Fora de horas

domingo, junho 05, 2011



Se ao olhares para o céu  pensares que as estrelas não te sorriem, que a tua estrela não te sorri e não brilha mais do que as outras estrelas, não te sorri placidamente, estás enganado.
No céu existe sempre uma estrela, a tua estrela. O que pode eventualmente acontecer é que essa estrela poderá estar tapada por uma ou outra estrela que brilhe mais e que assim o seu brilho fique ofuscado pelas outras estrelas mais brilhantes que se lá se encontram.
A tua estrela brilha. A tua estrela brilha sempre, sempre sempre. Mas a tua estrela para brilhar precisa de ti, precisa que a ajudes, que a incentives  a brilhar. Porque a estrela não pode brilhar sozinha nem só pela sua vontade de brilhar. A tua estrela para brilhar precisa de que olhes para ela, de que acredites nela, de sentir que também sorris para ela, e que queres que ela sorria para ti. Se não trabalhares a tua estrela, não vais sentir o brilho dela, não vais senti-la a sorrir para ti como as estrelas das outras pessoas sorriem.
A tua estrela precisa de ti para sorrir, e tu precisas dela para sorrir. É um trabalho a dois, fazer sorrir a estrela  e sorrir ao mesmo tempo. Exige esforço, coragem, temperança, esperança. Exige acreditar. Acreditar em ti e acreditar na estrela que sorri para ti.
Por mais que o céu esteja nublado, ou encoberto, por mais que as outras estrelas sejam maiores e sorriam mais, a tua estrela está lá sempre em cima a sorrir para ti e à espera que lhe sorrias da mesma forma.
A tua estrela pode não te dar tudo o que queres e desejas, as estrelas não tem vidas fáceis para concretizar todos os teus desejos, mas pode dar-te desejos em doses pequenas, felicidade em doses pequenas, para que  as aproveites,e deles desfrutes. Podes pensar que os grandes momentos de felicidade estão apenas ao alcance das grandes pessoas, talvez das pessoas que foram bafejadas pela sorte. Mas já pensaste que essas pessoas  bafejadas pela sorte não aproveitam os bons momentos de felicidade que têm, e querem sempre mais e mais e mais?Que nunca ficam contentes e buscam sempre mais e maior felicidade? Que não aproveitam a dose de felicidade que a estrela delas lhes dá?
E tu? Aproveitas os momentos de felicidade que a tua estrela te dá? Mesmo que sejam pequenos, minúsculos  praticamente insignificantes? Já sorriste à tua estrela pelos momentos de felicidade que tiveste mesmo que parecem ínfimos, ou só a criticas pela infelicidade que tens, pelo facto de ela brilhar menos do que as outras, ou não te sorrir da mesma forma?
A tua estrela está lá em cima, sempre a sorrir para ti, e a querer dar-te momentos felizes, mesmo que pequenos e a querer que usufruas desses mesmos momentos, mesmo que sejam ínfimos. A tua estrela quer apenas que sorrias para ela, e lhe agradeças esse pequeno momento de felicidade e que o aproveites. 
Se sorrires para a tua estrela, ela mesmo que pequenina, vai brilhar e sobressair sob as outras estrelas grandes e gigantes que estão ao lado dela lá em cima, e esse brilho que vais ver e sentir vai fazer-te um pouco mais feliz. Mesmo que seja pouco para ti, é muito para a estrela que está lá em cima a querer brilhar mais do que as outras.
A tua função para a continuares a ver brilhar é olhar para ela e sorrir-lhe, e agradecer-lhe as coisas boas e momentos felizes que te deu.
Não deixes que a estrela deixe de sorrir para ti, ou que o brilho dela esmoreça perante o das outras estrelas maiores e mais brilhantes.
Não podemos ter todos grandes estrelas e brilhantes a sorrirem para nós. Por vezes a  nossa estrela é pequenina, mas trabalha o dobro das outras para brilhar e nos fazer sorrir. Nós só temos que lhe retribuir com o nosso sorriso, a nossa alegria, e o nosso sonho.
É por isso que as estrelas brilham. Brilham por nós e pelos nossos sonhos, e somos nós que temos a função de sonhar para que a estrela continue a brilhar.


Post escrito fora de horas, e que foge ao contexto normal deste estabelecimento blogosférico. Mas estive no outro dia a ler qualquer coisa sobre as estrelas e agora estive a ver as estrelas, e isto saiu-me de rompante. Possíveis consequências de estar a ver episódios gravados da Anatomia de Grey

You Might Also Like

7 comentários

Popular Posts

Subscribe