quarta-feira, janeiro 05, 2011

Egos

Ora como tenho que manter as mãos ocupadas e não me apetece ir ler ainda, já tendo lido e comentado a leitura blogosférica pus-me para aqui a dar uso ao Tico e ao Teco.
E ocorreu-me uma coisa,que já deve ter acontecido a muitos de vós.O pensar este blog é verdadeiro,ou é produto da imaginação de alguém que se quer passar uma outra pessoa e mostrar algo que não é???
Eu tenho algum receio dessas coisas,por isso quando sigo um blog tenho que ler muito dele e ver comentários e atitudes para perceber se existe ali um "raciocínio lógico",ou por exemplo alguma coisa para Inglês ver. Para mim estes blogs passado um tempo acabam por ser mais do mesmo.Acaba por ser sobre o príncipe encantado que anda em busca da Cinderela,ou do/a desgraçado/a que foi abandonado e escorraçado que nem um cão vadio.
Eu tenho algum medo destes blogs,não medo por mim, mas por pensar se até que modo a criação de uma personagem, não ficará de tal forma colada à pessoa real,que acaba por não se perceber onde começa uma e acaba a outra,situação que pode levar a distúrbios de personalidade graves.Não entendo o que leva a pessoa X a transformar-se em Y....se é por andar desgostoso da vida temos pena porque ainda não podemos viajar para realidades paralelas,e a vidinha que temos é para ser vivida e ponto final.Também não entendo os que usam os blogs com a faceta de pobres coitados da sociedade, tristes e abandonados apenas para conquistarem as mentes que são solidárias para depois vá passarem um bom bocado.
E entenda-se uma coisa: um nickname é uma coisa um alter ego é outra coisa.Eu entendo que um nickname pretende preservar o nome do autor mas o blog segue a mesma linha de raciocínio, mantém uma coerência na escrita,faz do blog um quase diário,interage,desafia,"fala" com quem está do outro lado.
Para mim os alter egos tendem a ser narcisistas e encarnam a personagem de tal forma que se torna praticamente num vício,e não saem do mesmo assunto,não evoluem,nada.
Eu não gosto de alter egos,tenho medo deles. Felizmente penso e o meu instinto diz-me que pelos meus lados andam pessoas verdadeiras, de carne e osso,que usam o blog para fazer um diário,falar do dia-a-dia,comentar a lógica da batata frita.E sim existe gente que quer conhecer outra gente (eu tenho gente que quero conhcer),sem intenções que sejam mesmo o conhecer.
E depois lá andam os alter egos, que sim também querem conhecer mas querem e procuram algo em troca...
E a vocês....já vos apareceu algum alter ego destes?A mim já e não gostei.

27 comentários

  1. Eu sou o que mostro nos blogs. Já pedi para não confundirem a PINK com a XXXXX, pois são uma só...
    Eu peço mas pronto...
    Beijoca e bom tema

    ResponderEliminar
  2. foda-se ganda tratado!andas c o tico e o teco destrambelhados de todo foda-se!
    olha que havia muito melhor uso a dar ás maozinhas:P

    alter-egos acho que não. o que lá tá naquela merda sou eu.
    qt muito podia por a imagem e ou nick do Duckman, personagem de banda desenhada, agora reposta no rtp2 mas dobrada o que não tem metade da piada e em quem me revejo e que adorava, alias, já usei mesmo a imagem do dito patinho, em que ainda por cima, no original, a voz é a de George Constanza da série Seinfeld que venero e sei de trás prá frente todos os epsiódios.
    n te deixo sequer links no you tube ou no google, porque sei que, como aqui dizes vais certamente investigar sobre o que é isso do duckman.
    é genial garanto-te!ao contrário de mim apesar de me rever na personagem (e até na de constanza que dava a voz ao pato e que acho eram mt semelhantes)
    ah e sabes uma coisa!!! há um epsiódio do duckman em que ele se apaixona pela por uma patinha, por causa da sua voz (duckman entra em contacto c aqela voz atraves de uma linha de informaçoes senão erro :) sério:)
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Pink:eu também te li antes de te seguir e sim conclui isso.
    :)

    ResponderEliminar
  4. Olá. A Inês a brincar aos psicólogos. Não tarda estás a ler a sina pelas linhas das mãos!

    ResponderEliminar
  5. Oh João se eu faço um tratado,ou teu comment é o quê???
    É uma dissertação!!!
    E sim,também sei que és eu porque a coerência da tonteira está lá toda!!!

    ResponderEliminar
  6. é um tema sempre actual neste meio. já ando cá há uns anos e já soube de algumas histórias verdadeiramente incríveis. é preciso cuidado, por vezes é a nossa própria imaginação que nos atraiçoa. por vezes nós próprios criamos uma imagem de quem está do outro lado que em nada tem a ver com a realidade. nem falando do aspecto psicológico, quantos de nós imaginam o blogger ou a blogger que tanto admiram e gostam de ler com uma verruga na ponta do nariz? pois é, mas quem garante que não tem? daqui pode-se extrapolar para todo o tipo de características, psicológicas e físicas.

    bom tema, dá para longas trocas de ideias.

    ResponderEliminar
  7. Teófilo:foi uma ideia que surgiu.

    ResponderEliminar
  8. Afectado:concordo plenamente contigo.Mas assusta-me muito mais a forma como alguém cria um blog com uma outra intenção.Por isso é que eu leio sempre o que sigo para perceber não só a escrita,mas a pessoa e ver vá se há alguma temática em exclusivo,acho que me faço entender.
    É uma falta de bom-senso,falta de ética,falta de tudo as pessoas que fazem isso.
    E sim,isto dá pano para mangas.

    ResponderEliminar
  9. sim, há muita gente que anda na blogosfera com intenções menos claras. outros é com intenções claras, mas igualmente duvidosas.
    e não apenas bloggers, muitos são apenas comentadores à caça de bloggers...

    ResponderEliminar
  10. Afectado: e depois juntas a esses os blogers que são completamente estereotipados.Só seguem mesmo o que lhe convém,caçam em exclusivo o que procuram.
    Esse tipo de coisas faz-me muita impressão,é uma espécie de perversidade que não entendo.

    ResponderEliminar
  11. é assim, se a presa sabe ao que vai, é uma perversidade que não me faz confusão. se ambos estão na mesma onda, muito bem. mas claro que nem sempre é assim, e todos sabemos (e todos conhecemos exemplos) bloggers que ainda vivem de alguma ingenuidade relativamente a este meio, e aí é que a porca torce o rabo. mas muitas vezes é a única forma de perderem essa ingenuidade. infelizmente.

    ResponderEliminar
  12. Ou eu sou um dos ingénuos a que se referem nos comentários, ou então vocês desconfiam de tudo e todos. Afinal vocês ingenuamente estão a ocupar o lugar desse bloggers, que acusam de perversidade ou de inutilidade.
    Isto parece mais um lavar de proupa suja!
    Afinal há quem pregue boas maneiras, mas fazem-no por detrás de um pseudônimo!

    ResponderEliminar
  13. Teófilo: faz parte do ser humano crer,como faz parte desconfiar.Assim como eu uso isto para falar de mim, pôr aqui o que me passa pela cabeça e sim expor-me porque a gaja que está ali em cima sou mesmo eu,também existem os que criam estas coisas com propósitos vá...menos correctos.Pensa no que anda ai nos blogs que procuram engates,aproveitarem-se da bondade alheia e fico-me por aqui.
    Eu não tenho nada contra os pseudónimos ou nicknames,mas optei por pôr o meu e pronto.
    Mas quem se usa disto para fins menos próprios é alguém quase preverso e a nível psicológico o que é grave.E isto de certa forma vai de encontro ao que escrevi aqui http://10atento.blogspot.com/2011/01/coisas-da-internet.html
    Olha para o que o afectado diz.Ele já cá anda há muito tempo,e acredito que saiba bem do que fala.

    ResponderEliminar
  14. Olá Inês, este é um bom tema, sem dúvida!
    No meu caso, eu comecei com um blog (babyblog) no último trimestre da minha gravidez, no Verão de 2007. Todas as pessoas sabiam quem era a Sofia, sempre me apresentei pelo meu nome. Quando encerrei o babyblog, decidindo mantê-lo apenas em registo off-record para um dia mais tarde a Joana o ler, criei outro, mais vocacionado para "gente crescida", que é aquele que tu actualmente conheces. E, novamente aqui, sou a Sofia com fotografia real e tudo! Nunca assumi outros nomes ou até mesmo alter-egos. O meu objectivo é trocar experiências e conhecer pessoas, inclusivamente, com as quais eu sinta afinidade. Isso é saudável! Agora, como tu dizes, criar um blog-fachada, assumir um nick ou um alter-fachada, é que não combina muito comigo. Talvez por ser uma pessoa transparente e encarar tudo com frontalidade, Inês. Mas há pessoas que se sentem mais confortáveis com esta espécie de mecanismo de defesa que é escreverem com um outro nome. Assim dão escape a algumas vivências menos boas, a vivências pelas quais gostariam de passar, etc...são realidades paralelas que podem ou não ser saudáveis. Depende em muito da linha de raciocínio e da congruência do que está escrito! Por isso, e cada vez mais, devemos ler com olhos de ler porque se há pessoas fantásticas neste mundo dos blogs e da Internet, também há pessoas cujas mentes precisam de uma "afinação". Há de tudo, felizmente! Já viste a bronca que seria se fosse tudo desmiolado?! Bate na madeira, knock, knock!
    Beijinhos,
    Sofia

    ResponderEliminar
  15. teófilo, é comum o erro de se confundir heterónimo com nickname. mas são coisas tão distintas que não tem grande justificação essa confusão.

    de minha parte não é lavar de nada, nunca conheci ninguém da blogosfera nem faz parte dos meus planos. e não foi por falta de oportunidades... simplesmente não é o que me move aqui.

    mas falo com as pessoas, com algumas já há vários anos, e sei de coisas que se passaram com algumas delas. não sou tolinho para falar do que não sei. e como sei do que estou a falar, posso-o afirmar sem reservas. goste-se ou não disso.

    ResponderEliminar
  16. Estou de acordo com o que acabas de dizer quanto à imundice que há na blogosfera. Eu criei um blog mais para me divertir e também para aprender algumas coisas sobre informática. E há coisas que agora domino graças à minha teimosia e vontade de aprender. Mas faço isso sozinho, partindo do nada lá vou adquirindo conhecimentos que antes achava quase impossível. Não tenho dado um rumo mais criativo ao blog, porque até agora ainda não me decidi porque não é fácil hoje em dia fazer algo sem cair em repetição. Qualquer plano que eu faça, recebo sempre a surpresa de ver esse projecto num qualquer site existente. E como na web já existe tudo ou quase tudo, tenho suicidado parte dos meus neurónios a pensar como fazer algo diferente. E a única coisa diferente, por enquanto, que eu encontrei para fazer, foi chatear a caixa dos pirolitos à Inês e mais alguém que eu encontre neste mundo virtual.
    E agora vou espreitar o que se passa no outro blog: http://10atento.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. D. João,
    És capaz de ser tão "tonto" como eu, lol, DUCKMAN era genial. Humor como já não se usa, do tempo em que lia BD´s e via "zenhos nimados" na Tv que me "ensinavam" a olhar de outro modo.

    Teófilo e Inês,
    há 2 lados da moeda dos blogger, o que é um "carola" e apenas quer "contacto" com o mundo que é a net, e quem a vê como um modo de "comunicar / propagandear" (no sentido de atingir fins) passando a imagem do coitado (só falta o cãozito com o balde a pedir moedas), ou o exemplo de quem tem na net um escape para as suas opiniões, sejam elas as mais estapafúrdias do mundo, ou as mais "intrigantes".
    Exemplo de coisas que normalmente não podemos "admitir" na sociedade em que vivemos e que no meu caso, cá vão:
    * Sou um fã do Sr. Adolf Hitler, acho que apesar dos métodos que tinha serem abomináveis, foi um génio no que toca a planeamento, relações públicas com o exterior, liderança de um povo, e organização de estado, até que "louco pelo poder" descambou e acabou como sabemos.
    * defendo eutanásia, sendo que deveria ser decidida, à falta de convenção do "paciente" por um quorum médico, ao invés da família que normalmente tenta estender a vida de um vegetal ou nalguns casos "hamburguer" na esperança que um dia haja um milagre e um quadriplégico todo desfigurado com paralesia cerebral acorde e peça o pequeno almoço à enfermeira,
    * defendo a censura, desde que entendam a minha visão de censura, que passa mais pela restrição do poder da Comunicação Social e pela reformulação do que é "conteúdo televisionável / lixo controverso que incita a cusquice de um povo",
    * abomino este país porque devia existir uma "lei" que permitisse "des-nacionalizar" um português que envergonha a nação, ou "tugas" que não merecem serem portugueses, que vivem com o "estigma de olivença" e que acham que mais valia serem sem abrigo no Ruanda do que viver neste país que os maltrata.

    ResponderEliminar
  18. Penso que só falta a eutanásia. De resto já temos tudo. No "antes" tinhamos censura imposta por uma ditadura. Hoje temos um censura imposta pelo dinheiro. É só ver de que lado estão os ógãos de informação.

    ResponderEliminar
  19. Teófilo,
    Isso é verdade. Mais o pior é que a sociedade no geral é muito "seguidista", na idade média a "luz" vinha das igrejas, hoje em dia vem da TV.
    Se "deu na TV" ou é verdade absoluta ou é "fixe". se num jornal dão uma "peça" (que jornalismo e notícias é muito raro, daí ver mais vezes o portugal direto)no dia seguinte temos algum vizinho ou amigo com essa mesma opinião. Dou o exemplo de quando falam X dia de aumentos, se de repente a selecção nacional (que actualmente associamos sempre apenas ao futebol) tem "estória" deixamos de ouvir falar de aumentos uns dias.
    Outro exemplo bom é o darem "notícias" que não ajudam em nada, se às vezes "traduzissem" o que dizem para informação útil era bem melhor. Acho que deviam obrigar os jornais a ter um segmento nem que fosse de 1 minuto com a "aula do dia".
    Pessoas com a "4ª classe" a discutir Défice Orçamental e Passivos de clubes são aos montes, mas poucos sãos os que sabem o que tecnicamente são, nem os jornalistas sabem, na maioria das vezes do que falam, por ignorância ou porque apenas "copiam" notícias de outros lados.

    ResponderEliminar
  20. Para mim ou nick ou um pseudónimo não tem nada a ver com os alter egos.Eu estive para criar um pseudónimo ou nick, porque faço disto um diário,um desabafo e um misto de uma série de coisas.
    Eu não critico forma alguma quem usa um pseudónimo ou um nick,isso não transforma a pessoa numa outra ou em algo "menos verdadeiro".
    Tenho mas é medo dos alter egos porque me lembram sempre algo como o mr hyde e o dr jekyll.

    ResponderEliminar
  21. Ricardo.
    Está tudo esclarecido. A Inês tinha razão quando nos deu a entender que o Ricardo não deixava os créditos por mãos alheias.
    Agora fico com mais curiosidade quanto à dúpla Ricardo-Inês no http: //10atento.blogspot.com

    ResponderEliminar
  22. Inês.
    Nada tenho contra quem esconde o nome em sites ou blogs. Apenas me referia a muito boa gente, que vem para a net cagar "postas de pescada" e nunca vamos saber se o que dizem tem um mínimo de credibilidade.
    Ou não é assim que se cometem os crímes via internet?

    ResponderEliminar
  23. Oh Teófilo:pela net cometem-se todos os tipos de crime,blogs, sites,FB tudo.Basta ter-se uma mente obscura,mas eu não me estava a referir a isso, porque isso dá para outro post que também dá pano para mangas.
    Eu aqui quis mencionar especialmente os que inventam uma personagem falsa, uma vida falsa,uma realidade falsa e com isso tudo de vai aproveitando do mundo dos blogs das mais diversas formas.

    ResponderEliminar
  24. Inês, eu até acho que a "2ª personalidade" que temos online pode ser muito positivo, porque um "cromo" pelo menos na net pode ser o que bem entender, se é que me entendes.

    Teófilo, compreendo perfeitamente também, é que o anonimato é algo muito confortável, é como a anedota do aluno que fica sempre calado, mais vale ficar calado pensando que a pergunta é estúpida do que tirar a dúvida. Mais vale um génio calado que um idiota falador.

    ResponderEliminar
  25. Oh Ricardo...só se forem aqueles nerd's que se passam por deuses gregos....blarghhhhhhhh
    Mesmo que eu quisesse ser outra pessoa tu não me deixavas!!

    (Acho que já descobri a nossa foto de perfect couple...a malta tem que saber que não és amarelo..)

    ResponderEliminar
  26. epá, vai ao facebook. antes de mostrares quem eu sou, quero "aprovar" a imagem.

    ResponderEliminar
  27. Ah, e obviamente quero adensar o mistério de quem sou.
    e, existirá alguém que esteja para perder tempo a ver uma foto minha?

    hum....

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall