sábado, outubro 22, 2011

Yue Yue

Yue Yue, a menina que foi atropelada duas vezes e ignorada por dezoito pessoas na China, acabou por falecer. Não me espanta que tenha falecido porque os ferimentos eram de uma gravidade enorme. Espanta-me sim a desumanidade das pessoas que passaram por Yue Yue e ignoraram, as pessoas que a atropelaram e ignoraram o facto como se uma criança fosse uma caixa de papelão ou saco de plástico que aparecem na estrada.
Espanta-me o tamanho acto de egoísmo a que assistimos, ao acto de ignorar e deixar passar ao lado, como se fosse a caixa de papelão ou saco de plástico que alguém tira da estrada e põe na berma, mas que antes disso todos se desviam porque dá trabalho tirar a caixa ou o saco de plástico da estrada.
Este é o retrato de uma sociedade que é desumana para com o próximo, que não mostra nem um pingo de decência nem de sensibilidade e muito menos solidariedade tanto para o próximo, como para o que está ao lado.
Diz um dos jornais oficiais do país que "um egoísmo sem escrúpulos está a crescer na China" e "é suficientemente devastador para abalar os fundamentos da moralidade".

A título pessoal esta atitude não é somente falta de escrupulos e egoísmo. É o retrato de uma sociedade que põe constantemente em causa a liberdade de expressão, a liberdade das pessoas, que menospreza e maltrata as mulheres e as crianças, que muitas vezes desconhece a noção e a extensão das palavras Direitos Humanos.

4 comentários

  1. Fiquei muito chocada com esta notícia... tão chocada ao pouco de não conseguir dizer uma só palavra pois é algo não não concebo nem compreendo.

    Beijinhos minha princesa, espero que estejas bem.
    :)

    ResponderEliminar
  2. Como é óbvio, não queria dizer "ao pouco de" mas sim "ao ponto de".
    Credo que fiquei mesmo embaralhada das ideias.

    ResponderEliminar
  3. Fiquei pra lá de chocada... como é possível ignorarem uma criança?

    ResponderEliminar
  4. S*: egoísmo para e simplesmente.E estupidez.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall