domingo, abril 03, 2011

A minha primeira vez num hospital

Diz o ditado que há uma primeira vez para tudo.Pois bem, tive a minha primeira vez num hospital.
Desde as 19 e 30 minutos horas até às 2 e pouco da manhã. Uma experiência a não esquecer, no meio de doentes, acompanhantes, bons funcionários, e uns quantos que estavam em ritmo lento.


Esta primeira vez foi composta por uma psiquiatra que deu dois Lagartil injectáveis à minha mãe no espaço de 40 minutos, mais um Diazepam, com o devido tempo de espera para que ela acalmasse. Nisto passara-me cerca de 2horas e  30 minutos. Pelo meio, a psiquiatra teve que interromper a consulta para falar com uma médica de clínica geral sobre um paciente que ia ser internado em frente a uma doente bipolar. Maravilha das maravilhas!!!!
Depois juntamos mais uns 40 minutos para a minha ser vista por uma médica de clínica geral, por causa das dores de costas. A médica por muito boa vontade que tivesse, acreditava que a minha mãe ia chegar a casa e fazer a mal a ela mesma. Depois esperou-se outro tanto tempo para ela levar um frasquito de soro, para a médica (espanhola), voltasse e desse alta à minha mãe.


Conclusão: não visitem as urgências de Leiria a um sábado perto da hora de jantar.É mau vermos os funcionários a saírem para a janta, enquanto o comum mortal espera e espera e espera (estava lá uma senhora desde as 10 horas da manhã, e uma rapariga a soro desde as 17 horas à espera de fazer uma ecografia. E enquanto espera desespera....


A minha mãe....ela veio para casa com uma dor de cabeça enorme, e acordadíssima apesar de tudo o que tomou no hospital.
A minha pessoa, o que fez assim que chegou a casa foi tomar um banho para "tirar" o cheiro a hospital, e o sono que tinha foi-se....só espero que venha rápido.

15 comentários

  1. Espero que o sono venha rápido e tal como o banho te tirou o cheiro a hospital, tenhas bons sonhos que te façam esquecer esse pesadelo que acabaste de viver.
    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Mas o que levou a tua mãe lá? teve um ataque de pânico? Se for isso penso que deveria ser tratada de outra forma para resolver definitivamente a questão.

    ResponderEliminar
  3. Oh Inêsita..... o que vale é que hoje podes descansar!
    E a tua mãe dormiu depois?
    Ao menos a médica foi simpática.... e preocupou-se.
    Sei de casos em que mal olham para as pessoas.
    Um beijinho e descansa... o cheiro a hospital parece que entranha dasse... bjo

    ResponderEliminar
  4. Enfim!! As melhoras da tua mãe e espero que tenhas conseguido descansar!

    ResponderEliminar
  5. Um grande beijo para ti e as melhoras para a tua mãe.

    ResponderEliminar
  6. Olá Inês,

    venho aqui muitas vezes e nunca comentei.
    Acho que por falta de coragem.
    Desta vez era impossível não o fazer.
    Gosto muito de te "ver" e apesar de teres quase sempre posts bem dispostos, sei que por dentro nem sempre é assim.
    Por isso, o que hoje aqui vim fazer e nem sequer tenho as palavras certas, foi dizer-te que te admiro e que te acho uma grande mulher.

    Um beijinho e muita força.
    Ah e o que precisares, dispõe.

    ResponderEliminar
  7. João: palavras para quê...

    ResponderEliminar
  8. Brandie: a minha é bipolar, estava a descompensar um pouco, mas já tem a medicação ajustada.

    ResponderEliminar
  9. Malena: descansei tanto que me doí a cabeça.

    ResponderEliminar
  10. Petra: a minha mãe ontem já estava fresca e fofa.

    ResponderEliminar
  11. Eduarda: um grande obrigada pelas tuas palavras.
    E ainda bem que tiveste "coragem" para comentares, e continua por cá, porque gosto de te ver por aqui.
    :)

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall