Caturreira

terça-feira, julho 30, 2013

"Ai que caturreira!!! Queridos, vamos brincar aos pobrezinhos!! Quiduchos, é uma brincadeira tãoooooooooooooooo gira!! Você não está a ver o fantástico que é vir para a herdade da família brincar aos pobrezinhos!!!"

Os pobres devem ser tão giros, tão engraçados, nas suas casas piquenas, no seu ordenado piqueno, na sua vida piquena!!! Isto de serpobrezinho deve ser o máximo dos máximos!!! Já viu o bom que é contar os tostões, mas ainda porem alguns tostões na nossa piquena empresa de familia!!!
Que máximo!!! Que caturra!!!


Posto e encerrado o meu pseudo momento Cristina Espírito Santo com "brincadeiras familiares" afirmo o seguinte:

Se quer brincar aos pobrezinhos como deve ser e manda a regra, a quiducha deve sair da sua "piquena herdade", e vir conviver e viver connosco, a vulgar a populaça.
Aqueles que como a Cristina entendem que não são mais do que meros serviçais da "elite portuguesa". "Elite" essa, que se esgana para aparecer num qualquer miserável evento, de uma qualquer revista cor-de-rosa. Ah, e não esquecer da "elite" que vai a esses mesmos "eventos" comer beber, mostrar-se usando vestidos e acessórios "emprestado", e deserta para trazer um qualquer recuerdo do evento para casa e já agora uns trocos.
"Elite" essa que não faz mais do que pavonear-se e que julgam que por serem portadores de 20 apelidos e nascidos em berço d'oiro, os tornam melhores, superiores, deuses, do que nós os pobres, a populaça, os de pé no chinelo.

You Might Also Like

1 comentários

Popular Posts

Subscribe