal como é estúpida e descabida a ideia de fecharem o Júlio de Matos e outros hospitais psiquiátricos com a desculpa de que os doentes mentais se podem integrar perfeitamente na sociedade.
Isto é um perfeita anormalidade!!!!!Como é que esperam que alguém que está num hospital destes há anos se consiga integrar numa sociedade em que são mal-tratados????Não se conseguem integrar!!!E aí o que fazem???Vão pôr os desgraçados numa qualquer ala psiquiátrica de um hospital que não passa de um corredor dividido em parte masculina e feminina e onde é "tudo ao molho e fé em Deus", onde junto com a depressiva pode estar a minha mãe bipolar uma velhota demente,uma rapariga anorética e uma miúda a fazer desintoxicação de drogas que me queria comprar os óculos???

Ahhhhhh,mas existem os privados e os doentes podem ir para os privados porque pode ser que o Estado comparticipe,ou o privado aceite a miserável reforma que recebem....pois mas nem aí dá!!!Por acaso a minha mãe já esteve em dois privados, e falar num internamento dela a longo prazo????Quis saber de antemão como as coisas podiam funcionar (porque estava bem ciente do que podia acontecer), e como resposta tive uns pares de olhos arremelgados a olharem para mim e a dizerem que isso dos internamentos a longo prazo tem muito que se lhe diga!!!!

E a lei??????
Esqueçam lá isso!!!!!É do tempo da Maria cachucha e se quisermos pedir um internamento compulsivo ou fazer com que o doente seja obrigado a tomar a medicação,é preciso praticamente pedir autorização ao papa, e temos que ter sorte com o psiquiatra e assistentes sociais....não vão também eles olharem com uns olhos muito arremelgado....E esperar que o doente nos queira fazer mal para apresentarmos queixa à polícia,falar com o delegado de saúde se ainda nós ou o doente estivermos vivos!!!!

Nunca mas nunca pensem que isto só acontece aos outros.....todos somos depressivos e mesmo bipolares e doentes mentais.
A diferença é alguns casos a doença não se manifesta nunca,noutros manifesta-se um pouco e noutros é mesmo a PUTA DA LOUCURA!!!

4 comentários

  1. Portugal não sabe gerir o dinheiro que tem, e depois essa má gestão reflecte-se nas pessoas que mais precisam de ajuda. Infelizmente esta é a verdade..

    ResponderEliminar
  2. D*
    Infelizmente aqui fala a voz da experiência...e muito sinceramente aqueles que querem fechar hospitais como o Júlio de Matos e que vivem na utopia de que o doente metal pode ser integrado na sociedade,ou que as alas psiquiátricas bastam vivem no mundo da lua e concerteza que nunca puseram os pezinhos nesses sítios!!
    E não é preciso ter experiência no assunto,basta saber que a depressão (e doenças a ela associadas) vão ser um mal do século XXI, e que muitas pessoas não assumem que tomam medicação pelo medo que têm da sociedade em que vivemos!!
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Como dizes as depressões são uma doença desta sociedade que em vez de tentar diminui-las, fazer algo por esses doentes ainda os enterra mais. Uma sociedade onde a imagem, as aparências valem mais do que o ser só pode levar as pessoas à loucura porque ela exige de nós mas não dá a todos a mesma hipótese. Temos, portanto, que ser inteligentes ao ponto de não nos deixarmos vencer por ela e procurar entre a desgraça a nossa felicidade. Tens 29 aninhos, jovem, conseguirás concerteza a força suficiente para resolveres esse problema da tua vida sem te deixares afundar com ele. Esta sociedade não é solidária mas nós sabemo-lo o que torna mais fácil dar a volta por cima porque sabemos que só podemos contar connosco. beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Brown eyes,gracias pelo comentário....não me permito deixar afundar...sei que para além do meu comprimido da manhã a minha vontade vale muito....mas por enquanto vou precisando de uma ajuda-extra.
    Bjs e serve-te do meu cantinho à vontade...que tem muita fase de "parvoíce"....

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall