terça-feira, maio 10, 2011

The Struggle Man

E o Povo pá?????
O Povo para mim vai ser muito bem representado na Eurovisão, indo à final ou não, ganhando ou não. Isso não me interessa nada.
Por uns dias o nosso país foi conhecido por ser representado por uns caramelos que passam a vida a reivindicar por aqui e por ali, que reivindicam por todas as gerações que estão à rasca. A canção não é política nem ideológica, apela a que as pessoas façam a luta pelos seus direitos, pelo que merecem, e segundo penso ainda vivo numa democracia. E se vivemos numa democracia, e consequentemente podemos lutar e reivindicar porque não o fazermos? Porque não usarmos a canção?
A canção já foi usada como instrumento de luta, ou já ninguém se lembra da Tourada???
Simone de Oliveira diz que "Aquilo ["A Luta é Alegria"] é uma atitude de rebeldia de uma gente nova, mas que não dignifica nada a música ligeira portuguesa."
Mais do que ver a música ligeira dignificada, eu quero que a nossa voz se faça ouvir, porque se estes meninos estão na Alemanha é porque o povo votou, e como disse outra música "o povo é quem mais ordena".
Quer-se dizer que se vivêssemos em ditadura, a luta era perfeitamente válida, agora que vivemos em democracia esta deixou de o ser???


14 comentários

  1. A verdade é que a brincar a brincar ainda vamos ter um excelente resultado!!! Eu espero isso mesmo!!!

    ResponderEliminar
  2. Filipe: gosto de pensar que tudo é possível. Já existiu uma banda de heavy metal a ganhar a Eurovisão.

    ResponderEliminar
  3. A culpa desta derrota não e totalmente dos "Homens da Luta", mas sim dos IDIOTAS E IGNORANTES, que os classificaram e apoiaram, a começar pelos responsáveis do concurso, em Portugal...
    Haverá alguém admirado? espero que não..foi uma Vergonha de representação Portuguesa, nos tomamos banho e não temos aquele ar xunga, além disso aquela musica nem sequer devia ter concorrido..ainda bem que já saíram..UFAAAA
    Parabéns a todos os que votaram neste lindo grupo! Aprendam que a Eurovisão não é local para se afirmarem politicamente, para reclamar, mas sim um local para premiar a boa música internacional. Esta foi, sem dúvida, a pior representação que o meu país alguma vez teve. Parece que as pessoas só gostam de coisas rascas e arruaceiras... Ai está o prémio: eliminados à primeira; parabéns!

    Estou fora destes festivais há décadas.... graças a Deus!

    ResponderEliminar
  4. O que é que imaginavam? Para vergonha nacional já basta terem representado Portugal nesta eliminatória! Resta dizer que os "cromos" já foram recambiados como, aliás, já se esperava... Agora que a geração "rasca" ficou sem talismã, quem irão arranjar???
    Tentem o "CUBAN FESTIVAL 2011

    ResponderEliminar
  5. Essência: voltaram para casa, mas eu gostei. Como eles diziam: "podemos não cantar bem, mas cantamos com o coração".

    ResponderEliminar
  6. Marge: a apresentação "chunga" é uma imagem de marca e eles não entrarem no estereotipo tipo do festival canção.Tinham que ser aquelas roupas para as personagens encaixarem.
    E já existiu outra música, de conotação verdadeiramente politica a representar Portugal da Eurovisão.
    Eu não acho "chunga", e nunca achei.Não acho "chungas" as pessoas que cantam a liberdade de lutar e criticam o sistema. E quer queiram quer não a democracia também é isso: lutar, criticar, falar.E não existe uma geração rasca mas várias gerações rascas, todas aquelas que estão agrilhoadas no nosso sistema e não têm como se mexer, e tanto são os recém licenciados, como pessoas de 40 e 50 anos que não sendo velhas, para muitos já não servem para trabalhar.São aqueles como eu que não sabem se no fim deste ano têm trabalho ou não.

    ResponderEliminar
  7. São cromos e eu gosto de cromos, por natureza.

    ResponderEliminar
  8. LOL tavam um bocadito azeiteiros diga-se de passagem, mas já agora alguém sabe qual foi a classificação?
    Beijinho ;o)

    ResponderEliminar
  9. Inês .. temos de ver que o Festival da Eurovisão..pelo menos nos tempos que eu via..há loooooooongos anos.. não era se não mostrar talentos.. não era uma forma de protestar! Penso que as regras são as mesmas... ora o que foram fazer estes azeiteiros a um país do qual estamos DEPENDENTES ??? Eu não vi.. mas calculo que o estilo seria apalhaçado e descontextualizado.. a prova é que foram eliminados!
    Não se vai para um festival de música protestar...para isso temos a Festa do Avante...tenho pena que a RTP tenha ido tão fundo com o dinheiro dos contribuintes...com que credibilidade ficamos? Já não a tínhamos.. ficamos pior! Já houve músicas engraçadas.. talentos por lá provados.. agora estes...
    Para mim simplesmente não era local para reclamar ou protestar..só isso.. acreditas que ainda não ouvi sequer a música..?? Acreditas que não conheço o artista a não ser de uma entrevista que vi dele na Tv? Tem ar de azeiteiro.. isso tem..

    ResponderEliminar
  10. Mary: não faço a menor ideia, mas gostei de os ver por lá, mas acima de gostei de saber que foi o povo que o escolheu para nos representar.

    ResponderEliminar
  11. Loirita: eu também gosto de cromos, mas este é um cromo muito mais à frente.

    ResponderEliminar
  12. Marge: apesar de não concordarmos, não nos podemos esquecer que foi a população que votou massivamente para sermos representados por eles na Eurovisão. Se não entendes como eles fora seleccionados eu entendo muito bem, porque aquela é a voz que representa grande parte da sociedade portuguesa.
    E quem vota são todas as classes etárias e sociais. Acima de tudo o que me interessa é ver que finalmente houve gente que teve tomates para reivindicar, e falar de luta não é político. Se a música tivesse mais uns floreados e uma cantora pop talvez passasse, porque seria diferente dos "azeiteiros" que foram lá

    ResponderEliminar
  13. Sabes que ganhar por telefonemas é sempre suspeito...mas mesmo sabendo que foi o povo esta é a prova que o povo é ignorante...não acredito que não houvesse outras músicas para nos representarem...sem necessidade disto...não vamos pensar que agora em todos os eventos internacionais vamos sempre pensar em protestar... acho bem que se proteste, que se manifestem mas há lugares próprios para o fazer.. de certeza que a Grécia e a Irlanda se participaram não o fizeram assim... Não é uma canção política? a manifestação da geração rasca não teve conotação política? pahhhhhhhhhh nós já somos desgraçados e envergonhados por essa Europa fora estes só foram afundar mais a coisa.. ainda por cima achando que lutar e manifestar é uma alegria.. uma festa...realmente a altura escolhida para manifestar a alegria foi bem feita... aliás prova disso nem passaram para a fase seguinte... por alguma razão somos "pobrezinhos" porque nos países desenvolvidos não se fazem representar por gente desta...

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall