terça-feira, dezembro 28, 2010

Mémés

Eu gosto de mémés!!!A prova de que gosto tanto de mémés, é que convenci este moço a ir um dia de manhã tirar fotografias aos mémés!!!Cliquem lá no moço e vejam as coisas mais fofas que lá estão!!!Estão lá mémés negros e tudo!!!
E esta conversa toda sobre os mémés é para quê?
É para dizer que estou a ficar ranhosa,sou uma mémé ranhosa....
Quem me manda destapar de noite e andar a apanhar frio???
Agora sou uma mémé ranhosa...



Dali

Salvador Dali - A persistência da memória
Adoro este quadro do Dali "A persistência da memória".À parte do achar um bocado esgroviado das ideias,as pinturas dele mostram algo que não consigo traduzir,fazem-me pensar,deixo-me ficar a olhar para os quadros dele e tentar pensar o que o raio do homem queria explicitar ali para além do óbvio.
Gosto deste quadro e do nome "A persistência da memória".
Quando o vejo e observo o que considero o tempo parado,entro num paradoxo porque se por um lado devemos reter as nossas memórias no tempo passado,por outro lado devemos ter noção das nossas memórias e  das nossas vivências,porque intrinsecamente estas fazem parte de nós, e não podemos de forma alguma conceber uma vida sem termos as nossas memórias para nos fazer sonhar,rir,chorar pensar.

E a vocês....o que vos diz "A persistência da memória"?



segunda-feira, dezembro 27, 2010

Hora do Vitinho (46)

Antes de mais confesso a minha ignorância,porque fui lançadissima à procura do To love somebody do Michael Bolton.Contudo encontrei o que deve ser o original,na grande voz da Janis Joplin e fiquei de boca aberta a ver o vídeo e fiquei arrepiada ao ouvir a voz espantosa que esta mulher tinha...
Tenho pena que génios como ela se tenham desnorteado com o Sex, Love & Rock'n Roll.





E por causa das coisas levam com aquela que provavelmente todos conhecem, e mais uma vez fico arrepiada com a voz e o carisma que mulher tinha.Como era fácil para ela fazer isto...



E parecendo que não,ficaram aqui duas love songs...

Momento insano do dia 59/outra grande parvoíce que pus aqui

Antes de mais...os culpados destes dois últimos fantásticos momentos insanos são os EUA!!!
Porque é que são os EUA Inês,pensam voces? Porque isto é de lá!!!
Ora bem,a seguir à bela música da pila dentro da caixa vem esta maravilha,encontrada pela *Hysteria e que pus nesta secção de devaneios,parvoíces e afins (até o palhaço Tiririca anda nas minhas insanidades).

Mas aviso desde já os ouvidos mais sensíveis....isto fica no ouvido,eu tenho o meu cérebro a cantarolar I just had sex sem motivos para o fazer!!!!
Está dado o aviso!!!

Prontos

Prontos....
Passou o Natal, a malta já fez hoje uma nova corrida às lojas, na Grande Reportagem na Sic tive novamente a certeza de que ser rico não é definitivamente sinónimo de bom gosto e afins,que ser uma dondoca deve ser muiiiiiiiito trabalhoso,principalmente quando não se faz nada em prol do povinho que realmente precisa.
Estando eu refastelada a tentar fazer a digestão de tudo o que alambazei nestes dias ,a mentalizar-me de que amanhã vou trabalhar, e a ver os Ídolos, dei por mim a ouvir uma grande música (se viram ou estão a ver esta semana vão levar com o grande Jorge Palma),de que gosto mesmo muito.
Nesse momento dei por mim a pensar (sim porque eu penso e se eu penso logo existo como dizia o outro), e porque não começar a olhar-me mais vezes ao espelho,agradecer o que tenho e mudar alguma coisa em mim,em prol de mim mesma mas também dos que me rodeiam???
Agradeço a reflexão a esta bela música que puxa ao sentimento,ao pensamento,à introspecção,e sei lá....oiçam se quiserem reflectir reflictam e se quiserem deixar aqui a vossa reflexão deixem...Afinal estamos no fim do ano e quer queiramos quer não nestes dias reflectimos sempre,fazemos sempre o nosso balanço.

Até posso ser eu a começar:
Se aprender a olhar-me ao espelho de forma profunda e ver-me do outro lado a outra ou esta mesma Inês mas mais profundamente, irei descobrir que vale a pena sonhar mas ter também os pés no chão,e que conseguirei dar mais de mim a quem precisa, conseguirei ser mais forte e mais segura de mim.


domingo, dezembro 26, 2010

Rescaldo

Estou que nem posso....
Dia 24: Come Inês,bebe Inês,come,bebe,come,bebe....Isto no Barreiro e vi uma coisa que nunca tinha visto, e não não era o Pai Natal,apesar de ele ter lá passado para a gaiatada ficar contente da vida.Vi um garrafa de litro e meio de um vinho tinto que era uma maravilha das maravilhas..O nome era Periquita, o ano penso que era de 2007,mas isso não interessa.O que interessa é que era de beber e chorar por mais...
Dia 25:Em Montemor-o-Novo....Come Inês,come a canja,o porco com castanhas o polvo e o peru.Inês dá cá o prato que a tia põe mais.
Está ali bolo que a tia fez.tens que comer e mais a sericaia,este bolo e o outro e outro, e camarões, e muita conversa,muita gargalhada,história,piada,coisas sérias,mais um chá mais canja e: Inês leva o bolo de chocolate da tia.
Se não der sinal de vida será porque rebentei com tanta coisa que comi.
É que eu como mesmo muito no Natal.

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Falta de tolerância

Se há coisa que eu não tolero é ter senhoras de alguma idade a querem tirar o bilhete antes de mim.A isto junta-se o estar a dizer que o funcionário da bilheteira não sabe o que está a fazer e que se demora por as outras funcionárias.O resultado final:nem pensar que ia passar à minha frente sem me pedir licença para e ainda ouviu"minha senhora nesta vida andamos todos a aprender."Resultado:a senhora calou-se,o funcionário sorriu para mim com ar agradecido,eu desejei-lhe um feliz natal e ele retribuiu o agradecimento.Sim eu sei que esta é época da tolerância e da solidariedade,mas estas coisas eu não suposto nem no natal nem em qualquer altura do ano.E felizmente que a senhora não teve a falta de senso de me dizer alguma coisa por não a deixar passar.É que se isso acontecesse coisa boa não se ia passar.

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Ricardo

O Ricardo,a única pessoa que me conhece ao vivo e a cores e que tem sempre muito prazer em responder aos interessados coisas sobre mim (eu nem digo não, porque não para o ricardo não existe),para além de oferecer o refrão da música dele à Pink,teve a grande ideia de oferecer também uma música aqui à malta:



Como o Ricardo disse,nós precisamos de felicidade,não só agora mas em todas as alturas do ano!!!

E pronto...

É oficial...a lágrima no canto do olho tomou conta de mim...maldita época do ano que ainda me deixa mais sentimentalona do que o costume...
Enfim,quero deixar por aqui as minhas primeiras meia dúzia de linhas acerca da época,que querendo ou não acaba por mexer connosco seja de uma maneira positiva ou mais negativa,a verdade é essa e quanto a isto não há volta  a dar.
Há pouco quando estava a jantar, estava a olhar para a minha mãe e a pensar em como ela estará daqui a um ano,amanhã vou estar com o meu pai e desejar estar com ele daqui a um ano.

O que eu desejo mesmo para todos os que me lêem, me comentam, me falam,me conhecem (porque é possível conhecerem-me),é que consigamos todos por um bocadinho suprimir com as tristezas e coisas menos boas que nos rodeiam e que possamos abrir o coração para uma alegria,mesmo que seja pequena.Que essa alegria nos aqueça o coração,que nos faça sorrir,rir.Que desfrutemos do momento de estarmos daqueles de quem mais gostamos e amamos,que lhes ofereçamos um sorriso,um mimo,um colo se necessário.
Eu sei que isto é necessário todo o ano,mas a época natalícia é a tal,é aquela em que os sentimentos vêem mais depressa ao cimo do que somos.

Amanhã gozem estar com aqueles que mais amam,mostrem que os amam, riam,desfrutem do momento.

UM FELIZ NATAL MINHA GENTE!!!!





Esta é uma das minhas de natal de eleição,apesar de triste.

O que posso oferecer

Porque acho mesmo aqui na blogosfera todos oferecemos alguma coisa: a amizade,um conselho,um desabafo,uma piada,um momento de emoção,um momento de reflexão.
Porque gosto das pessoas que "falam" comigo,que vêm aqui ou no mail e falam,desabafam,aconselham,fazem-me rir,fazem-me chorar,fazem-me gostar disto, de que querer continuar por aqui.
Tenho uma série de gente que me comenta e de quem eu gosto,e eu tenho o feeling de que as pessoas que por aqui passam são de facto aqui o que são na vida real, e mesmo sem as conhecer ao vivo e a cores gosto delas.
E como estamos na época de prendas, a minha pessoa resolveu arriscar e oferecer uma prenda em forma de música a cada uma destas pessoas que me toca no coração.Sim....vocês tocam-me no coração.
Agora só espero conseguir chegar ao gosto musical de cada um.

Sara sem Sobrenome


Teófilo Silva


 Sarita


Ferazita

Rita e Marta


Essência


Malena


Petra


Sofia


Filipe Ribeiro


Ricardo (o único que me conhece ao vivo e a cores)


Pink


João


Se me escapou alguém peço muita desculpa,venha aqui avisar para eu acrescentar!!!

Para o LOL

O LOL pediu-me uma prenda pelo natal.
A única prenda que lhe podia dar era uma música.E como tive a sorte de saber o gosto musical dele,ofereço ao LOL como prenda esta música que faz qualquer um cantar.



Espero ter acertado!!!
Feliz Natal!!!

Mãe

Tenho a minha mãe.
Tenho a Laurinda que é minha mãe.
E agora tenho a Malena, que também é minha mãe!!!

Toma lá beijinhos mãe da blogosfera!!!

1 ano

Não o estaminé das insanidades,vitinhos e outras coisas mais não faz anos.A bem dizer nem sei a data em que o estaminé faz anos mas adiante.
Estava para aqui a definhar em frente à tv, e o olhar para a leitura de mesa de cabeceira,quando me lembrei que  há um ano descartei a pessoa que me fazia pensar em algo como Bege vou pintar o tecto de bege.
Se fiz bem???Claro que fiz!Não é bonito nem saudável fazer do sexo uma actividade de frete.E era frete,era enjoativo,era mais do mesmo,era......era secante,sem pica,sem piada,sem nada,sem côr,sem calor,uma coisa vazia de tudo.
Se era uma coisa  "séria"?Teve fases em que podia ser,teve fases em que podia não ser,teve fases de ciúme,fases de que é como uma droga e quero a minha dose,fases de não me canses mais e finalmente a fase de acabou esta coisa,não quero mais,e não me digas mais nada ainda por cima agora!!!
Se houve insistências?Houve
Se tive a vontade de ceder?Não, não tive.

quarta-feira, dezembro 22, 2010

Repetição

Esta música já está no Vitinho ,mas eu gosto tanto dela, que tive que voltar a escarrapachá-la aqui,mas na versão do Senhor Enric Clapton.
Gosto mesmo disto!!

Bombons

Quem não recebe pelo menos uma caixa de bombons que se acuse!!
Tenho dúvidas de que alguém se acuse porque há sempre aquela alminha que gosta de contribuir para aumentar o número de calorias ingeridas com uma caixa de bombons.
Mas há  uma marca de bombons que eu a gulosa de serviço, e que come tudo tem medo de receber.Os bombons tem um nome estranho, e por causa do nome deixam-me desconfiada...
Os ditos bombons chamam-se Lindor. E isto é uma marca de fraldas e de pensos higiénicos para a incontinência. Eu tenho medo de receber uma caixa de bombons que tenha este nome,um nome de fraldas!!!!
Se eu receber uma caixa destes bombons vou ficar um bocado assustada tal como fico quando vejo a anúncio na tv que diz algo como neste natal ofereça bombons Lindor.Será que são bombons para incontinentes???

terça-feira, dezembro 21, 2010

Prenda de Natal/Momento Insano do dia 58/Provavelmente um das maiores parvoíces que pus aqui

Homens que visitam este humilde estaminé!!!
Ainda não têm a prenda para a namorada/esposa/amiga colorida/vizinha do lado que é toda boa comprada???
Não sabem o que oferecer??
Não têm dinheiro nem para mandar cantar um cego???
Eu tenho a solução para a vossa prenda de Natal!!!




Prenda não aconselhável a mães, sogras, tias, primas....penso eu...mas estão à vontadinha para tentarem a vossa sorte.

Pessoas

Se me aparecer alguém a pedir-me dinheiro ofereço uma sandes, um bolo, um café, um chocolate.Não dou dinheiro a ninguém.Sempre fiz isto e vou continuar a fazer a quem eu dou tem que comer ao pé de mim e não deitar fora como eu já vi fazer.
Nós queixamo-nos de muita coisa: do tempo, do dinheiro, da crise, da política, de que estamos assim, assado, cozido, frito ou grelhado.Eu queixo-me e tenho a certeza de quem estiver a ler isto também se queixa de algo.
O facto é que estamos permanentemente insastifeitos, e que eu vou continuar insatisfeita, e vocês também, isto faz parte do ser humano.Nós somos permanentemente insatisfeitos, mas o facto é que existem pessoas com muitos mais motivos para serem de facto insatisfeitas do que eu do que provavelmente quem está a ler isto.

Não, não estou introspectiva, nem muito menos lamechas caso estejam a pensar isso.
Estou apenas a constatar uma realidade.Eu vivo numa terra pequena,logo toda a gente sabe de tudo de toda a gente e mesmo eu a quem a vida dos outros não interessa sei o que se passa com X ou Y. Ora bem, como é que eu relaciono a minha insatisfação como ser humano com quem anda a pedir?
Muito simples...acabei de vir da loja com lágrimas nos olhos.Vim com lágrimas nos olhos não só pela acção que fiz (que me fez ficar a dever uns trocos na loja), mas também pelo facto de ver uma pessoa com muitos mais motivos para ser insatisfeita do que eu mas que me agradeceu por eu ter oferecido um saco de comida a uma cadela, e que pela segunda vez no dia de hoje me disse que eu era uma excelente pessoa.E eu não fiz nada,digo bom-dia e boa-tarde e dei um saco de comida para cão.Não fiz mais nada.

Parvoices

Acabei de ver o que considero um dos anúncio mais idiotas do mini-preço: o anúncio de um pai-natal montado num camarão como se o camarão fosse um cavalo, e o pai-natal a dizer qualquer coisa como anda cá camarãozinho.Isto é estupidificante.

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Flanela



Eu não chamo Manela, não dou mas uso um pijama de flanela.
Como uso pijama de flanela e também umas meias de aquecimento para os pés que estou sempre congelados,mais o aquecedor e o gato,
Então se gostam da Inês que tem um pijama de flanela que não é da loja do chinês (que rima tão liiiiiiinda), façam o favor de me oferecer este telemóvel para eu passar o resto do Inverno quentinha.A casa do anúncio até fica com 23º graus de temperatura...o telemóvel deve ser bom...

(Sim o anúncio é parvo...e sim este post não fica atrás...)

Agradeçida

Boas pessoas

Gosto de boas pessoas.
Não são boas pessoas no sentido de fazerem o coitadinho anda cá que eu faço as vontades todas,ou como sou caridoso faço tudo.
São boas pessoas as que me ajudam quando preciso.
São boas pessoas as que considero serem da minha família sem o serem.
São boas pessoas as que me ralham e abrem os olhos.
São boas pessoas as que me aconselham.
São boas pessoas as que me fazem confiar.
São boas pessoas as que me fazem rir.
São boas pessoas também as que me fazem chorar.
São boas pessoas aquelas que eu sinto que são e que sei que por elas posso fazer tudo mesmo não querendo nada em troca,bastando-me saber que elas estão ali quando eu preciso.

Porque é que eu estou a escrever isto???
Porque tenho a sorte de trabalhar com uma boa pessoa e de a família dela também serem também boas pessoas.

Essência conseguiu ler os meus pensamentos e deixou em comentário o que me faltava colocar no post para ter uma boa pessoa aqui descrita no seu todo.
E sim...eu como a Essência acredito que a boa pessoa nota-se logo no olhar.

E para vocês o que é uma boa pessoa?

domingo, dezembro 19, 2010

Pérolas de sabedoria

Anda uma filha a tomar conta da mãe para ouvir algo como:
"Então o não sei quantos vai-se casar???"
"Sim mãe, vai."
"Então e tu?Quando te casas?"
"Dia 30 de Fevereiro?"
"Não me dás genro,não me dás um neto,não tens filhos.....olha...estás encalhada!!!"
A minha mãe é um riqueza!!!!!

Mudanças

Ontem fui escravizada pela minha mãe....é verdade!!!De vez em quando estas coisas acontecem...tive a mudar-lhe o quarto e a pôr uma alcatifa.Mudar aquele quarto não é coisa fácil, porque implica não só o esvaziamento do guarda-vestidos mas também a desmontagem e montagem da cama dela.
Acabei o dia com tudo arrumado, com umas quantas nódoas negras e a pensar que já mudava o móvel da televisão do meu quarto, a dizer à minha mãe:
Mãe não te lembres de quereres fazer mudanças nos próximos tempos.
Feitas as mudanças,quando me fui refastelar na cama a ver televisão pensei para com os meus botões
Acho que vou mudar o móvel da televisão de sítio, se calhar arranjar um substituto para o dito cujo,e ponho a estante ali e o guarda-vestidos acolá.
O que é que vou fazer agora em vez de ficar a vegetar a tarde toda??
Mudanças....e a minha mãe ficou nesse momento a olhar para mim e a pensar qualquer coisa como não lhe chegou a dose de ontem?????

sábado, dezembro 18, 2010

Há música brasileira mesmo muito muito boa.
Hoje lembrei-me destas...



sexta-feira, dezembro 17, 2010

Boletim Meteorológico

Há coisa de 15 minutos estava nesta santa terrinha 5.5º....muito bom,muito bom...de manhã quando o meu vizinho se levantou estava -1º grau.
Quando eu me levantei às 9h45m (madruguei) tive que lavar a cara com água fria, porque não havia forma dela aquecer...
Agora estou a pensar no tempo que vai demorar a aquecer a água para ir tomar banho, e daqui a bocado tenho que sair de casa para ir a um jantar de anos!!!
Se eu não voltar a aparecer é porque congelei algures entre o restaurante e a minha casa.

Para pôr o Tico e o Teco a funcionar

Ora bem,há pouco quando abri o meu facebook deparei-me com este texto de Vergilío Ferreira:
"Não penses para amanhã. Não lembres o que foi de ontem. A memória teve o seu tempo quando foi tempo de alguma coisa durar. Mas tudo hoje é tão efémero. Mesmo o que se pensa para amanhã é para já ter sido, que é o que desejamos que seja logo que for. É o tempo de Deus que não tem futuro nem passado. Foi o que dele nós escolhemos no sonho do nosso absoluto. Não penses para amanhã na urgência de seres agora. Mesmo logo à tarde é muito tarde. Tudo o que és em ti para seres, vê se o és neste instante. Porque antes e depois tudo é morte e insensatez. Não esperes, sê agora. Lê os jornais. O futuro é o embrulho que fizeres com eles ou o papel urgente da retrete quando não houver outro." 


Eu e os meus esquilos (o Tico e Teco que têm que funcionar antes que congelem) julgam por vivermos com o pensamento tanto num futuro mais próximo ou mais longinquo, tendemos a querer fugir daquele momento do passado que não terá sido de todo o melhor, e consequentemente esquecemo-nos de viver o dia de hoje.
Hoje é o dia, hoje é o momento.....porque não viver o dia de hoje só por hoje e deixar o amanhã para amanhã???
Porque havemos de pensar e de querer viver um futuro querendo deixar o passado lá atrás e apagá-lo da nossa memória??
Nós somos presente e seremos futuro pelo nosso passado.Se foi bom ou mau paciência,não há tempo para arrependimentos fora de horas, mas sim para viver o dia de hoje, sim pensar no dia de amanhã que há-de chegar mas sem deixar para trás o que o dia de ontem nos ensinou.


(É impressão minha ou a coisa aqui ficou meio introspectiva???) 



quinta-feira, dezembro 16, 2010

Hora do Vitinho (44)

Hoje vi o fim do Natal dos Hospitais e conclui que há pelo menos quase 20 anos que oiço o mesmo tom de voz do Coro de Santo Amaro de Oeiras.
Já faziam um update ao playback.

O que é que o Coro de Santo Amaro de Oeiras tem a ver com esta música que é linnnnnnnndaaaaaaaa, e que é de um filme que também é linnnnnnnnndooooo?Não tem nada, mas não faz mal.
Digo eu...
E o que é que tem esta música a ver com a a Essência?
Tem tudo!!!Estava à espera que ela a comentasse para a mimar!!!
Mimo para ti Essência!!!!

Observações

"Inês, vem ter comigo ao clube,porque a Liliana vai treinar para o desfile."
"Está bem.Quando chegares avisa."
E lá fui com umas calças de fato de treino manchadas mais uma camisola polar, um cachecol, e grande casaco (vestido por cima do pijama),aqui ao café da terra ver a Liliana a treinar para o desfile de "beneficiência" que vai haver aqui na terrinha.
Chegada e sentada e na conversa com a mãe da Liliana (minha colega de trabalho), dei por mim a ver umas miúdas em cima de uns mega saltos a fazerem um esforço enorme para se manterem direitas em cima daquelas coisas.
Nisto pensei para comigo e disse:
" Mas as miúdas não conseguem andar em cima daquilo,nem andam direitas....Mas qual é a pressa em serem mulheres sendo afinal de contas umas miúdas??"
E vim-me embora a pensar que é possível que anda aqui alguma coisa mal....só não sei se sou eu que ainda saio à rua sem maquilhagem, com umas calças manchadas com lixívia, ou se são as meninas que têem tanta pressa em serem mulheres e que daqui a uns anos....Deus as valha de andarem sem base e afins.

Miúdos

Não digam que conquistar uma mulher é difícil...até um miúdo consegue!!!



E eu adoro adoro esta música.
É tão fofinha!!!

Alguém sabe onde está o botão de on e off  para se ligar o aquecimento????
É que nem estar na prática a trabalhar para aquecer funciona.
Brrrrrrrr
Está frio!!!!!


quarta-feira, dezembro 15, 2010

Este país em que vivemos pode ser uma grande salsichada, mas ainda posso sair à rua com calças de ganga vestidas, cara e cabeça destapada e afins...e ainda me posso manifestar contra qualquer coisa sem que o raio dos black blocks apareçam e partam tudo o que lhes aparece à frente.

Canção de natal



Sim....isto é uma canção de Natal, mas não é canção qualquer!!!É o Jingle bells, que eu cantava com a minha avó (ela tinha um sentido de humor que era surreal) da seguinte forma:

"Jingle bell
Jingle bell
Já não há papel
Não faz mal
Não faz mal
Limpas ao jornal!!
O jornal está caro
caro pra chuchu;
Não tenho mais dinheiro;
Para limpar meu cu!"



Um agradecimento ao Teófilo que me relembrou do resto da canção.







Nem a propósito

Nem a propósito da semi-discussão ontem ao telefone com a minha tia,vou buscar a minha mãe que teve alta.
Assim ela vai ter muito tempo para estar comigo antes de eu ir para a Margem Sul e não vai para o Centro de Dia precisamente para estar em casa comigo a fazer as coisas dela.Se ela é capaz de fazer as coisas de casa?Estranhamente agora é.
Sim porque apesar de ter uma mãe com as ideias atravancadas faço ainda questão de que ela queira fazer um dia-a-dia normal: compras, limpeza de casa, comida, roupa....enfim...tenho a minha "empregada doméstica" em casa outra vez. Sim é empregada sim senhora e à borla o que é uma maravilha, e se faço o que ela quer fazer, ela diz "deixa a mãe fazer.", ou diz que o fim-de-semana não chega para ela pôr a casa em ordem.
E tendo-a cá antes do fim da semana vai-me dar muito tempo para ver como ela está,para decidir com ela o que quer oferecer de prendas e a quem.
Se vem estável???Ontem quando a vi já sabia que viria para casa o mais tardar no fim da semana.
Se a vou encher de mimos e beijinhos??Tenho uma maneira muito sui generis (é assim que se escreve??) de mostrar a coisa....sim porque eu trato a minha mãe por  fera ou por empregada...é exploro a minha mãe ao mais alto nível....

Ainda o Natal

"Vais passar o Natal com o teu pai??? Não vais ficar com a tua mãe, que está internada e que vai sair entretanto?"
"Tia eu vou passar o Natal lá abaixo, a minha mãe já sabe."
"E se eu não estivesse cá e se fosse sair nessa altura?Olha que a tua mãe fica muito sensível nesta altura do ano."
"E eu vou passar o Natal lá abaixo,ela já sabe.Eu vou para baixo."
"A tua mãe abdicou de muito para ti."
"E eu,não abdiquei de nada aos 30 anos???"

Estão à vontade para dizerem que sou egoísta, pois bem provavelmente sou porque quero ir para onde me sinto bem. Se tenho que gramar com isto mais vale gramar onde me sinta bem.
E isto para mim é chantagem e emocional!!!
Dassssssssss e chega a altura em que só quero adormecer dia 24 e acordar dia 26 já com isto passado!!!
Irra!!!!!!!

terça-feira, dezembro 14, 2010

Não...ainda não desta que fiquei retida na psiquiatria...ainda acham que o Tico e o Teco estão funcionais.Estou viva e com os pés gelados como tudo,mas a ouvir um cd maravilhoso...Quem diz que das novelas não vêem músicas em condições??Eu digo o contrário...Provavelmente vão levar com as músicas deste cd nos próximos dias (e provavelmente do cd internacional também).
Não há vitinhos para ninguém porque a minha pessoa está de férias e amanhã vai estar na cama na sorna a manhã toda!!!
E o bem que sabe???
Uiiiii

Coisas dos internamentos

O que reter destes internamentos:
  • Que dou o meu máximo para continuar a ir lá a visitar alguém,
  • Que tenho que me saber rir da minha própria desgraça e levar a coisa de ânimo minimamente leve,
  • Que não verto uma lágrima até entrar no elevador,
  • Que entro de cabeça erguida, e que saio de lá da mesma forma,
  • Que tenho que sorrir sempre.
O que me aconteceu nestes internamentos:
  • Uma miúda quis-me comprar uns óculos de sol,
  • já discuti com familiares de outros doentes por darem sumos à minha mãe,
  • Já me chamaram de Doutora,
  • Uma velhota bateu à minha mãe e a minha mãe deu troco,
  • Já disseram que a minha mãe tinha roubado um telemóvel (malditos nokias que são sempre iguais),
  • Já me quiseram ler o futuro.
  • Já vi um curso de maquilhagem,
  • Já tive doentes a ralharem comigo.
E para onde é que eu vou hoje passear???
Ao 4º piso do hospital de Leiria....
Ainda estou em casa e já estou a começar a ficar acelerada. Por mais habituada que esteja, estar calma é muito difícil....

Metades

De vez em quando ou de quando vez para além de me dar para a introspecção,dá-me para a reflexão, para o pensamento, a semi-filosofia,sei lá...dá-me possivelmente para pseudo-dissertar sobre qualquer coisa...
Estava para aqui e pensar nas metáforas da alma gémea, da metade da laranja,do testo da panela (não me lembro de mais nenhuma), quando me ocorreu assim do nada se é aceitável ou saudável tentarmos encontrar alguém que se encaixe nas ditas metáforas. É normal que criemos esterotipos do que consideramos ser a chamada pessoa ideal,mas até que ponto isso será aceitável?É aceitável termos uma lista pré-concebida de que a pessoa tem que ser:
alta/baixa
gorda/magra/assim-assim
loira/morena
olhos claros/olhos escuros
gostar do mesmo que nós
ser do mesmo clube de futebol
sensível/insensível
bem-humorada/muito séria
sentido de humor apurado/falta dele
ciumento/desprendido
.....
Muito sinceramente isto só me lembra a lista de compras de um supermercado, e ponho-me a pensar se esta espécie de pré-requisitos e funcional ou não, se toda a gente tem esta lista ou não, se o chavão encontrei a pessoa da minha vida funciona tendo esta lista ou se é preferível sentir o repentino clique, as borboletas no estômago, os pêlos dos braços em pé por alguém que sem saber nem o como nem o porquê encaixa connosco sem os pré-requisitos por nós concebidos que podem muito bem ser utópicos, completamente irracionais ou surreais.

Digam-me de vossa justiça....esta minha "teoria" pode levar-me a caminho de uma ida a um psiquiatra ou tem algum fundamento???



Até acho que a música encaixa com esta pseudo-dissertação/teoria/dissertação.

segunda-feira, dezembro 13, 2010

A magia do natal...

Como é que o açúcar acaba na 6 feira e hoje já está a ser descarregado nos portos nacionais,para ir ser devidamente embalado???
É a magia do Natal, só pode ser!!
Alegrem-se já não vamos ter um Natal amargo,e já se encheram mais uns cofres com a procura desenfreada do açúcar.

hora do Vitinho (43)

O Manuel Moura dos Santos disse há pouco que esta música é uma declaração de amor.Curiosa como sou e desconhecendo a música por completo, fui ao youtube, escrevi o nome e......fiquei assim abismada,arrepiada...Isto não é uma declaração de amor,isto é o que qualquer pessoa quer ouvir da pessoa que  que está do outro lado da cama,sentado no sofá,com que se partilha os bons e os maus momentos,enfim com que se partilha uma vida...
Caramba....isto é bonito!!!!

domingo, dezembro 12, 2010

Eu não tenho por hábito passar o natal por estas bandas.Pisgo-me todos os anos para a margem Sul para estar com a família do lado de lá.E porquê?Porque ninguém me diz nada por não levar prendas,porque estou verdadeiramente em família (tenho pouca diferença de idade em relação aos meus primos), porque falo, porque rio, porque sinto-me em casa e sei que acabo por estar em casa.
E se este ano estava já decidida a ir, ainda me ajudaram mais...
"Tia,não venhas cá a casa porque a minha mãe foi internada."
"Ah foi?Então o que aconteceu?"
"Foi ajustar a medicação."
"Ah foi isso?Ela até podia fazer isso em casa..."
"Oh tia, tu sabes que a minha mãe não consegue ajustar a medicação em casa(...)"
"Sim lá isso é verdade.Mas deixa lá que daqui a uns dias ela já está em casa."
" Sim,deve ser uma semana."
(...)
Ora bem,eu sei muito bem que a minha mãe foi só ajustar a medicação,que daqui a uns dias está em casa fresca e fofa.E também sei que enquanto ela lá estiver serei eu a ir lá picar o ponto, a telefonar.Sei isto tudo porque sou eu a "encarregada" de fazer as coisas e All by myself, porque isto de irem comigo às visitas terá acontecido meia dúzia de vezes.
Não me quero vitimizar, porque isto é mais do mesmo,e eu tenho o meu orgulho e aqui quando quero sou teimosa que nem uma porta...se sempre fui sozinha visitar e ver e lidar, mesmo com crises valentes como a do inicio deste ano, logicamente que vou continuar a fazê-lo.Mas isto não invalida que não me sinta sozinha no meio da multidão...mas eu já estou habituada a isto,porque vejo-me assim desde que a minha avó faleceu,mas não implica que lá por me habituar,não me revolte. 
  

sábado, dezembro 11, 2010

O auge

Isto de estar home alone tem muita coisa boa como o meu espairecimento (não vou prevaricar),mas tem uma coisa muito má...há bocado quando ia tomar banho ia-me estatelando no chão...foi o auge do meu dia,ver-me sozinha e esparramada no chão com o rabo negro do bate cu que podia ter dado (pobre rabiosque)...

Já disse Fernando Pessoa:
"O que há em mié sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço."



"The mistery of love is greater than the mistery of death" (Oscar Wilde) Gostei disto...


Saúde mental

A nossa saudinha mental é muito importante. Independentemente de tomarmos ou não medicamentos (Teófilo nem tentes ralhar porque não vale a pena), de precisarmos de ajuda especializada ou não, de fazermos yoga,ginástica, alinharmos os chakras,aplicarmos o feng-shui, tudo vale para mantermos o Tico e Teco bem de saúde, o que não é fácil de todo porque meia-volta eles destrambelham um bocado, e para irem ao lugar não é muito fácil.
O que eu quero dizer com isto é que aparte de sermos ou não medicados para o Tico e o Teco, é muito importante a nossa força de vontade. Os medicamentos dão a sua ajuda,mas o resto vem da nossa rica FORÇA DE VONTADE. Sem ela nem o mais eficiente dos anti-depressivos funciona,que não haja dúvidas disso.
Será que eu tenho moral para falar sendo eu medicada por um psiquiatra?Tenho.Tenho eu e tem toda a gente!!Toda a pessoa que consegue levar uma vida dentro dos padrões exigíveis pela sociedade apesar de tomar medicação, tem força de vontade porque não é fácil viver nesta selva social e enfrentar a porcaria do preconceito que existe para connosco.Se existe preconceito?Claro que existe!!Começa pelas pessoas que dizem Ah e tal falta-te é trabalho...Isso são fitas...tu não precisas disso para nada..." Errado....apesar de haver muita gentinha que usa um problema do Tico e do Teco para terem baixa,muitas das pessoas precisam de facto de serem medicadas!!
Porquê???Basta olhar para a nossa vida em pleno século XXI: estamos em crise,ganhamos mal,vivemos num país podre em muita coisa,há uma taxa enorme de desemprego,há falta de dinheiro e por ai adiante...estas coisinhas e mais algumas são o suficiente para qualquer pessoa ficar com o Tico e com o Teco destrambelhados das ideias!!
Só para acabar...esta semana vi nas notícias que o número de doentes mentais por ansiedade vai aumentar no próximo ano...porque vai aumentar??Por tudo o que disse acima!!
O nosso Tico e o nosso Teco são uma coisa do caraças....

