E o papa

sexta-feira, novembro 12, 2010

Ora, este excelentissímo senhor deu-me autorização para linkar o post de algo que me deixou com umas ligeiras comichões aqui no sistema, porque tudo o que é demais enjoa e exibicionismos sem rei nem roque são uma estupidez das grandes.
O papa veio a Espanha a semana passada,numa possível tentativa de trabalhar para que Espanha volte a ser o um Reino Católico e os reis os Reis Católicos, como eram conhecidos há uma catrefada de tempo atrás,para quem não sabe o Reinado de Castela foi o primeiro a "permitir" a que existisse o Index, a Inquisição e todas aquelas belas coisas com isto relacionadas.
Ora felizmente o Reinado Espanhol evoluiu. Deixou as nossas fronteiras descansadas, o Rei é uma figura quase decorativa e por aí adiante.
Senão me engano ele irá voltar a Espanha ainda no próximo ano,porque para esta mente estas coisas de um Estado laico devem mexer-lhe com o sistema.
Estas visitas são sempre interessantes pelo número de católicos que traz, pelo incremento na fé nas cabeças daqueles que não se revêm de forma alguma com muitos dos valores propagados pela Igreja Católica.
E é aqui que entram a manifestação dos gays, o pleno marmelanço feito mas com um olho na câmara de televisão para terem a certeza  de que estavam a ser filmados e de que não teriam que fazer um take 2.Mas aquela cena foi um grandessisimo exagero!!!Qual era a necessidade de tal??Não era uma gay-parade!! Mas manifestem-se à vontade mas por coisas bem mais importantes do que um casamento que já é permitido por lei.Vamos a exemplos:

  • Pedofilia;
  • Aborto;
  • Uso de preservativo para prevenção contra gravidezes indesejadas e contra doenças sexualmente transmissíveis.
Vamos lá ver: eu faço parte daquele grupo de pessoas que foi baptizada,andou na catequese,fez a comunhão e ainda o crisma. Mas faço parte daquele grupo que não se revê nos valores desta Igreja,que não acredita que é muito melhor existirem 1500 gravidezes indesejadas sem abortos, do que 1500 preservativos gastos. Não acredito nos perdões a todos os que foram abusados, acredito sim em julgamentos minha gente!!Julgamentos nos tribunais próprios, não aquela história de que a igreja está muito arrependida das atitudes de padres e bispos e cardeais e afins.Estão a ver aquela lista de coisitas ali em cima??Neste momento é muito mais importante a luta por estas coisas do que o casamento entre gays.

You Might Also Like

2 comentários