domingo, julho 10, 2011

Comentários

Tenho hábito de ver os noticiários na Sic. Faço zapping para a RTP durante o intervalo e depois volto à origem. Mas hoje estranhamente fiz zapping para a TVI e apanhei o Marcelo Rebelo de Sousa a fazer o seu comentário semanal. Apesar de ele já estar no canal há uma catrefada de tempo, eu ainda não tinha visto a pose do senhor naquele canal de tv. E não gostei, apesar de ter conseguido entender bem porque é que as agencias de rating são o diabo em figura de gente. Digamos que fiquei com um misto de sensações: gostei de perceber, mas não gostei da forma como a coisa é feita.
Gostei de ver que responde a alguns mail's enviados. Mas é necessário dizer que "A não sei das quantas pergunta..."da parte de Júlio Magalhães. A não sei das quantas não é a vizinha do lado, eu não ia gostar de ouvir que a "Inês pergunta isto ou aquilo". Não gostei de ouvir "Oh Diabo" cerca de vinte vezes.Senti-me como um aluno que não entende as coisas por 300 vezes que estas lhes sejam explicada.

Gostei de saber que somos o topo do lixo no rating, e que a Grécia é o lixo do lixo, a casca de banana podre, onde nós pomos o pé, escorregamos e damos um monumental bate cú. Não gostei de ver que a cada "facto" (também dito umas dezenas de vezes), ele dá como exemplo um aluno. Não haverá exemplos mais elucidativos??

Agora deixo a pergunta....
É impressão minha, ou o Senhor está muito TVInolesco??É que o tom de voz parecia-me um pouco acima da média, e a forma de falar não me parecia muito semelhante ao "antigo" Marcelo Rebelo de Sousa.

PS: gostei de saber que a política Grega é dominada por duas famílias, com linhagem na coisa, segundo percebi: A Família Papandréu e a Família Karamanlis (acho que a segunda é esta.Se não for corrigam-me). Esta coisa das famílias lembra-me sempre a máfia, o beija a mão ao Padrinho.  

6 comentários

  1. Não gosto do Marcelo. Fala, fala, fala e não diz nada. Eu já trabalhei numa empresa onde o senhor por nem uma horita cobrou 5 mil euros (eu própria lhe paguei o recibo verde hehe até o Prof. Marcelo tem recibos verdes hã) para estar ali a mandar meia dúzia de patacoadas sobre um tema que lhe pediram. O congresso era de cabeleireiros por isso devia ser algo do tipo "o cabelo e a economia nos dias de hoje". Depois segui no seu carrão com motorista pra outra e ao fim do dia é sempre a somar, nem precisa dormir como apregoa. Se lhe pedirem para falar da génese das batatas e dos bróculos ele enche ali uma hora de lapalissadas a falar disso não tenhas dúvida. Desde que lhe paguem...Ai quem me dera ter nascido com o dom da palavra, demagoga e populista.
    bjos

    ResponderEliminar
  2. O homem parece que tem pasta na boca quando fala, credo! Não tenho paciência nenhuma para tanto snobe junto. Livra!!

    ResponderEliminar
  3. O senhor é inteligentíssimo e muito assertivo. Eu gosto.

    ResponderEliminar
  4. La Boheme: o que dizes é muito mau, mas existem tantos assim. A sensação com que fiquei é que ele não é fiel a um estilo, quase que é um camaleão para o público a que se pretende dirigir.Eu gosto de comentadores que mantenham o mesmo estilo, que sejam fieis a eles mesmos, apesar de mudarem de canal.Há que cativar novos públicos, mas manter os antigos.

    ResponderEliminar
  5. Essência: o que me irrita mesmo foi ter descoberto que ele se julga a sumidade de todas as matérias. E dizer facto não sei quantas vezes.Senti-me burra, e isso nunca me tinha acontecido.

    ResponderEliminar
  6. S*:concordo, mas continuo a achar que mudou muito o seu estilo, e que agora está a ensinar-nos o abc.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall