Leonor Mel

quarta-feira, julho 11, 2012

Foi impossível ficar indiferente à reportagem da Sic sobre a Leonor Mel. 
Uma criança de dois anos que não vê, não ouve, não fala, não come sozinha, tem o peso de um bebé de 4 meses e a altura de um bebé de 9.

Agora pergunto...
Onde estão os apoios?
Onde é que um subsidio de assistência de menos 100€ é suficiente??
Onde está o Estado Social
Onde estão os meios de diagnósticos??
Se temos investigação avançada para tanta coisa, onde estão os métodos de investigação para as doenças raras??


A doença não tem nome, porque nem sequer tem um diagnóstico plausível. Um problema de genética.
E por este país existem tantas Leonores e tantas Ineses...
Eu não posso fazer muito, não posso contribuir muito, mas caramba não consigo de forma alguma ficar indiferente. E não sou mãe, não preciso de ser mãe para sentir a emoção e perceber o sofrimento de uma mãe que luta e lutará pela filha enquanto puder, mas que se questiona e bem do que será desta no dia em que ela mesma faltar....

Não me importo de fumar menos um maço de tabaco e contribuir, mesmo que seja uma quantia ínfima.
E sim, sei que existem muitos casos destes pelo país, mas infelizmente nem todos chegam a uma Sic, a uma TVI, a uma RTP.
Mas este chegou, e eu não consigo ficar de forma alguma indiferente.
Aqui está o NIB para ajudar a Inês a levar a Leonor a Israel, para tentar encontrar um diagnóstico para o maldito gene que não está no devido lugar, para colmatar o sofrimento de uma mãe que não sabe o que mais pode fazer mais pela filha.

 0035 0386 0001 5736 4008 0  
Caixa Geral de Depósitos 
Leonor Mel Ahrens Teixeira


Agora deixo o pedido...partilhem a história da Leonor e da Inês. Sei que me vou repetir, porque tenho a consciência de que existem muitas histórias por aí....mas esta chegou a nós, e tocou.

You Might Also Like

1 comentários