O que aprendi

quarta-feira, novembro 17, 2010

A Loirita como eu gosto de lhe chamar deixou hoje esta questão no seu estaminé e puxou-me pela língua e levou-me a reflectir sobre a chegada dos 30 (mais uma vez...não sei quantas semi-reflexões terei feito,mas penso que esta será a 3ª,mas também não as vou contar).

Mas ao longo destes 29 anos de vida (dia 23 passam a 30) aprendi o seguinte (levam daqui ensinamentos para a vida):

  • Não tive a infância e adolescência normal, o que me levou a ser adulta muito cedo, mas cedo aprendi que as coisas nunca correm como queremos.
  • É bom receber mas é mais importante dar sem querer nada em troca.
  • Ser uma pessoa de causas é uma das coisas das quais me orgulho.
  • Que sonhar não custa, mas que devemos ter os pés de vez em quando cá em baixo.
  • Que os meus objectivos se concretizaram (de uma maneira ou outra estudei,tirei a carta de condução,tenho a cabeça no lugar embora não pareça).
  • Sei distinguir as pessoas acessórias das pessoas importantes.
  • Mais vale estar sozinha do que mal acompanhada.
  • Não adianta correr atrás do impossível,nem fazer grandes planos porque o que tiver que acontecer acontecerá (é a história do nosso livre arbítrio e também do destino).
  • É bom poder ser ambicioso,mas também é bom manter a nossa base, os nossos princípios, o nosso eu.
  • Mesmo quando os dias são fodidos como tudo há que erguer a cabeça, seguir em frente, passar o obstáculo e sorrir para as adversidades.
  • Aprendi a gostar e a confiar em mim.
  • Aprendi que as pessoas nos enganam e por isso aprendi a ser cínica e sarcástica.
  • Aprendi que ganzas e alcool não se misturam.
  • Aprendi que Carlsberg é a pior cerveja que existe.
  • Aprendi que quando peço whisky cola é bom que me saiam da frente porque o andamento uiiiiiiiiiiii....
  • Sexo sem compromisso é bom.
  • Sexo com semi-compromisso é bom.
  • A pessoa certa, um bom nível de alcool, com as devidas precauções dá bem....
  • Se o meu traje falasse estava bem tramada...
  • Aprendi que devo ser sacana e cabra para quem o é para mim (tornei-me um pouco adepta do cá se fazem cá se pagam).
  • Aprendi a beber minis directamente da garrafa.
  • Aprendi que os amigos surgem das pessoas mais inesperadas.
  • Aprendi que alguns entes masculinos merecem uma certa dose de desprezo e sim serem usados (cá se fazem cá se pagam).
  • Aprendi que vale a pena estudar fora de casa porque crescemos a todos os níveis.
  • Descobri que existem pessoas que julgam que têm a queca garantida por me terem pago uns copos (estar com os copos é uma coisa, estar com os copos e ser estúpida é outra),muito copo eu bebi à pala.
  • Aprendi que as pessoas com quem eu dividi a minha casa foram aquelas que me viram realmente ao vivo e a cores.
  • Aprendi que não faz mal em correr riscos.
  • Aprendi a distinguir entre paixão e atracção (há borboletas e borboletas no estômago).
  • Descobri que mandar umas quecas com malta de confiança é do melhor porque eles não se desbroncam para todo o mundo.
  • Aprendi que não preciso de ter os meus amigos perto,mas que há distância de uma mensagem,de um mail e de um telefonema que o volto a ter cá.
  • Aprendi a confiar no meu instinto.
  • Descobri que a dada altura sexo só para fazer "exercicio" cansa. Cansa o sexo e canso-me eu.
Se me arrependo do que fiz?Nada!!
Se me arrependo de ter ficado calada algumas vezes?Sim arrependo-me
Se me arrependo de nunca ter dito amo-te?Nada,se não o disse por alguma coisa foi.
Se me arrependo de não ter norteado a minha vida da forma comum (trabalho,casar,filhos),e de não andar à procura da minha metade?Nada,se não concebi a minha vida assim,por alguma coisa foi.Se sei o porquê?Não faço a menor ideia,mas um dia hei-de descobrir. Se não descobrir nada paciência,não sou pessoa de queixumes.

Aprendi que vale a pena continuar a ter em mim "todos os sonhos do mundo"

Para acabar o testamento, deixo-vos esta música que para mim resume muito a maneira como devemos levar a nossa vida.

You Might Also Like

19 comentários