Etimologia de uma palavra portuguesa

segunda-feira, abril 18, 2011

A palavra caralho segundo o nosso dicionário, é o substantivo masculino de pénis e uma expressão designativa de admiração, surpresa, espanto, indignação, etc.
Mas eu fui mais longe...
Posso afirmar que o caralho tem uma história do caralho, segundo as pesquisas que eu andei a fazer. O caralho é muito velho, e por tal facto tem alguma razão de ser a expressão "vai para o caralho mais velho."
Vamos encarar este post como uma aula de História, mais propriamente da história do caralho.
A palavra caralho refere-se aos cestos da gávea, que estão em cima dos mastros dos navios.
Era no caralho que se encontravam os marinheiros que gritavam o famoso mote "terra à vista!!!"


Como o caralho se encontrava na área mais instável do navio (em cima do mastro), este era o local para onde os marinheiros iam quando castigados, permanecendo no caralho durante horas ou dias se necessário.
Quando saíam do caralho os marinheiros vinham de tal forma enjoados e mal dispostos que se mantinham sossegados durante uma série de dias.


Supõe-se que a origem da expressão "vai para o caralho", tenha tido a sua origem nos marinheiros que se portavam mal e eram castigados: subiam o mastro e iam para o caralho.


Actualmente usamos o caralho das mais diversas maneiras, para expressarmos:



  • O nosso agrado: "isto é bom como o caralho."
  • Quando não entendemos o que outra pessoa diz: "Mas que caralho é que estás a dizer?"
  • Quando estamos aborrecidos com alguém: " vai para o caralho."
  • Quando um assunto não nos interessa: " não quero saber nem pelo caralho."
  • Se estamos interessados em determinado assunto: "isso interessa-me como o caralho."
  • Enunciando a beleza e a formusora da mulher: "essa gaja é boa como o caralho."
  • Quando encontramos alguém que não vemos há muito tempo: "onde é que tens andado caralho?"
Entre outras expressões da nobre Língua Portuguesa.




Para mais informações vão ao google e escrevam a palavra caralho.


A propósito de caralho, como eu sou natural da terra dos caralhos, deixo aqui uma breve resenha sobre os caralhos das caldas



          " Este artesanato surgiu no final do século XIX. Os primeiros modelos foram criados por Maria dos Cacos, (barrista e feirante), e posteriormente por Manuel Mafra. Só depois, o humor de Maria dos Cacos e o naturalismo de Manuel Mafra foram recriados por Rafael Bordalo Pinheiro.
           O Rei D. Luís I de Portugal presenteava os seus amigos com as peças humoristicas das caldas. A criatividade de Rafael Bordado é seguida pelo seu filho Manuel Gustavo e pelo seu rival Costa Motta Sobrinho, nomes que ressaltam na cerâmica das Caldas das primeiras décadas do século XX.
           Nos últimos anos os caralhos perderam popularidade e são muito poucos os ceramistas que os fabricam. Artesanato grosseiro ou arte provocatória, a verdade é que as “malandrices” são uma espécie de louça em vias de extinção (...)
           
Este post do caralho só ia ficar completo com este vídeo extremamente elucidativo.


Lembrem-se que o caralho é nosso, faz parte da nossa história. Por isso não tenham receio em usá-lo e não o deixem entrar em extinção, porque o caralho é nacional, e tudo o que seja nosso e seja nacional é bom!!!



(se houver material e imaginação suficientes ainda saí daqui uma rubrica)

You Might Also Like

15 comentários