Momento insano do dia (58)

Ora bem...vou fazer uma pausa na desgraça de hoje, e agradecer aos Tunos que fazem o anúncio da Wii...

Hoje (parte 2 de 2)

Parece-me que cada vez menos gosto de mulheres psiquiatras (quando tive os nervos acelerados em Tomar há quase 8 anos fui a uma psiquiatra que me encharcou em medicação,o que só contribuiu para a minha má opinião sobre elas), mas vamos lá contextualizar a coisa.
A senhora minha mãe andava um bocadito ansiosa e de facto a dormir menos bem do que o costume por estar próxima a data do injectável e da consulta.Até aí isto é normal, faz parte dela, mas vendo bem a coisa ela já não andava com muito boa cara e aqueles olhos já andavam a ficar inchados.
Mas como não sou de forma alguma apologista do raio dos internamentos fui deixando a coisa andar porque esta altura do ano não é fácil para quem tem problemas do Tico e do Teco (e sim dias pequenos,cinzentos,muito frios,abafados e noites grandes têm uma influência do catano), e sempre pensei que isto ia ao lugar com o SOS do costume.
O problema é que a minha mãe ontem chegou a Leiria, levou o injectável mas não teve consulta nenhuma porque a psiquiatra faltou.O que aconteceu??Logicamente que entrou em parafuso, e esperou o dia inteiro e a noite (coisa rara e pouco vista ) para que o injectável fizesse alguma coisa, a ansiedade passasse e ela dormisse.
Hoje pouco antes de me levantar sou acordada pela minha mãe que me pede por tudo para ir com ela para o hospital (outra coisa rara).O que eu fiz?Chamei a ambulância e siga para Leiria, antes que a coisa descambe mais e depois tenha aqui um 31 bem armado.
Chegadas a Leiria com cartinha do médico e passada na triagem a minha mãe é atendida por uma psiquiatra que lhe diz que ela devia ter ido ontem às urgências, que não percebia o que ela estava ali a fazer se ontem tinha dito na sala de espera das consultas externa que estava muito bem.Posto isto, a médica entende que não a interna e que se ajusta a medicação a um doente como ela (cujo processo é uma bíblia e ela não faz ideia do que por lá anda) em casa!!!!Eu fico a olhar para ela com cara de parva, a pensar onde vou reclamar e digo: A minha mãe mente.Ela diz que está bem sem estar.Se eu estou aqui com ela e peço para que a medicação seja ajustada aqui,é porque a minha mãe precisa de ser internada.A minha mãe não pode fazer ajuste de medicação em casa porque está aqui dentro de dois dias.
"Vamos ver isso...a sua mãe saiu do internamento no inicio de Setembro"Dizia-me a médica, e eu respondo: "Desculpe mas tenho uma palavra a dizer.Eu não tenho prazer nenhum em vir visitar a minha mãe aqui,e prefiro tê-la em casa.Mas eu convivo com a situação há mais de 20 anos e sei perfeitamente que a medicação da minha mãe não pode ser ajustada em casa.Isso não chega.Se ela vai para casa ela volta aqui passados dois dias.Ela tem que ser internada para ficar tudo bem ajustado.Se não é, vai entrar numa espiral depressiva."
A minha mãe dizia para ser internada e que aquilo não era forma de ser tratada,que tinha mentido nas consultas externas para ver se o injectável fazia efeito.Caramba...não é preciso ser-se psiquiatra para se ver que a minha mãe não estava bem e ela tremia por todo o lado,ela mesma dizia que não lhe podiam ajustar a medicação em casa (coisa rara,porque já a quiseram internar para ajustarem a medicação e ela dizia que não e vinha para casa).
Após termos estado um valente tempo e a minha mãe ter dito a frase "ando com ideias más", a médica lá se decide a interná-la "mas por pouco tempo, para reajustar o sono e acertar a medicação."

Dasssss devem achar que tenho muito prazer em entrar no 4º piso do raio do hospital!!!!

Hoje (parte 1 de 2)

A esta hora devia estar a bocejar no trabalho,mas em vez disso estou numa ambulância com a minha mãe a caminho de Leiria,para mais um internamento. Ao contrário das outras vezes e devido à demência dela,não deixo que uma crise se arraste por ter medo que a demência avance.
E nem a podia deixar em casa e ir trabalhar. Eu não ia estar descansada e ela iria pedir a alguém para ir ao hospital. Do mal ou menos vou eu e explico em condições o que se passa e o que tenho notado nela.
E ela anda a tremer tanto das mãos mesmo andando a tomar um anti-espásmico.O que acaba por ser? Mais do mesmo mais do mesmo...E  pergunta-me ela já esquecida: "Oh filha a minha doença não tem cura?"E digo eu:"Não mãe,não tem cura."E ela sabe isso ou sabia...Enfim.

sexta-feira, dezembro 10, 2010

Hora do Vitinho (42)

Ouvi isto há pouco e pensei olha quem bem que isto fica no estaminé,vou fazer uma Hora do Vitinho...
Oh minha gente....
Vão procriar ou treinar para isso...
Até acho que a música incentiva à coisa.

Acordos

Não era muito mais bonito terem feito um referendo sobre o acordo ortográfico, em vez de me estarem a impingir com luso-brasileirismos e tirarem-me a identidade?
Estão à espera que eu vá aprender a escrever e a falar???
Eu digo Egipto (com p) não Egito.Eu escrevo recepção e não receção!!!!
Se o Português é nosso porque carga de água temos que nos adaptar aos outros????Ficava tudo como estava e  éramos todos muito mais felizes, com os pês, os gês, os tês, os cês, o H mudo e com os acentos!
Se eu digo a maior parte das letras que escrevo e as acentuo porque raio vão destruir as palavras????
Oh porra....quando leio um texto escrito com o raio do acordo,ainda julgo que estou a ver erros!

E a minha identidade que é a minha língua, onde é que ela fica??Passo a ser uma cidadã dos PALOP??
Coitado do Camões.... 


Explicações

Uma das leituras do 8º ano é "O gato malhado e a andorinha sinhá", do Jorge Amado. Para mim é um misto de fábula com romance onde o desgraçado do gato morre segundo me disse o meu explicando. Eu não li o livro,e nem vou ler porque não me apetece ler romances que acabam mal, nem sobre histórias de amor impossíveis ,mesmo que sejam entre animais.
Para saber se o miúdo estava dentro da coisa (eu já estava mais ou menos dentro da história), tivemos que resolver o teste passado (uma maravilha...), e uma das perguntas que lá estava era basicamente se um amor daqueles (impossível) era possível.
"Oh João...o que é que tu escreveste na resposta?
Então...escrevi que é possível.
Mas o que é que é possível?O amor entre eles os dois?
Sim,o amor entre eles.
Oh João mas como era possível se eles eram tão diferentes?
Então duas pessoas podem odiarem-se e descobrirem depois que se amam...Não achas?
Oh João és capaz de ter razão..."


Nisto pensei cá para comigo " Vai buscar Inês...vai buscar...e não argumentes..."
E comi e calei...



Doideiras




Esta noite dormi mal como o caneco,falei durante a noite,e estou com a sensação de que os neurónios estiveram a noite toda a funcionar, ou seja não descansei nada de nada.Se não sabem o que é falar de noite, eu digo que é uma coisa tramada,principalmente quando se acorda a ouvir a própria voz.
Junta-se à festa o facto de ter adormecido e de quase ter perdido o autocarro.
Hoje ainda tenho que ir para as Caldas comprar as prendas para a troca de prendas.Isto é chato e deixa-me um bocadito doida porque não faço a mais pequena ideia do que hei-de comprar, e porque não encaixo na velha história de que é só uma lembrança.
A isto junta-se o almoço de natal....ahhhh como eu gosto disto..vamos almoçar porque é natal e temos que almoçar porque é natal.Não gosto destas justificativas para se arranjarem almoços e jantares,principalmente estes....temos que fazer isto e mais isto e aquilo e o outro porque é natal.
O facto de ter falado de noite,de não ter sentido a cabeçita a noite toda a funcionar, de ter que ir comprar prendas, de ter um almoço de natal deixa-me um bocadito doidita das ideias.

E a vocês o que vos está a deixar doidos hoje???

O copo

Diz-se que a forma como olhamos para o copo meio-cheio ou meio-vazio corresponde à maneira como olhamos para a vida e para o que nos rodeia.
Se vemos o copo meio-cheio somos optimistas, se o vemos meio-vazio somos uns pessimistas do caraças.
Eu não vejo o copo nem meio-cheio, nem meio-vazio.Vejo o copo a meio pura e simplesmente,nem mais nem menos.
E vocês como é que vêem o copo?

quinta-feira, dezembro 09, 2010

Hora do Vitinho (41)

Isto é bonito, isto é fofinho, isto é intemporal, isto é um clássico,isto é de 1964,isto foi inspirado na esposa de um dos membros do grupo.
Eu gosto disto,deixa-me a cantarolar.

Geografia

Ontem levei e dei uma injecção de Geografia do 8º ano (no meu tempo a Geografia era no 7º e no 9º ano). Tive que me lembrar e explicar coisas de que já me tinha esquecido e não sabia que as políticas de natalidade a anti-natalidade faziam parte do plano curricular,e quanto mais que as ia explicar a um miúdo,e que tinha que me controlar para não me rir nem explicar como se usa o preservativo.

"João, sabes o que são as políticas de natalidade?
Não.
São as medidas que usam para as pessoas terem mais filhos.
Ahhhhh
E as políticas anti-natalistas?Sabes o que são?
Não.
As políticas anti-natalistas são estas mais estas e mais estas.Sabes o que é o planeamento familiar? (está no livro. A minha pessoa não anda a dar aulas de educação sexual.)
Ahh...Nãoooo
O planeamento familiar é a tua namorada ir ao médico de família saber o que tem que fazer para não engravidar.
Ahhhh percebi.
E a distribuição gratuita de métodos contraceptivos...sabes o que é isso não sabes?
Nãooooo
Oh João...tu não sabes o que é um método contraceptivo??(ai minha mãe do céu...)
Não..
Oh João é a pílula e o preservativo!!!!Percebeste??
Percebi....ehehehehehe
Então escreve lá isso."


Só espero que não se tenha esquecido disto...faz-lhe falta faz-lhe falta.

A Dona Sofia basicamente deu-me o clique para escrever este post. E como gosto de aproveitar estes cliques,vou despachar-me a escrever antes que o clique se vá, a ideia fuja ou eu fique desinspirada.

Quem é que nunca deu uma cabeçada na vida?
Quem é que não deu por si a olhar para trás e a pensar se devia ter tomado a opção Y em vez da opção X?
Quem é que nunca se arrependeu de uma decisão que tenha tomado, mesmo de um pensamento que tenha tido e que foi indevido?
Quem é que nunca deu por si a pensar que gostava de ter outra vida, ser outra pessoa, ter outras ideias quem sabe outro feitio, outra maneira de ser?
Quem é que nunca pensou em repensar as ideias?
Quem é que nunca olhou para as recordações e pensou se....?
Quem é que nunca maldisse a sua vida?
Quem é que nunca teve que abdicar um pouco de si para dar ao outro?

Eu tenho para mim que toda a gente em determinada altura da vida já pensou em algumas destas perguntas,faz parte do ser humano ter todas estas interrogações e querer encontrar as respostas para estas.
Contudo estas respostas demoram a aparecer, ou já cá estão mas nós pura e simplesmente não as queremos ver,ou porque são aquilo que queremos ou o que não queremos pensar.
Ora bem...estas perguntas todas fazem parte de nós, da nossa vida, porque uma vida sem estas interrogações não faz sentido,todo o ser humano se interroga sobre isto ou sobre aquilo.

Está agora a fazer um ano em que me sentia virada do avesso, em que o tico e o teco estavam a dar o tilt e eu também.Foi até à data a pior fase da minha vida,tinha chegado a um ponto em que só me apetecia acabar com tudo e desaparecer da face da terra....Caramba estive prestes a tomar uma caixa de comprimidos só para ter algum descanso desta vida.Sentia-me cansada,exausta, sem forças para continuar em frente.Mas depois pensei Se acabar comigo o que vai ser dos meus pais? Se acabar comigo o que vai ser das pessoas que realmente gostam de mim e se preocupam?Como é que eu cheguei a este estado?Como é que eu fiquei assim?Onde anda a Inês que seguia sempre em frente apesar dos obstáculos que apareciam,que erguia a cabeça para  a vida,que tinha esperança?
Esta Inês tinha desaparecido,tinha sido substituída por uma Inês sem esperança e sem força,que estava a olhar para uma caixa de comprimidos e a pensar porque é que eu não acabo comigo e vou descansar?
Não fiz nada, nem tomei nada nesse dia. Limitei-me a chorar e a dizer que não podia ser egoísta e só pensar em mim. Tomar aquela caixa iria ser um acto de puro egoísmo da minha parte. Mas não consegui voltar a erguer a cabeça logo no momento,apesar de ter tentado fazê-lo tanta vez e de ter pensado Se foste capaz de  erguer  a cabeça das outras vezes e mesmo quando a avó faleceu,desta vez também vais ser capaz,sozinha e sem ajuda porque sempre te safaste e sempre o fizeste.
O problema é que enquanto pensava e repensava e voltava a pensar e a levantar, a tentar erguer-me dava por mim a ir cada vez mais abaixo, cada vez mais transtornada, mais deprimida, mais chorosa, sem saber o que fazer, sem saber para onde me virar, sem ser capaz de admitir que não era capaz de me voltar a erguer como o tinha feito meses e anos antes.
Quando é que voltei a levantar a cabeça? Foi no dia 28 de Janeiro deste ano,o dia em que cheguei ao psiquiatra e disse basicamente: "Não aguento mais,estou farta,estou sem forças para continuar,cheguei ao meu limite." Tive que admitir que estava no limite das minhas forças,e que provavelmente já o tinha ultrapassado para voltar a erguer a cabeça,voltar a ser a Inês.

O que eu quero dizer com isto tudo?Que por mais que as coisas não corram bem,que queiramos fugir e desistir que temos que continuar a nossa vida, que temos que seguir em frente por mais que nos custe, que nos doa, que queiramos desistir, que pensemos que não somos capazes. Todos somos capazes, mesmo que pensemos o oposto.

E como diz a música:
"Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar"



quarta-feira, dezembro 08, 2010

Esta ficou-me no ouvido desde a primeira vez que a ouvi...




Momento insano do dia (57)

Ponto 1: estou com uma soneira do caneco. Se fechar os olhos e encostar a cabeça adormeço.

Ponto 2: vou ter num total de 4 horas para conseguir fazer com que um miúdo entenda,perceba e escreva bem Português para ter uma nota positiva no teste. Isto é uma missão quase impossível de concretizar em 4 horas, mas a minha pessoa vai virar o google do avesso para encontrar material suficiente para levar esta a cabo esta tarefa. Para quem se está a questionar, aqui a Inês dá umas explicações (desde que não envolva matemática), e já conseguiu fazer um bom trabalho há um ano e troca o passo atrás. Pelo menos a leitura obrigatória neste período foi a " Lua de Joana", um livro que toda a gente deve ler.
E fazer o miúdo entender que isto vai sair no teste?
E que tem que dar respostas completas?
E saber gramática?
Uiiiiiiiiiiii

Ponto 3: olhem bem para este momento insano que o João me enviou por mail.É de ouvir, de ver e de chorar por mais!!!!

terça-feira, dezembro 07, 2010

Hora do Vitinho (40)

Esta foi a primeira música que ouvi do Ruivo....e gostei tanto,tanto,tanto dela.E continuo a gostar tanto,tanto,tanto!!!!

Quem é que não gosta de uma música que começa simplesmente assim????

"Gotta find me an angel 
To fly away with me 
Gotta find me an angel 
Who set me free (...)"




Natal

Estão a ver como eu não um Grinch ou um Scrooge??
Estão a ver como também consigo ser boazinha nesta altura do ano??
Eu não acreditava no Pai Natal, mas o Menino Jesus já é outra história....quando era miúda, na casa dos meus tios no Alentejo uma vez vi os pés do Menino Jesus na chaminé da cozinha...era mesmo muito crédulizinha, e ainda hoje gozam comigo à conta disso.


Mas o que eu gosto mesmo no Natal é o enfardamento de comida como se não houvesse amanhã!!!Estão a ver...tenho espírito natalício...mas o sacana reflecte-se na comida, e pronto na cusquice.

Hora do Vitinho (39)

O meu João Pestana está completamente dessincronizado. É o que dá dormir 10 horas de enfiada.Provavelmente vou andar feita um zombie.
E não gosto deste tempo abafado,não gosto nada nada disto.Só me lembro de tremores de  terra.

Como é que esta música veio parar aqui??
Simples....dei por mim a cantar o refrão há bocado....sim também canto músicas intemporais, preciosidades e afins bem mais velhos do que eu.

domingo, dezembro 05, 2010

Hora do Vitinho (40)

Há pouco fui à rua aqui na Baixa da Banheira,e cada vez acredito mais de que o mundo vai acabar.....porra....está mais calor na rua do que em casa. Ainda por cima o prédio é húmido como tudo e a casa é num terceiro andar que  não tem nada de agradável, de Inverno é um Icebergue, de Verão é uma fornalha.

Esta música é qualquer coisa....

sábado, dezembro 04, 2010

Tomar

Chegar à Cidade Templária traz um misto de emoções:vontade de chorar de alegria e também de rir.Passei aqui seis anos da minha vida,e foram os melhores.Aqui cresci,vi,ri e chorei de alegria de tristeza,e de saudades.E hoje vou ficar outra vez com a lágrima no canto do olho.Mas amanhã vou embora revitalizada.Tem quase um efeito redbull:revitaliza corpo e mente.O único senão é porra do frio que está!No comboio a temperatura exterior marcava os 6 graus.


Na margem Sul está um frio do caraças, e a minha casa está a modos que gelada...Amanhã a minha pessoa vai passear-se até a sua segunda cidade: a bela e fria cidade templária.Passar um dia e uma noite no convívio com antigos colegas e amigos,pessoas que fazem parte de uma fase muito importante da minha vida.É nestas que me lembro que recordar é viver.
A foto que está aqui é da minha fantástica capa de estudante...

sexta-feira, dezembro 03, 2010

Momento insano do dia (56)

Este momento insano para além de estar neste estaminé, já me tinha sido aconselhado pelo Ricardo, a única pessoa que me conhece ao vivo e a cores,e que passa por aqui.
Depois de andar a reflectir, de ter opinado sobre isto num post no blog da Loirita, volto a ter esta dúvida existencial: será que os pêlos nos aquecem de Inverno????? 

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Esta semana fui à Bertrand e trouxe nada menos do que três livros:


Vou começar pelo último.Foi uma compra por capricho.
Mas ainda fico com uma série deles em lista de espera...

Hoje lembrei-me disto:

Momento insano do dia (55)


Eu não como alho....

Hora do Vitinho (38)

Esta é uma das minhas lembranças musicais, juntamente com o Thriller do Michael Jackson.
Lembro-me que da primeira que vi isto, fiquei embasbacada a olhar para  a tv e a pensar "tão linnnnnnndo!!!!" Quando vi o Thriller o pensamento foi "que medoooooo!!!Será que existem??". Fechei os olhos e escondi a cara no braço do meu avô.

quarta-feira, dezembro 01, 2010

Appontement

Ao tio Sócrates faz falta um pouquito de humildade. Não gostei mesmo nada nada de ver as respostas arrogantes e prepotentes que deu aos jornalistas quando lhe perguntaram pela enésima vez qual a opinião dele acerca de uma eventual entrada do FMI em Portugal.
Está certo que ele não goste das perguntas e das respostas, eu também não gosto da junção das palavras FMI e Portugal e tenho que gramar com elas.
Mas isso não pressupõe que dê como resposta algo como "Precisamos é que a UE confie em nós!!", de forma arrogante e na altura em que mais uma agência de rating deu a nossa notação em baixa.
Esta história só me lembra o velho ditado "Quem te avisa teu amigo é..."

1 de Dezembro

Desde 1981 já foram infectadas mais de 60 milhões de pessoas, e quase metade já faleceram.
Existem em Portugal cerca de 42000 pessoas infectadas com o vírus da SIDA.
Um em cada quatro Portugueses corre o risco de ser infectado.

© Brainstorming
Maira Gall