Velocidades

sexta-feira, julho 15, 2011

Sinto-me um carro a andar em velocidade de cruzeiro, em piloto automático. Eu não sei como os carros se sentem quando andam em piloto automático ou têm o cruise control activado, mas sei que não passam de determinada velocidade a não ser que o condutor aumente a velocidade do dito (do veiculo claro está). Sei isto porque das poucas vezes que conduzo ponho a mão num belo veículo, em que o cruise control é logo accionado pelo seu dono (o meu pai que acredito bem que trema por todo o lado quando me deixa desenferrujar a condução).
Neste momento ando a uma velocidade de 80 km/hora.Não é muito, já é mais que o limite máximo de velocidade dentro de uma localidade, ou seja já ando a acelerar estando ainda no meio do mês de Julho.
Estimo que em Agosto a velocidade chegue ou ultrapasse o limite máximo em Portugal, os 120 km/hora para os mais esquecidos.

Quando ando nesta chamada velocidade de cruzeiro, que para o meu bem e o meu mal tende a aumentar, tendem a acontecer coisas estranhas, como chegar a casa e olhar para  a minha cama como se fosse um Deus Grego que ali estivesse à minha espera, demorar três dias para ver um episódio gravado da Anatomia de Grey, adormecer num piscar de olhos e acordar de madrugada com os óculos postos e a televisão acesa (este facto aconteceu porque pisquei os olhos a tentar ver o raio do episódio gravado).

O que consegue ser grave no meio de tudo isto é ouvir "já estás a dançar logo de manhã?????" Sim porque se quem canta seus males espanta, quem dança o cansaço exorciza, ou pelo menos anima a coisa. Tanto que já vejo a colega de trabalho também a dar o seu passito de dança e a dizer "Oh Inês, ainda estamos em Julho!!!"
No meio de tudo isto ainda me vou rindo da minha desgraça e da desgraça dos outros, e estou a concluir de que algo se passa com hóspedes que andam no estabelecimento hoteleiro. Ele é garrafas de vodka, é uísque, é vinho tinto, é pepsi em lata na casa-de-banho, e maravilha das maravilhas cerejas dentro de uma banheira!!!Sim....cerejas dentro de uma banheira. É verdade, não foi produto da minha imaginação. Estou cansadita, meio doidita, mas ainda não ando com alucinações.

O bom de tudo isto????Faço o que os médicos mandam: bebo um litro e meio de água. Em breve devo andar a encher a "litrosa" por duas vezes.
E também estou finalmente a ouvir os hit's da juventude para o verão 2011. A rádio que me faz abanar o esqueleto, é a rádio da malta jovem aqui da zona.


Tenho a dizer algo como "um abanamento de kuduro por dia e nem sabem o bem que vos fazia".

Se este escrito vos parece algo estranho, tenham em mente que a dona deste estabelecimento blogosférico está a "bombar" por estes dias.E agora está o olhar para a cama com laivos de desejo, e vai esparramar-se nela ao comprido, e sem óculos postos. Antes disso vai só pôr no telemóvel umas musiquitas para animar as hostes.

You Might Also Like

2 comentários