Diz-se que é mentira: a verdade

quarta-feira, maio 23, 2012


1º Tirei a minha licenciatura em Lisboa.

É mentira. Licenciei-me em Tomar. Gestão Turística e Cultural.



2º Considero a minha impulsividade uma virtude.

É mentira. Já a tomei como virtude, já fui impulsiva em muita coisa, nas palavras nos actos. Hoje vejo-a como um semi defeito, como algo que não é carne e nem é peixe. Não significa que não faça ainda uso dela, mas estou a aprender a controlá-la,e este é um processo longo. Não acredito que deixe de o ser, mas controlar a dita dá jeito.


3º Sou uma pessoa ambiciosa.

Mentira. Não sou nada ambiciosa, nunca foi. Percebo quem o é, e não critico de forma alguma quem tem ambições, excepto quando querem o céu, a terra, o sol, a lua e as estrelas. Acho que devemos ficar satisfeitos com um deles e não querer sempre mais, mais e mais. Ambição a mais não é saudável.


4º Gosto da solidão, e da introspecção.

Verdade. Gosto, gosto, e gosto. E sou muito introspectiva e penso muito.Sempre me conheci assim. 


5º Sou reservada, quiça roço a timidez.

Verdade. Sou reservada, e sim roço a timidez. E sim muitas vezes ambas as coisas são confundidas com alguma arrogância. É feitio. Só tiro a timidez quando confio na pessoa que está ao meu lado.


6º Acredito que o sonho comanda a vida.

Verdade. Apesar de ser terra a terra, demasiado realista, acredito que o sonho comanda a vida, e que todos devemos sonhar. Eu apesar de tudo sonho, e acredito que todos devemos sonhar.



7º Aprendi a viver com os meus complexos.

Aprendi sim senhora. E ficou devidamente postado. Temos que saber viver com as nossas qualidades, defeitos, e complexos. 

You Might Also Like

5 comentários