terça-feira, março 29, 2011

Reflectir

"O que une uma mulher a um homem não passa por nada do que aparentemente vale. Passa por onde? Não, não: pode não ser por aí, embora seja fundamentalmente por aí. Porque mesmo aí outros poderiam cumprir melhor, com o acréscimo do resto. Há uma falha (uma falta) essencial na mulher que só um certo homem pode preencher. E não é necessariamente essa. O mais misterioso no domínio das relações é o que se situa nas relações amorosas. Ou seja no que há de mais íntimo, essencial, primeiro do ser humano. Um labregório qualquer, torto, bronco, cabeçudo, pode ser amado pela mulher mais divinal e inteligente e ilustrada e refinada de figura. Haverá, pois, para o homem dois mundos que não comunicam entre si e que se separam na porta do quarto. Poucos são os que a atravessam em glória — idos da rua ou para a rua."


Vergílio Ferreira, in 'Conta-Corrente 1'

Eu fiquei tão baralhada com este texto, mas ao mesmo tempo gostei tanto do que li, que não resisti a postá-lo.
E fiquei com estas dúvidas:
Afinal de contas por onde passa a união de uma mulher e de um homem???
                 E que falha é que os homens nos podem colmatar???
                 Para o homem quais são os mundos que não comunicam??
                 O que será o "por aí", que o texto fala?


6 comentários

  1. Eu, só consigo dizer que o homem e a mulher se fundem entre os sentimentos universais existentes. Tudo o resto é mágico... é natualmente assim!

    :)

    ResponderEliminar
  2. Ai... (suspiro).

    Desculpa Inêzita, mas hoje estou tliste, não me apetece pensar no que une um homem e uma mulher, porque só me apetece pensar num dia da minha vida em que desuni (isto existe?). Ontem... eternamente ontem...

    ResponderEliminar
  3. Para mim, e tendo em conta a experiência de viver junta há uma década e tal...o que nos une é a cumplicidade, o humor, o espírito crítico,a aceitação das qualidades e defeitos, as birras que não duram mais que uma hora e o simples olhar de saber o que o outro pensa mesmo não dizendo nada!Conhecemos-nos demasiado bem...afinal crescemos juntos na escola!O resto... os momentos que estamos juntos são sempre únicos...nada , nunca se repete da mesma forma!

    ResponderEliminar
  4. Essência: a coisa deve fluir naturalmente sem quaisquer artifícios pelo meio. :)

    ResponderEliminar
  5. Verita: suspira, Vera suspira. Minha querida procura coisas boas, coisas boas.

    ResponderEliminar
  6. Marge: a isso eu chamo qualidade de vida.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall