domingo, novembro 28, 2010

Estar de folga a um domingo é bom porque passo o dia inteiro na sorna.
Mas estar de folga a um domingo em época natalícia e querer ficar espetada no sofá a ver um qualquer filme na televisão é muito complicado.E porquê???Porque só passam filmes relacionados com o Natal!!!
Prefiro mil vezes a época do dia dos namorados porque prefiro levar com as comédias românticas às comédias natalícias!
Vá....vão se safando algumas estreias decentes na televisão...

33 comentários

  1. Eu, enquanto puder tenho cabo mas senão faço como tu, gramo com Natalícios todos!

    ResponderEliminar
  2. Pink,mas eu tenho cabo...e mesmo assim hoje está para esquecer...

    ResponderEliminar
  3. Espera só...quando começarem a passar aqueles filmes que nunca ninguém viu, tipo.. Sozinho em Casa. Lol

    Bjs**

    ResponderEliminar
  4. Xana: é verdade.E eu sou do tempo em que o sozinho em casa era estreia na tv nessa altura...
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Vocês devem pertencer à maçonaria! Eu adoro a época de Natal. Não embarco é nessas americanices, em que transformam esta festa de família, num autêntico festival de consumismo. Esse Natal MADE IN USA, "patrocinado" por um pai natal, que se bem me lembro, já "patrocinou" a Coca Cola, é impingido pelo consumismo americano.
    Eu vivo o Natal numa festa de família! E vocês?

    ResponderEliminar
  6. Teófilo:
    a minha resposta está uns posts abaixo.

    ResponderEliminar
  7. Ó Inês. Não sejas assim. Não há nada melhor do que o Natal e as respectivas prendas QUE ME DÃO por ocasião do mesmo. he he he he he he.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. LOL: não dás prendas de natal???Só recebes??

    ResponderEliminar
  9. Um filme romântico com a pessoa amada. Não há nada melhor do que isso.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  10. (patanisca, tenho estado ausente do blog, mas não me esqueci dele, é que este mês no novo hotel, só paro para dormir...)
    Minha gente a época de natal é o melhor, estreia de filmes da década de 80, spinoff´s de shrek´s, e outros filmes de animação para encher chouriços com temas natalícios, e os malvados anúncios de coisas que queremos e não podemos ter (quer seja telemóveis, um pc, ou coisas mais importantes como uns pneus para o carro, ou o o LEGO do TAJ MAHAL com quase 6000 peças e a módica quantia de 350 EUROS).

    Agora importante mesmo é saber quem tem razão, se o pai natal ou menino jesus. Vejam no JUÍZ DECIDE, o diferendo entre ambos.
    http://youtu.be/LKvnfvyCM3g

    ResponderEliminar
  11. Já tinha lido esse teu post sobre o Natal, mas voltei lá para lembrar o que tinhas dito nessa postagem. Concordo com quase tudo o que lá disseste. Quase tudo disse eu, e não tudo. Eu estou-me maribando para o Natal da telivisão, ou outro qualquer natal que me tentam impingir. Eu faço o meu próprio Natal, com a minha família, em paz e alegria. Eu aproveito e vivo o espírito natalício de há 100 anos atrás, onde havia união e mais amor entre as pessoas em especial entre a família. Hoje vivemos todos num salve-se quem puder, atropelando-se uns aos outros, num egoismo doentio e irracional.
    Ó Inês, tu és boa moça! Só é pena que vivas zangada contigo própria, de costas viradas para ti, metida num casúlo onde reina uma atomosfera melancólica.
    A Vida é Bela Para Quem Sabe Vivê-la...

    ResponderEliminar
  12. Ricardo: quando era miúda acreditava no menino jesus...no pai-natal nunca acreditei..

    ResponderEliminar
  13. Teófilo:concordo contigo.É uma época de consumismo desenfreado.

    ResponderEliminar
  14. Teófilo, como sendo parte do restrito grupo de pessoas que conheço a "Pessoa por trás do blogger" que é a Maria Patanisca, ela é o que se pode dizer uma "alma dividida".
    É bem disposta, e com as companhias certas anda bem humorada e goza a vida, se a deixarmos sozinha ou com "más" companhias é um ser muito "cinzentão" andando ora mais triste/revoltada ou "toleirona".
    Maria, nas tardes de jogo de cartas, humor desbocado e "piadas parvas" andamos sempre bem, não é verdade. Agora quando andas meio tola, irra... em ti não existe meio tola.... lol

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  16. Nem mais...o meio termo nunca existiu,então nesta altura do ano não existe mesmo.
    Oh Ricardo tu aqui és o único que me conhece ao vivo e a cores.
    Tens que fazer um post em que me definas para eu pôr aqui.

    ResponderEliminar
  17. Maria, não está mal visto,posso tentar fazer um "behind the scenes" em que conhecemos a VERDADEIRA Inês. Mas tu que também me conheces ao vivo, somos parecidos nalguns aspectos, principalmente o habitar-mos um mundo sem grande "perspectiva positiva" onde não há sorte para quem não tem CUNHA(dos) ou outro tipo de família que apoie, e onde por trás de tudo o que vemos existem "interesses". Outro ponto é o Riso / Sorriso fácil. Por último a música e o cinema, e bem que eu sou um pouco mais "abrangente" que tu nos gostos, lol.

    ResponderEliminar
  18. Ricardo: somos parecidos sim senhora!!!

    ResponderEliminar
  19. Inês, tínhamos futuro juntos, não fosse o facto de achar que juntos seríamos como este filme que ando para ver:
    http://www.youtube.com/watch?v=MA-ZlZm2ye0
    Adam´s Rib!

    ResponderEliminar
  20. Aquilo que mais gostei no comentário do Ricardo, foi a maneira como te tratou! Maria Patanisca?
    Deve ser um tramento de amizade entre vocês os dois. Fico à espera desse post escrito pelo Ricardo, para eu ficar a conhecer um pouco melhor a nossa Inês.

    ResponderEliminar
  21. Ricardo: eheheheheh
    Iamos acabar muito bem!!

    ResponderEliminar
  22. Teófilo: é tratamento vip.

    ResponderEliminar
  23. Teófilo, Maria Patanisca é algo com que trato a Inês com carinho, se bem que as pessoas que mais gosto não trato sempre com "afectos carinhosos", como ela sabe quanto mais "confiança/amizade" mais facilmente arranjo tratamentos "especiais" (lol). Relativamente ao nome, nasceu nos tempos de politécnico quando o pessoal vai arranjando "alcunhas" entre todos, havendo pessoal que ganha o nome da terra donde vem, dado que chamar-lhe carapau seco, nazarena, ou maria das caldas, não parecia apropriar-se à pessoa em questão nasceu a maria patanisca, que não sei quem começou, até posso ter sido eu a "impulsionar" o nome, mas é daqueles que aparecem e sempre fizeram sentido.
    A minha alcunha era ....... (bem que pensei em inventar algo que condiga com a minha perfeição a todos os níveis, mas dado que sou modesto, preferi não vangloriar-me)

    ResponderEliminar
  24. Ricardo: foi o Zé Paulo que me arranjou a alcunha,mas as outras também são viáveis,especialmente quando ponho a mão à cintura.
    (as voltas que este post não deu...)

    ResponderEliminar
  25. Lol, o importante é as pessoas saberem quem tu verdadeiramente és!
    IREI DESMASCARAR-TE!!!!
    lol.

    A Inês é transparente. Tão transparente como o vinho. Tem dias que é mais encorpada / adstringente (tipo vinho carrascão) e tem dias que é mais leve e com paladar a tanino. lol.
    MAs lá que tem mau vinho tem... irra...

    ResponderEliminar
  26. E por mim ainda não termina. Vá, vão continuando os dois, porque estou a gostar da amizade que ficou entre os dois, e da cumplicidade que há entre ambos.

    ResponderEliminar
  27. Teófilo a Inês é uma verdadeira "peça", mas o que importa reter é que é uma boa pessoa, que durante o curso sempre me dei bem com ela e que apesar de estar mais, ou menos, ligado ao pessoal do curso, faz parte das pessoa que estimo. Ela sabe que com o fim do curso eu fui "desaparecendo" das lides "sociais", mas sempre ficámos "bem".
    Relativamente à Inês só nunca hei-de perdoar os casos tórridos de amor que ela teve com:
    *Samuel, "o Infante"
    *TóniShop
    *e outros mais....

    (agora é a fase em que o Teófilo se pergunta quem serão estas personagens, e ... que personagens...)

    ResponderEliminar
  28. Teófilo: eu e o Ricardo somos bastante amigos.

    ResponderEliminar
  29. Teófilo, como podes ver a Inês optou por não referir os seus casos de amor....
    agora a sério a inês é uma mulher de paixões, umas melhores, como o terminar o curso e dando uma alegria aos seus faimliares e amigos, e cumprindo uma meta estipulada para ela, ou a dedicação que tem aos amigos. outras piores como o feitiozinho dificil, ou o amor pelo sagrado licor beirão, do qual partilhamos.

    ResponderEliminar
  30. Por falar em filmes, no Sábado fui ao cinema ver o Imparável e só tenho uma palavra: Imperdível.

    Beijoca Inêzita linda.

    ResponderEliminar
  31. A Inês é sem dúvida um poço de mistérios! Será mesmo uma mulher de paixões? Com aquele feitio meio selvático, até o gato foge dela.

    ResponderEliminar
  32. Loirita: já não vou ao cinema há tanto tempo....

    ResponderEliminar
  33. Teófilo: continua a tentar.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall