Críticas

sexta-feira, agosto 30, 2013

Ora bem, esta semana encontrei aquela que foi a minha educadora de infância durante dois meses. Entre as conversas que temos sempre, que vão dar ao quanto teimosa eu conseguia ser com 4 anos de idade com talhares mal postos ou tortos e livros, inevitavelmente vimos parar aos dias de hoje, o que equivale vir parar ao facebook (claro está). Neste vai e vem de conversa a nível do facebook que é uma espécie de serviço noticioso e critico para muitas pessoas que estão na minha rede (actualidade, politica, economia, cultura e critica é lá), acabei por ouvir o que é para mim um elogio e algo que sei que possuo (e admito que por vezes em demasia), que é o ser uma critica e auto critica. Eu admito que tenho em mim um espírito critico, que se é para elogiar elogio, se é para criticar e contestar lá estou eu. E admito que sou muito critica de mim mesma, eu sou a minha maior critica. Mas mesmo que por vezes o seja em demasia, afirmo que tenho orgulho em ser a primeira a criticar-me. E também tenho orgulho em saber aceitar as criticas dos outros, sejam elas mais construtivas ou menos. Todos temos a aprender com as criticas, há muitas lições a tirar daí. E caramba...se eu digo que antes de me rir dos outros, tenho que saber rir de mim mesma (o que também sei fazer), para criticar os outros, temos que saber primeiros criticar nós mesmos.


You Might Also Like

2 comentários