sábado, maio 07, 2011

Facto sobre mim II

De vez em quando tenho um diálogo deste género com várias pessoas sobre o trabalho no estabelecimento hoteleiro.

Pessoa - Deve ser bom ter-se um trabalho como o teu.
Inês - Sim. Gosto do que faço, apesar de haver alturas em que entro num marasmo autêntico.
Pessoa - Ah...mas recebes umas gorjetas das pessoas.
Inês - Sim, de vez em quando, mas são a dividir por todos, e para mim não é isso o mais importante.
Pessoa - O quê? Não recebes gorjetas? Não acredito que não gostes das gorjetas.
Inês - Não é nada disso. Mas para mim é muito mais importante saber que os hóspedes voltam e que gostam de me ver. A satisfação, o facto de dizerem até à próxima, bem como me conhecerem e saberem o meu nome é muito mais importante e gratificante do que a gorjeta.


9 comentários

  1. Pois... a visão de algumas pessoas está limitada pelo dinheiro...

    ResponderEliminar
  2. Malena: é verdade. Pena que não entendam que há quem prefira ouvir um "obrigada" a receber a gorjeta.

    ResponderEliminar
  3. É mesmo existem pessoas que só vêm dinheiro à frente que tristeza...
    Beijinho ;o)

    ResponderEliminar
  4. é realmente triste que tudo o que muita gente pense seja em dinheiro ...
    Beijos,
    Rita

    ResponderEliminar
  5. De longe vale mais um sorriso sincero, um ar agradável e algo que denuncie satisfação do que qualquer dinheiro... não costumo dar gorjetas... porque penso assim " se no meu trabalho não as recebo, porque é que outros trabalhos as devem receber?" Posso estar errada.. mas prefiro de longe. uma mini-conversa... um sorriso de agrado e vontade de voltar pelo atendimento que tive....não sei em que tipo de serviço trabalhas... mas por exemplo em Itália ou França.. a gorjeta já vem na conta final...mesmo explicita na fatura...aliás em Paris se estás meia hora numa esplanada sem consumir vais pagando o tempo que estás... a mim aconteceu-me há anos.. não sei se a prática continua...

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Ritinha: eu prefiro mil vezes a satisfação da pessoa.

    ResponderEliminar
  8. Marge: eu não faço a apologia das gorjetas.É como digo, prefiro um sorriso e um obrigada.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall