domingo, dezembro 12, 2010

Eu não tenho por hábito passar o natal por estas bandas.Pisgo-me todos os anos para a margem Sul para estar com a família do lado de lá.E porquê?Porque ninguém me diz nada por não levar prendas,porque estou verdadeiramente em família (tenho pouca diferença de idade em relação aos meus primos), porque falo, porque rio, porque sinto-me em casa e sei que acabo por estar em casa.

E se este ano estava já decidida a ir, ainda me ajudaram mais...
"Tia,não venhas cá a casa porque a minha mãe foi internada."
"Ah foi?Então o que aconteceu?"
"Foi ajustar a medicação."
"Ah foi isso?Ela até podia fazer isso em casa..."
"Oh tia, tu sabes que a minha mãe não consegue ajustar a medicação em casa(...)"
"Sim lá isso é verdade.Mas deixa lá que daqui a uns dias ela já está em casa."
" Sim,deve ser uma semana."
(...)
Ora bem,eu sei muito bem que a minha mãe foi só ajustar a medicação,que daqui a uns dias está em casa fresca e fofa.E também sei que enquanto ela lá estiver serei eu a ir lá picar o ponto, a telefonar.Sei isto tudo porque sou eu a "encarregada" de fazer as coisas e All by myself, porque isto de irem comigo às visitas terá acontecido meia dúzia de vezes.
Não me quero vitimizar, porque isto é mais do mesmo,e eu tenho o meu orgulho e aqui quando quero sou teimosa que nem uma porta...se sempre fui sozinha visitar e ver e lidar, mesmo com crises valentes como a do inicio deste ano, logicamente que vou continuar a fazê-lo.Mas isto não invalida que não me sinta sozinha no meio da multidão...mas eu já estou habituada a isto,porque vejo-me assim desde que a minha avó faleceu,mas não implica que lá por me habituar,não me revolte. 
  

You Might Also Like

15 comentários