Serviço público

sábado, maio 07, 2011

Comprei ontem a Revista Sábado, mas ainda não a consegui ler. O fundo negro mete-me muito medo, e julgo que tenho que fazer uma mentalização para ler a revista. Em contraponto consegui abrir muito bem a Tentações ( a segunda revista).
Descobri umas coisas sobre as pizzas (têm o nome de rainhas ou de meretrizes), e estive a ler "as dicas indispensáveis para fazer aquilo-que-você-sabe- dentro do carro". E passo a transcrevê-las porque pode ser útil na hora de se fazer aquilo-que-a-gente-sabe.
Isto é serviço público: explica como devem ser os locais onde se vai fazer aquilo-que-a-gente-sabe, como a viatura deve ficar estacionada.
Alerta também para os eventuais Ses que podem acontecer quando se faz aquilo-que-a-gente-sabe, denota a importância de se ter toalhetes de bebés (ou lenços de papel) na viatura.
Esclarece sobre telemóveis (e neste caso os tácteis devem ser muito maus), bem como ainda dá esclarecimentos uns esclarecimentos extra.

"Se quer ter sexo no carro, a primeira coisa em que deve pensar é no sítio onde o vai deixar. Se optar por um local onde é proibido estacionar, correrá o sério risco de ser interrompido por um polícia, o que não será propriamente excitante (ou talvez seja, mas o melhor é não irmos por aí.) O maior turn off virá depois, quando tiver de ir a tribunal responder por crime de atentado ao pudor, que lhe pode valer uma multa de 500 €. O local deve ser discreto para evitar mirones, pouco iluminado,mas não totalmente isolado, para não correr o risco de assaltos e atenção: não estacione em sítios inclinados, engate a primeira e puxe bem o travão de mão, só para não dar por si no meio da estrada ou a deslizar em direcção ao mar. Pode molhar-se, o que é aborrecido. 
Ainda antes de imaginar as melhores posições, a forma como se devem despir, o sítio onde se podem pôr as pernas de um e de outro, pense noutra coisa: a estratégia de fuga. 
E se forem surpreendidos por um louco que vai bater no vidro com uma câmara de filmar na mão? 
E se aparecer um ex-namorado enfurecido?
Ou o pai dela?
As chaves nunca devem sair da ignição, os sapatos não devem estar na zona dos pedais e o banco do condutor tem de estar sempre desocupado (ou ocupado pelo condutor ainda que com companhia). A viatura também deve estar estacionada de forma a que se possa sair do local, de frente, sem recurso à marcha-atrás.
Quando se compra um carro, ele já devia trazer de origem um pacote de toalhetes, daqueles para bebés. É que são fundamentais para o "depois" (não vamos mesmo ter de dizer porquê, pois não?), também são muito importantes para o antes. O carro tem de estar decente.Passe os paninhos pelos bancos, remova as nódoas, as migalhas de queque e os papelinhos da EMEL, o copo de iogurte do pequeno-almoço de há dois meses, as cinco latas de cerveja e os 58 exemplares do Record. Se o carro estiver limpo, ninguém diz nada. Se estiver sujo, nota-se. E se elas notam o sexo fica para a próxima.


Uma musiquinha pode criar um ambiente perfeito para uma noite perfeita, mas também pode matar essa noite perfeita e torná-la num pesadelo. Para ter música no carro é essencial que esteja a usar a bateria e, se está a usar bateria com o carro desligado arrisca-se a que ela fique descarregada. Quer mesmo que na hora de voltar a casa o carro não pegue?
Outra coisa: as velas só criam um clima sensual em casa, no carro queimam os estofos. E carros a arder não são giros. 


Se o encontro não é com o (a) legitimo (a), cuidado com os telemóveis. É que, no meio do reboliço, um pé, um joelho ou um rabo podem carregar num botão verde e o telefone pode começar a ligar para o último número marcado. Do outro lado pode estar a pessoa errada, a ouvir as coisas erradas ( e depois dificilmente conseguirá usar a desculpa do "não é o que estás a pensar"). Nestes casos cuidado com os brincos perdidos, cuequinhas no porta-luvas ou invólucros de preservativos debaixo do banco.


A Preparação:
Lisboa - onde estacionar: Parque de estacionamento dos Meninos do Rio. Não tem movimento, dá para pôr o carro num cantinho e não tem mirones.É perfeito. Preço: 0.20€.
Porto - parque de estacionamento das praias no Cabo do Mundo na Perafita. É isolado, não tem muita luz, há muito espaço, mas cuidado com a ribanceira.


Clima:
Lisboa - para ouvir: Bridge over troubled water (Simon&Garfunkel).
Porto - Baterias estacionárias para automóvel.


Objectos pessoais: compre um bloqueador de telemóvel, que inibe a captação de rede em aparelhos num raio de 10, 20 metros - assim não terá que se preocupar com eventuais chamadas não atendidas ou atendidas por acidente."

You Might Also Like

4 comentários

Popular Posts

Subscribe