quinta-feira, dezembro 20, 2012

Sobre o fim do mundo

Apesar de Vladimir Putin saber quando o mundo acaba, para muitos o fim da nossa existência é amanhã.
E vamos deixar de existir por vários motivos, a saber:
Vinda do Anti-Cristo;
Inversão dos pólos magnéticos;
Colisão do planeta Nibiru com o nosso planeta;
Queda de um meteorito na terra;
Vinda de Cristo que vem cá abaixo ver isto;
Tempestades, terramotos, maremotos e afins;
Nova ordem mundial e semelhantes.

Mas a brincar, a brincar, o dia de amanhã assusta-me um bocadito. Andam por aí muitos esgroviados das ideias que são capazes de coisas terríveis, como suicídios em massa (já aconteceu), ou massacres, atentados. Mentes doentes são perigosas, ainda mais num tempo em que abunda informação pela net, teorias da conspiração, e formas de "salvamento".
Isto sim assusta-me verdadeiramente, isto sim é um sinal do fim do mundo.

2 comentários

  1. Morrer no dia que nasci é assim um pouco, como hei-de dizer, estranho vá. É que de facto não encontro outra palavra para qualificar. Enfim, só nos resta esperar para ver.

    ResponderEliminar
  2. Mesmo com tanto desvairado por aí à solta podemos temer à vontadinha que o fim do mundo possa ser a qualquer momento.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall