quinta-feira, fevereiro 27, 2014

Triste ideia

Triste ideia a sessão fotográfica de Rita Pereira para Micaela Oliveira. Usarem a miséria como pano fundo de toda uma ostentação, glamour e beleza é ridículo.



sábado, fevereiro 22, 2014

Um dos muitos

Guilty pleasures que eu tenho.

Bee Gees.




sexta-feira, fevereiro 21, 2014

Aqui na terra

É isto que se passa.

E o facto é que por cá, nunca tinha acontecido. Eu ainda me pergunto se não será uma partida de Carnaval de muito mau gosto.

E o executivo não é PSD.



quinta-feira, fevereiro 20, 2014

Olho por olho

E dente por dente. 
Quando existem muitos, muitos, muitos interesses políticos por detrás é isto o que acontece.
Na Ucrânia, estão-se a matar e a ferir pessoas por todo um interesse político. Nada mais, nada menos do que política, muita política. E fundamentalismo claro está. Porque em casos como este o interesse político e o fundamentalismo andam de braço dado. E é isto, nada mais do que isto.

E depois???
E depois que lixem as pessoas, o que interessa é de um lado carregar em força nos manifestantes. Do outro lado, interessa fazerem-se cocktails molotovs e guardar tudo o que sirva de arma para se arremessar contra as autoridades.




quarta-feira, fevereiro 19, 2014

A verdade

A verdade é que vivemos num país, onde não é dada nenhuma importância ao património e à cultura.
E não é só a caso da emigração do João Tordo, o querer-se vender um espólio de Miró (sou a favor de que os quadros fiquem cá). Não é só o fim do Ministério da Cultura, é tudo.
E a culpa? A culpa é do governo? A culpa é do governo. Deste governo, do governo anterior, do anterior ao anterior e por aí adiante. Caramba, não me lembro de ter visto um governo que tivesse investido seriamente na nossa cultura, no nosso património, nada de nada. 
A cultura não enche o estômago, mas alimenta e muito o nosso espírito. A identidade de um País e de um Povo não se resume ao futebol. Nem de longe, nem de perto. A identidade de um país é a nossa história e nossa cultura, o nosso património. E caramba, choca-me. Fico chocada não só com a tentativa de alienarem das mais diversas formas a nossa identidade, mas também por nos quererem pobres, burros e incultos. Porque isso, isso da cultura é para os ricos, não é para quem quer é para quem pode. E para quem pode pagar, e assim ir dando ao "estado". Dar a este "estado" e a todos os "estados" anteriores. Porque sim, em Portugal a cultura é um luxo, luxo esse só ao alcance de alguns.

E voltando ao secretário da cultura, apenas umas linha: quem afirma que vender quadros é bom para as nossas finanças, sem dar importância ou conhecer uma lei "básica" que é lei de bases do património cultural, não é dado como tido ou achado no assunto, limitando-se pelos vistos a assinar despachos e outros papéis, mostra apenas o estado de desgraça em que estamos.

E a venda dos quadros de Miró, irrelevante para alguns, mostra que esta gente não olha a meios para atingir os seus fins. Este é mais um exemplo. Um entre muitos.


Sem palavras

Com uma tristeza no fundo do coração.
Entram velhas doidas e turistas
entram excursões
entram benefícios e cronistas
entram aldrabões
entram marialvas e coristas
entram galifões
de crista.

Entram cavaleiros à garupa
do seu heroísmo
entra aquela música maluca
do passodoblismo
entra a aficionada e a caduca
mais o snobismo
e cismo...

Entram empresários moralistas
entram frustrações
entram antiquários e fadistas
e contradições
e entra muito dólar muita gente
que dá lucro as milhões.

segunda-feira, fevereiro 17, 2014

Hora do Vitinho #195

Não há nada

Como uma pessoa entrar no banho com a água bem quente, quase a ferver, pôr o shampoo, começar a esfregar a cabeça e.....sentir a água a arrefecer, a arrefecer, a ficar bem morna. Depois uma pessoa lava a cabeça à pressa, põe o amaciador à pressa, lava o corpo à pressa, tira o amaciador à pressa, e no fim de fazer tudo isto à pressa, sai do banho a tremer porque uma pessoa acabou o "banho" com a água já fria.... 

Tão bom que é.....

sexta-feira, fevereiro 14, 2014

Hora do Vitinho #194



E para mim, esta é perfeita para o dia de hoje.
E admito que é dos meus guilty pleasures.

E porque este ano estou uma romântica

Que não vos faltem declarações de amor.








































Medo, muito medo

É o que sinto sobre a hipótese de Fernando Nobre se vir a candidatar às presidenciais de 2016
A ser verdade, mas quem é que eventualmente apoia esta candidatura?
Quer-se dizer, depois de perder as presidenciais como candidato super, hiper, mega independente, Fernando Nobre foi cabeça de lista pelo PSD a Lisboa e ainda candidato à presidência da AR nas legislativas do mesmo ano. 
Quer voltar à carga novamente??? 
Não chegou 2011 e ter "comido" muita gente por parva?? 
Tem que voltar à acção novamente??

( O que vale é que a mim, não me enganou. Verdade seja dita, desconfiei desde logo desta candidatura extremamente independente, e passados uns meses comprovei que tinha razão).



No dia de São Valentim


































Os protagonistas da mais bela história de amor de que há memória....
Antes do fim do mundo, despertar,
Sem D. Pedro sentir,
E dizer às donzelas que o luar
E o aceno do amado que há-de vir…
E mostrar-lhes que o amor contrariado
Triunfa até da própria sepultura:
O amante, mais terno e apaixonado,
Ergue a noiva caída à sua altura.
E pedir-lhes, depois fidelidade humana
Ao mito do poeta, à linda Inês…
À eterna Julieta castelhana
Do Romeu português.
Miguel Torga 

quinta-feira, fevereiro 13, 2014

Hora do Vitinho #193

Da desgraça dos outros

A minha engoliu mãe dois dentes da sua placa.
A minha reacção: rebolar a rir.
O resultado final: esperar que os ditos saiam pelo respectivo canal.

A minha dizia e bem que eu só estava bem a rir-me da desgraça dos outros. E é bem verdade!!!

quarta-feira, fevereiro 12, 2014

Hora do Vitinho #192

Essa é que essa





Podia ser uma espécie de História da Humanidade para totós, o resultado do desafio colocado pela rede social Reddit aos utilizadores: resumir numa frase a História do seu país.
In Dinheiro Vivo

As restantes definições vencedoras estão aqui: pessoalmente gostei muito da dos EUA, da Rússia, da Grécia e da Coreia do Norte.

Filosofia de bolso da Inês

Não evito conflitos e/ou confrontos. A melhor forma de vencer conflitos e de enfrentar pessoas conflituosas, é dar-lhes a importância devida, ou seja: nenhuma. 
Não perco o meu tempo com ninharias e com pessoas inúteis, com futilidades. 


terça-feira, fevereiro 11, 2014

E hoje fiquei de coração cheio

E completamente enternecida. Hoje, na urbana sentou-se ao meu lado uma menina loirita e de olhos azuis. E sem mais nem menos a Ana (era o nome dela), entrelaçou o braço dela no meu. Sem pedir, sem perguntou, agarrou no braço, entrelaçou o dela e assim ficou durante um pedaço da viagem. 

E eu...eu fiquei de coração cheio, completamente enternecida e a pensar na honestidade e simplicidade do gesto.

segunda-feira, fevereiro 10, 2014

Hora do Vitinho #191

E, sinceramente não esperava outra coisa, que não fosse o Berg o vencedor do programa.
E esta versão da chuva é linda, linda, linda. De ficar com as lágrimas nos olhos.


Não há nada mais importante??

Diz-se que Barack Obama tem um "caso" com Beyoncé. Eu pergunto-me qual a importância do assunto para a política e demais assuntos que envolvem um Presidente. A ser verdade, não é o primeiro cujo nome vem associado a escândalos destes, e com certeza que não há-de ser o último...


E a Stephanie

E a Stephanie passou por aqui. Aparte de ter ficado sem luz (vinha por 5 minutos e faltava por 50 minutos), felizmente a tempestade nem de longe e nem de perto fez mossa por aqui. Foi um vendaval sem nada de especial. A Stephanie aqui para estes lados passou de forma sossegada. Ou isso, ou sou mesmo eu que não tenho medo de vento forte, por viver numa zona em que o prato do dia é vento, muito vento.


domingo, fevereiro 09, 2014

Por causa das tosses

Por causa das tosses, porque está um vendaval do caraças e já fiquei sem luz durante uma hora, vou-me mas é fechar-me e bem em casa, antes que me transforme numa Mary Poppins e desate a voar.


sábado, fevereiro 08, 2014

E é isto

E junto com a minha tolerância à dor física e à dor psicológica, pergunto-me se não estão a testar novamente os meus limites. 
Estou a sentir-me esgotada, novamente esgotada, a entrar em burnout.

quinta-feira, fevereiro 06, 2014

Vamos apelar ao São Pedro

E ter esperança em que ele nos atenda o pedido??
É que chuva por chuva....


Apresento...

A sempre assertiva e com a resposta certa, na altura correcta, Samantha Jones...


Gosto disto #28


Pois que o Fernando lá sabia, mas já estou farta, fartinha de chuva. 
Este tempo (deve andar a chover há quase dois meses), deixa-me estupidamente neurótica, deprimida, depressiva. 
O frio tolero, agora dias e dias e dias e dias com chuva e mais chuva, e mais ainda, deixa-me tão ou mais cinzenta que as nuvens e o céu.

quarta-feira, fevereiro 05, 2014

Espécie de vitória é....

Espécie de vitória é subir quatro degraus de um escadote. O que para uns é banal (subir um escadote), para mim é medonho. E não é pelas vertigens (que não tenho), mas sim pela sensação de não conseguir controlar qualquer falta de equilibrio que me faça esbardalhar no meio do chão.
E subi os degraus sem ninguém ao pé de mim, somente eu e o escadote, o escadote e eu, ambos os dois e fiz o que tinha a fazer. Estou com uma dor de braços enorme, parece eu que estive a fazer flexões. Mas não, foi apenas a tensão do momento que passou para os meus braços.
Mas subi, subi o escadote sozinha, e venci.

Inês 1 - Escadote 0

segunda-feira, fevereiro 03, 2014

Gosto disto #27


Dark side

O lado escuro da fama...
RIP


domingo, fevereiro 02, 2014

Pois que estou

Pois que estou com praticamente uma directa em cima do corpanzil. Quarenta e cinco minutos de olhos fechados no Santa Maria, foi o descanso que eu tive.
E o porquê???
Senhora minha mãe por não conseguir dormir, e numa tentativa de me chamar a atenção para que eu a "salvasse", com uma vontade enorme de querer dormir e talvez algo mais, tentou pôr uns comprimidos na boca. Uns 8 ou 9. 
E pôs, e eu pus os dedos, ia levando uma dentada e fi-la cuspir os comprimidos. Resolução: chamar o 112, por não saber se ela tinha tomado algo mais ou não.
Resumo: por esta hora, está a senhora minha mãe fresca e fofa, como se tivesse dormido um autêntico sono de beleza, enquanto que eu estou a sentir-me como se estivesse estado na disco a curtir até mais não. Dói-me o corpo todo, todinho....

Moral da história...não me tivesse eu levantado da cama a pensar que a ia dissuadir de chamar o 112, tinha ido dar hoje com a senhora minha mãe a roncar no chão, ou algo que o valha...

sábado, fevereiro 01, 2014

Porque quem canta

Seus males espanta.
E enquanto se canta, bate-se o pé e abana-se o corpo, numa tentativa de se aquecer, porque está um frio do caneco.
Ou como diz o ditado, não está chuva nem orvalho, está um frio do Senhor Carvalho.


© Brainstorming
Maira Gall