quinta-feira, janeiro 31, 2013

Improviso

Ao mesmo que acredito no destino, acredito no livre arbítrio  Esta simples frase seria uma possível dor de cabeça para filósofos, mas adiante.

No meio de tudo isto, acrescento o improviso e o jogo de cintura, que se enquadram na minha filosofia pessoal de vida, que se resume a duas ou três linhas muito simples:

Na vida e em todos os dias que nela vivemos, temos que ter a argúcia de possuir uma boa capacidade de improviso e também de um bom jogo de cintura. Só com esta base temos a capacidade de nos deixarmos surpreender com nós mesmos e também com os outros quando necessário. Só assim temos a capacidade de fazermos frente a adversidades e dos nos levantarmos após uma queda, de nos reerguermos e continuarmos em frente, seguindo o nosso rumo e assim tomando todas as decisões necessária que nos atravessam pela frente.

terça-feira, janeiro 29, 2013

Basicamente

Estou a contar os dias que faltam para ir até à linda, maravilhosa e fantástica Cidade Templária, onde passei seis agradáveis anos.
Onde estudei, ri, chorei e cresci.
Ver amigos, dar uns quantos abraços, rir muito, conversar e recordar.
Sim....porque os velhos tempos já lá vão, mas é sempre bom recordá-los, sorrir e ficar com um brilho nos olhos.
E as águas do Nabão, aquela paisagem, até mesmo o frio tem um efeito revigorante em mim.

Ai Cidade Templária quantos segredos guardas sobre mim...ainda bem que não falas.
Ai e o traje e a capa de estudante, quantos segredos não estão ali guardados.


Como manda a tradição, foi baptizada segundo as regras e nunca foi lavada.

segunda-feira, janeiro 28, 2013

Aceito sugestões

Hoje avisei um médico de que ia falar com a comunicação social (médico que se lembra da minha mãe em internamento devido à sua personalidade....)e escrevi duas folhas no livro de reclamações.

Amanhã vou falar com o delegado de saúde do Concelho.
Aceitam-se e pedem-se sugestões...
Chutem.

Então isto é assim

Acordar às 6e30 da manhã para seguir para Leiria e resolver a situação de uma vez por todas, descobrir afinal de contas a que área e hospital pertencemos.
Atendidas pela psiquiatra, expus o sucedido e afirmei que não ia minha mãe para casa.Resposta tipo (internamento não faz nada à sua mãe, ela precisa de ser institucionalizada...até aí batatas). Voltei a ouvir novamente que não podia ser internada porque Leiria já não é o nosso hospital da área de residência. Assim questionei o porquê de ter feito no ano passado una série de internamentos em Leiria incluindo um compulsivo. A resposta dada foi algo como "não sabemos mas vamos transferir a sua mãe para Santa Maria para ser a internada lá, e pedir ao médico assistente que faça a transferência do processo da mãe para Caldas que já tem consultas externas de psiquiatria.
Onde estou agora?Em Santa Maria com o papel da transferência na mão e com pedido de internamento. E não estou muito interessada em saber se há doentes em maca ou não.E não vou sair daqui com a minha mãe.

Posto isto poderei ter exagerado no meu primeiro post escrito no sábado, mas....

domingo, janeiro 27, 2013

Para desanuviar

Homens como o deste video clip abaixo, causam-me comichões e no mau sentido. Acho muito que queiram e que saibam dançar, mas alto lá!!
Muito abananço de anca e muito passo de dança são para mim um turn off, um corta tesão, um medo autêntico, algo impensável.
Credo, cruzes canhoto.


Tenho a dizer (continuação)

Eu até posso entender que um hospital diga que não há condições para um internamento, que não é solução para o problema, e que uma como a minha mãe quanta mais atenção tem mais quer.
Eu até entendo isso tudo e sou primeira a concordar quando me dizem que ela pode-se suicidar por fazer uma chamada de atenção mais grave.
Também entendo que quando uma especialidade não funciona durante 24 horas, que se mande o doente para outro hospital.

O que eu não entendo é esta recusa, nem em Lisboa entenderam a recusa, nem nas Caldas. E apesar de desde 2012 andarem às voltas com hospitais onde somos referenciados e também da nossa área de residência, a minha mãe já foi transferida várias vezes das ou de Alcobaça para Leiria. Por não só haver lá especialidade mas por ser lá que ela seguida há muitos muitos anos. Os internamentos de Fevereiro, Agosto, Setembro, o internamento compulsivo e o internamento de Dezembro foram feitos em Leiria. O único que foi feito em Lisboa foi o internamento de Outubro, por ela estar extremamente deprimida e porque em Leiria não foi feito nada na consulta externa.
Assim como estes internamentos foram feitos em Leiria, a transferência entre hospitais tem sido feita para Leiria, excepto quando não existe psiquiatria na urgência.

Posto isto, acho que tenho condições para estar profundamente irritada e indignada com o que aconteceu.

sábado, janeiro 26, 2013

Tenho a dizer

Estive sem dormir um dia e meio.
O Hospital de Santa Maria não pode internar a minha mãe por não ter camas na psiquiatria, e o Hospital de Leiria, onde somos referenciados,onde a minha mãe tem as consultas externas, recusou-se a recebê-la para eventual internamento.

Posto isto, está internada em Alcobaça por dois dias, para tentarem estabilizá-la.
Resumindo e concluindo, fui alvo de discriminação, porque nenhum hospital pode recusar-se a receber um doente, seja em que especialidade for, ainda mais uma doente mental como a minha mãe que é uma doente de risco.

Assim, tenho a dizer que estou a ponderar em denunciar o que aconteceu.

quarta-feira, janeiro 23, 2013

Como passa senhor contente??

Pelo menos o novo ministro das finanças Japonês, diz o que bem pensa e sem papas na língua.
Afirma que os idosos dão despesas ao estado e quanto mais depressa baterem a bota melhor.

Por cá é semelhante. É certo que não afirma em alto e bom som que os idosos e os doentes dão muita despesa ao estado. A coisa faz-se pela calada, para a malta (nós), não darmos muita conta sobre o assunto.
Corta-se uma comparticipação, aumentam-se os preços de consultas nos centros de saúde e nas urgências hospitalares, e pelo caminho aumentam-se também o preço dos exames médicos para haver coerência. Fecham-se urgências, outras funcionam com os serviços mínimos e enviam-se as pessoas para hospitais longe da área de residência e que estão sobrelotados.

Pelo caminho, cortam-se as credenciais médicas, e dá-se uma paulada nos serviços que a malta tem no SNS, acabam-se com especialidades, diminuem o número de médicos por hospital e por centro de saúde e aumentam-se as listas de espera.

E para haver ainda uma maior e uma melhor poupança, racionam-se medicamentos a doentes com Sida e terminais (dar a medicação necessária porquê??? Dá-se a medicação base porque estes estão a bater a bota e gastam muito). Já aos que têm a infelicidade de nos tempos que correm terem uma doença grave aplica-se o deixa andar. Faz-se um exame, deixa-se andar...vem o exame, vê-se o resultado e marca-se outro exame para depois. A pessoa fez uma hemorragia que custa a estancar? Manda-se para casa, porque a doença é grave e já não deve durar muito. Está a sofrer por causa da doença?? Deixa-se andar. Não há cá internamentos nenhuns para colmatar dores. Sofre-se em casa e aguente-se à bronca, porque vai morrer de qualquer forma. Quanto mais rápido melhor para dar menos despesa.

Dicotomia/Uma fotografia por dia (27)

O ter passado a infância e a adolescência "dividida" entre o mar e o campo, ter-me-à feito aprender a apreciar ambos, apesar de serem opostos.

O mar traz-me a força e limpa a alma.



O campo acalma-me, apazígua as mágoas e as dores.


terça-feira, janeiro 22, 2013

Aquecedores/congeladores

Tenho as mãos e os pés gelados e basicamente sou uma pedra de gelo.
E nem o belo do banho quente é suficiente. Aqueço durante uns minutos, depois arrefeço e volto a queixar-me de que está frio, que estou gelada, que não sinto os pés ou as mãos (como é o caso de hoje).


Há quem seja bom para aquecedor, provavelmente eu serei boa para congelador. Ao pé de mim ninguém se derrete, congela-se.

segunda-feira, janeiro 21, 2013

Romances

Para mim juntar o útil ao agradável é pegar num romance e encaixá-lo na história de Portugal ou Mundial. Gosto de romances históricos e estou a ficar rendida a este.
Não sendo uma pessoa dada a lamechices, estou completamente enternecida com este livro. Ainda não cheguei às 100 páginas e já dei por mim a dizer mentalmente:
"Ohhhhhhhh"
"Tão querido"

Quanto ao contexto histórico do dito, só pelo facto de ter sabido que existiram americanos que quiseram viver o "sonho comunista",  faz-me pensar que ainda vou aprender umas coisitas a ler.
E é uma trilogia!! Upa, upa!!


Uma fotografia por dia (26)

Uma não, uma série delas.
A dualidade de efeitos que oceano exerce sobre nós: força, medo e beleza.










Qual é a espiga?

A Pipoca ganha um batelão de euros porque faz publicidade no blogue dela.
Que horror!!
Que infâmia!!
Uma vendida!!
Eu não faria isso!!
Tanto dinheiro!!
Como é possível!!
Eu não acredito!!

Vamos ser coerentes....a Pipoca tem o blogue há montes de anos, tem milhares de seguidores tanto lá, como no facebook, milhares de visitas que meia volta superam recordes, escreve bem (eu gosto da escrita), porque raio não havia ela de fazer publicidade e de cobrar por fazê-la??

Oh senhores....não a mandem para a fogueira porque não há motivo para tal. Tem um dos blogues mais lidos do país (se não o mais lido), criou uma marca, lança livros, cd's, agendas, tem gestos solidários com várias associações, promove a malta que lhe manda prendas.
Posto isto, estavam à espera do quê? Que todos os produtos de beleza fossem comprados por ela, ou que a publicidade fosse feita em pro bono??

Sinceramente, não entendo o alarido que vai pela blogosfera fora. É trabalho minha gente. O Pipoca mais doce é trabalho!! Mas não acreditem que ela está podre de rica, porque os impostos que lhe sacam não serão poucos.

E tomariam muitos terem um pedacinho desse trabalho!! Acham que é muito?? São as marcas que pagam...
Qual é que é a espiga???  

domingo, janeiro 20, 2013

Sobre o temporal

Luz, telefone, tv e net às prestações.
Eu que vivo numa zona onde o vento forte e a chuva são o "prato do dia", confesso que ontem tive medinho. Nunca vi um temporal assim.
E porque o mar ao mesmo tempo que é impiedoso e nos deixa impotentes perante tamanha força e brutalidade, ao mesmo tempo deixa-nos ao mesmo tempo deslumbrados perante tamanha magnitude e grandeza.

sexta-feira, janeiro 18, 2013

Lance Armstrong

Sempre achei que ganhar 7 tours consecutivos era fruta a mais.
Caiu o mito e consolidou-se a fraude.

quinta-feira, janeiro 17, 2013

Hora do Vitinho (165)



Quando encontrar alguém e esse alguém fizer
seu coração parar de funcionar por alguns segundos,
preste atenção: pode ser a pessoa
mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento,
houver o mesmo brilho intenso entre eles,
fique alerta: pode ser a pessoa que você está
esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo
for apaixonante, e os olhos se encherem
d'água neste momento, perceba:
existe algo mágico entre vocês.
Se o 1º e o último pensamento do seu dia
for essa pessoa, se a vontade de ficar
juntos chegar a apertar o coração, agradeça:
Algo do céu te mandou
um presente divino : O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um
ao outro por algum motivo e, em troca,
receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos
e os gestos valerem mais que mil palavras,
entregue-se: vocês foram feitos um para o outro.

Se por algum motivo você estiver triste,
se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa
sofrer o seu sofrimento, chorar as suas
lágrimas e enxugá-las com ternura, que
coisa maravilhosa: você poderá contar
com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir
o cheiro da pessoa como
se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda,
mesmo ela estando de pijamas velhos,
chinelos de dedo e cabelos emaranhados...


Se você não consegue trabalhar direito o dia todo,
ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira
nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver a outra
envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção
que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver
a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes
na vida poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção
nesses sinais, deixam o amor passar,
sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais.
Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem
cego para a melhor coisa da vida: o AMOR !!!

Carlos Drummond de Andrade - Conselhos de um velho apaixonado

Quem feio ama

Diz o ditado que "quem feio ama, bonito lhe parece".
Posto este facto, tenho a dizer que o mesmo se pode aplicar ao que comemos.

Nunca pensei que um peixe tão bom como o tamboril fosse tão feio.
Credo, cruzes, canhoto....é mesmo feio, mas é tão bom!!!

Wook

Há uns meses atrás, recebi um mail da Wook para que eu fizesse parte do seu  programa de afiliados. Confesso que fiquei a olhar para o mail embasbacada pelo facto de este modesto estaminé ser mesmo isso, modesto.
Não tenho números de visitas ou de comentários que a meu ver, justificassem o mail que me enviaram (o post sobre a minha modéstia fica para depois), nem falo sobre livros como gostava de o fazer, (além do mais blogues exclusivamente sobre livros ou que versem o tema também andam por aí aos pontapés. Confesso que durante umas semanas tentei fazer algo do género e depois deixei). Dai ter deixado o mail em banho maria tendo depois esquecido o dito.

Contudo há coisa de uma semana, este mail veio á baila numa conversa de café e disseram-me para ir a avante com a "coisa". E eu pouco confiante como sou (tema para outro post), e gostando sempre de ouvir opiniões, lançei a questão no meu facebook onde me disseram o mesmo.

Posta tanta opinião favorável para uma cabeça pouco confiante, voltei a olhar para o mail e a pensar "ora porque é que não hei-de ter aqui a publicidade da Wook??Eu sou uma agarradinha a livros!!"

E posta mais ponderação, leitura de email, leitura da Wook e por aí adiante, decidi deixar de ser "parvita das ideias" e avançar com a coisa.

quarta-feira, janeiro 16, 2013

Hora do Vitinho (164)

Pépa e Zico

Primeiro pensei em abordar os temas em separado. De seguida em não falar em nenhum deles. Contudo após comentar um assunto no blogue do LOL e outro no da MC, decidi dedicar algumas linhas a ambos os temas e deixar expressa a minha opinião sobre os assuntos, mesmo correndo o risco de ser excomungada num deles, ou quem sabe em ambos (pendo mais para o Zico).

O caso da Pépa vem demonstrar o facto de não seguir ou mesmo ler blogues ligados à moda. Sei lá...se calhar a moda "é uma cena que não me assiste", ou ser fashion, ou não seguir as ultimas tendências à risca. Mas assumo que gostava de ter uma mala de griffe, apesar do preço estúpido. Contudo fiquei com uma dúvida existencial: se uma para mim uma mala para a Pépa é uma carteira, o que é uma carteira para a Pépa? Um porta-moedas?Um estrangeirismo que fique bem?? (Esta dúvida corroí-me um sistema...).
O grave para mim não é ela ter esse desejo, é a malta do marketing, da comunicação, da media (seja lá do que for) da Samsung ter optado por dar ênfase a um desejo que caiu mal no estômago de muito boa gente.
Esta malta não tinha o discernimento de pensar " é melhor não se pôr isto no vídeo  Num país em crise onde muita gente passa cada vez mais e maiores dificuldades, pormos uma miúda a dizer que o desejo dela é uma mala de uns bons euros (apesar de poupar para ela), não vai ficar muito bem". Era muito difícil fazer este raciocínio?? Não é preciso ter-se estudo marketing ou comunicação, é um pensamento básico: neste país, mencionar estes desejos é despoletar a ira das pessoas!! E juntou-se uma miúda com ar fútil e com pinta de "tia de Cascais!!" Esta junção foi ouro sobre azul para a achincalhamento total pela parte de muitas pessoas.
Se a miúda, na entrevista ao DN, (cliquem no nome dela), afirma que falou sobre doze desejos, porque raio optaram pelo mais fútil de todos, sem pensar na repercussão negativa que o assunto iria ter?? Era preciso um tudo-nada de mais bom-senso, apenas isso. E se o bom-senso tivesse existido, tenho a certeza de que os videos não teriam sido retirados do ar. Existem campanhas muito bem feitas e muito mal feitas.
E eu, que não percebo nada do assunto, arrisco-me a dizer que esta campanha foi muito, mesmo muito mal pensada e mal feita.

Passando ao Zico, eu sou  daquelas pessoas que adora animais. Não tenho um cão em casa, porque neste momento não tenho nem espaço nem condições para tal. Mas tive três cadelas, todas de porte médio arraçadas de pastor alemão. A ultima que tive estava abandonada e fez-me "dona" dela. Quando qualquer uma das três cadelas morreu eu (criança, adolescente, adulta), chorei que me fartei durante dias. Duas morreram de velhice, uma foi abatida por ter atacado e mordido a minha mãe numa mão.
Eu sou daquelas pessoas que faz festas a cães no meio da rua, também já vi um labrador a querer atacar.
Portanto, neste tema vou ser simples e concisa: um animal que ataque um Homem (note-se o ênfase no H), a meu ver tem que ser abatido. Não vou na teoria de que a personalidade pode ser "mudada" ou "atenuada". Uma pessoa que tenha uma personalidade agressiva, por mais terapia que faça, terá sempre esse traço da personalidade, que pode reavivar a qualquer momento. E o mesmo se passa com os animais. Se um humano agressivo não se controla, o que dizer de um animal?
Um humano que cresca e que seja educado num ambiente hostil tem uma maior predisposição a comportamentos violentos assim como têm os animais, sendo de raça perigosa ou não. Afinal de contas os animais reflectem a personalidade dos seus donos.
Eu já fui atacada por um cão. Um cão de caça, de raça nornal, mas que nunca gostou de mim. Felizmente  não me aconteceu nada, mas eu tive uma besta em cima de mim quase a arrancar-me os olhos, a rasgar-me a cabeça. Basicamente terão sido os meus óculos o impedimento de ter ficado sem um olho (as lentes têm os riscos dos dentes), bem como os donos que tiraram o cão de cima de mim. E passados uns minutos tentou atacar-me outra vez. O que eu fiz de mal ao cão?? Deixei cair a porta de um aquecedor a gás...
E era um cão criado num óptimo ambiente, mas com natureza desconfiada.

A minha opinião sobre o Zico está dada e penso que bem sustentada. Se tenho pena? Muita, até porque o bicho tem um ar meigo. Mas teria e terei muito mais pena dos que ficam feridos ou morrem por este tipo de ataques. Querem ter cães, tenham condições para eles e saibam educá-los. Com toda a certeza que nem todos os cães de raças perigosas são "maus" e nem todos os caniches são "bons".

Se me quiserem excomungar por achar que o cão deve ser abatido, força...Ninguém disse que eu era politicamente correcta.  



  

Uma fotografia por dia (25)


Serviço de informação para gajas

Passado um mês de ter o meu Sony Xperia Miro, tenho a dizer que continuo deslumbrada com as aplicações que posso ter no "bicho".

Caramba, o play google é um mundo. Para além de aplicações lanternas, agendas, calendários, multimédia, imagens, sistema,  fotos (estou deslumbrada com o Pixlr Express), existe uma aplicação para gajas. Chama-se period tracker, e é qualquer coisa. Para despassaradas das ideias como eu, a aplicação indica a altura em temos o período.
Além disso podemos pôr na aplicação sintomas, humores, peso, temperatura do corpo, se  tivemos "actos pecaminosos" e por aí adiante. Para as interessadas (não é o meu caso), indica o período mais fértil e tudo e tudo e que interesse a uma gaja que queira engravidar, ou mesmo que não queira.

Para mim é uma aplicação para gajas bem catita. Falo por mim, que já não tenho que andar a fazer muitas contas de cabeça.

terça-feira, janeiro 15, 2013

Coisas

Pessoa - "Então Inês, a tua coisinha está boa?"
Inês - "Não sei, mas quando chegar a casa já vejo."

Juro, que apenas hoje vi que as palavras coisa e coisinhas, ditas no contexto em que as uso podem ter um sentido digamos que "figurado."


Uma fotografia por dia (24)


segunda-feira, janeiro 14, 2013

Sobre a maratona blogueira

Gostei imenso, e é bastante estimulante escrever não só com pessoas completamente diferentes, sobre temas que não têm nada a ver, mas praticamente ao mesmo tempo.
Foi uma salada de frutas bem engraçada.

Os meus textos estão aqui, mas leiam os outros, porque foi malta com uma brilhante capacidade de escrever e de improviso.


Uma frase e uma imagem

De todas as relações que temos na vida, a mais importante é a que temos com nós mesmos.




sábado, janeiro 12, 2013

Maratona blogueira

Amanhã é a maratona blogueira.
Diz-se que amanhã por esta hora já deverei ter dois posts escritos e estar a preparar um terceiro, porque vou escrever a cada meia-hora.
Diz-se que que os posts têm que ter no minimo cinco linhas.

Agora estou para aqui a pensar onde é que vou arranjar material para escrever doze posts (acho que são doze)!!
E quem diz material, diz inspiração, informação, e por aí...basicamente vai ser uma tarde a esgalhar no computador. E eu quando esgalho posts nunca sei bem o que sai de lá, porque não são pensados ao pormenor, são esgalhados, do momento.

De qualquer forma vou também colocar aqui os ditos e devidamente etiquetados.
Se é para rir, chorar, elogiar e criticar, ou nada disso, os ditos também vão estar aqui à vista de todos.


Mamas, romantismo, animais, politica

Apesar de ser uma "tábua de passar a ferro", não tenho nada contra as mamas grandes e contra quem as mostra. E quem o mostra o resto. A cara não é minha, o corpo não é meu (se é todo delas ou não, não me interessa para nada), e o mal também não.
E se quem mostra o quer e entende, usa essa mesma premissa na net e nomeadamnete

Irrita-me solenemente ver no meu feed de noticias no facebook pares de mamas gigantes que praticamente saltam do écran para a minha cara. Longe de mim ser ou armar-me em puritana, muito longe disso. Além do mais não tenho nada contra quem o faz. O corpo não é meu, a cara não é minha e com esse tipo de males posso eu bem.
Já diz o ditado que "cada um sabe de sim", mas fico num misto de irritada, com boquiaberta e espantada, quando me deparo constantemente com "likes" nas fotos dessas mamas. E não é de vez em quando, uma vez por festa, mas todos os dias....
A seguir a 20 partilhas românticas, lamechas e delicodoces, espetam-se com "likes" em fotos de gajas com pares de mamas gigantes, e mais fotos, e ainda mais e mais. E pelo caminho outros "likes" em fotos de rabos, "likes" em fotos de gajas quase nuas, e partilhas, mais partilhas e mais e mais.

Eu sei que a minha liberdade termina onde começa a dos outros, que cada um partilha e faz "likes" onde bem quer e entende: mamas, rabos. Contudo acho que deve haver algum bom senso: que se veja mas que "não se goste" ou se partilhe, pelo menos todos os dias e a todas as horas.

E se falo de mamas, falo do resto: das declarações de amor, das citações mal traduzidas e fora do contexto, de flores, de cãezinhos e gatinhos fofinhos com frases bonitinhas e fofinhas, da auto-ajuda e baixa confiança e semelhantes.
Uma coisa é partilhar uma rosa a dizer amo-te, outra coisa é partilhar 20 rosas com 20 amo-te. Ou 20 cachorrinhos.
Eu também partilho citações, imagens, acontecimentos, piadas, mas acho que temos que ter algum bom senso, afinal o facebook quer queiramos quer não é uma janela da nossa vida e consequentemente de nós mesmos (mesmo que façamos omissões). Basicamente o que é demais enjoa, e é moléstia. Tão simples quanto isto.

Ou temos pinta de depravados e tarados pelas gajas e pelas mamas.
Ou pinta de lamechas pelas imagens e frases românticas
Ou pinta de coitados pelas imagens fofinhas e queridinhas.
Ou pinta de pouca confiança em nós mesmos pelas frases de auto-ajuda.

E daqui, rapidamente se passa para as partilhas "politicas"!!! Mais 20 partilhas da mesma frase a falar mal do Governo e afins!! Não se tem a noção que não é partilhar 20 vezes a frase "Passos Coelho és um burro e estamos "entroikados" por causa de ti", que ele vai mudar de atitude connosco  Não é por se partilhar 20 vezes os ordenados dos políticos que estes vão baixar!

E não é por se partilhar imagens de 20 imagens auto-ajuda que vamos ter quem nos passe a mão no ombro. Muito pelo contrário: vamos ter uma cambada de cuscos a perguntar "o que foi, o que se passa amor??"                  

E não estou a falar de uma foto de mamas, de muitas fotos de mamas.
Nem estou a falar de 20 pessoas a partilharem a mesma coisa, mas de uma pessoa partilhar a mesma coisa 20 vezes.

Falo do exagero que existe e da falta de bom senso nas partilhas e nos likes que se fazem. A sério, este tipo de coisas tolda-me a paciência e faz-me resmungar muito quando abro o meu facebook.

quinta-feira, janeiro 10, 2013

Hora do Vitinho (163)

Crendices

Oficial. Deu mesmo nas notícias. O FACEBOOK vai começar a cobrar devido a mudanças no Novo perfil. Põe esta cópia no teu mural e o ícone muda para azul, assim o facebook é grátis para ti. Passe esta mensagem, se não a tua conta será excluída se não pagares.

Acabei de ver esta mensagem escarrapachada num perfil de faebook, assim como já vi igual ou parecido centenas de vezes....
Mas gora expliquem-me lá....Como é que há gente crédula que acredita neste tipo de coisas????

quarta-feira, janeiro 09, 2013

Maratona blogueira

Primeiro li sobre a dita aqui.
Depois inscrevi-me aqui.

Agora penso em como vou arranjar "material para escrever quase a cada meia-hora, no domingo entre as 14 e as 20 horas.

Vamos nessa??
Não se querem chegar à frente??

Sobre o PPC 2012

Os meus postais chegaram, a tarde e a más horas admito...

Quanto ao postalinho que devia receber....Nicles batatoides. Niente, rien, nada de nada.

segunda-feira, janeiro 07, 2013

Hora do Vitinho (162)

Eu não percebo muito do assunto, mas esta cover é fantástica.


Enrolanços

Salvo raras excepções, gosto de pouco de ser enrolada, ou de sentir que estão a tentar enrolar-me, seja porque motivos for, mesmo que seja para vender areia no deserto, ou dissertar sobre a lógica da batata frita. Gosto de tudo directo, pão pão, queijo queijo.
Dispenso os Se's os mas, os pois e por aí adiante, porque aí como diz o outro "nem o pai morre e nem a gente almoço", e não se vai a lado nenhum.

sábado, janeiro 05, 2013

Apimentar a coisa

Querem apimentar a noite, a coisa e não sabem como? Já tentaram de tudo, inclusive o kamasutra?
A coisa já não vai lá com especiarias, ostras, morangos, chocolates e semelhantes?

Experimentem vinho de cobra!!A avaliar pela quantidade de países onde é produzido, é capaz de surtir o efeito necessário para se ter uma "all night long".


sexta-feira, janeiro 04, 2013

Pergunta

Sou apenas eu a achar o Preço Certo e o Fernando Mendes um bocado "parvos", ou mais alguém concorda?

quinta-feira, janeiro 03, 2013

Uma fotografia por dia (23)


Adoro o sol de Inverno!! Aquece a alma.

quarta-feira, janeiro 02, 2013

Sobre a passagem de ano

Comi, bebi, comi, comi, bebi, bebi, comi, bebi.
Bebi, comi, passei e acabei a noite a conversar.
Nestes "entretantos", ainda se arranjou tempo para cantar esta musiquita num karaoke caseiro (pois está claro, porque as figuras tontas são feitas em casa).

© Brainstorming
Maira Gall