Saída

quinta-feira, abril 04, 2013

"Não reúno condições anímicas"...
Pois pois, eu já lhe ouvi chamar muita coisa.
A saída de Miguel Relvas do governo só peca por tardia, e saliento ainda que este devia ter sido demitido logo que começaram a rebentar os escândalos. Ninguém era e é insubstituível, e Miguel Relvas não seria de todo excepção  Agora espero ansiosamente pela anulação da sua "licenciatura", bem como estou para ver quem são os próximos a saírem por livre vontade deste "governo", quando vier a decisão do TC, que como se antevê não será positiva....

You Might Also Like

4 comentários