quinta-feira, novembro 27, 2014

Já dizia a Lili Caneças

"Estar vivo é o contrário de estar morto......"


Todo um orgulho

Todo um orgulho em ser Portuguesa!!




quarta-feira, novembro 26, 2014

Serve para os dois

Alguém que faça o favor de elucidar a família Soares, e lhes diga de uma vez por todas que o S é de Socialista e não de Soares!!
E já agora.....a idade e os cargos não lhe deram de maneira nenhuma o direito de mal tratar a comunicação social, nem o de querer arranjar e validar estas teorias da conspiração, da cabala e pobre Zé que ê vitima de um macabro esquema politico.
Ele pobre Zé que pediu um empréstimo para ir estudar e viver de forma modesta em Paris.
Pobre Zé que é sempre injustiçado por um país que não agradece nada do que fez, e nem se revolta com esta conspiração, com esta malvadez.



terça-feira, novembro 25, 2014

Sabem o que vos digo

Quando vejo meio mundo a erguer-se contra a prisão preventiva do Sócrates, penso que há por aí uns quantos que merecem os políticos que têm.


segunda-feira, novembro 24, 2014

Porreiro pá

sábado, novembro 22, 2014

Rotinas de fim-de-semana

Existe quem à beira do fim-de-semana pense em limpar a casa, ler um livro, descansar, fazer exercício.
E existe o Juiz Carlos Alexandre, que à beira do fim-de-semana detém presidentes de grupos financeiros, directores de instituições públicas, empresários, secretários de estado, e um ex PM.

segunda-feira, novembro 17, 2014

Band Aid 2014

Não tem a força e a pujança da música de 1984, até porque os tempos são outros

Contudo, e muito devido ao facto de ser um apelo, um pedido de ajuda, um apelar às nossas consciências, continua a ter o condão de "mexer" com as pessoas.

Só tenho pena que passados 30 anos, continuem a ser necessárias canções para alertarem para uma consciência social, seja relativamente à fome, ao ébola, à pobreza....

quinta-feira, novembro 13, 2014

Podem-me chamar de crédula, mas

Cada vez me parece mais que longe vão os tempos em que estas cambadas saíam sempre impunes.
Eu sei que faço parte de um grupo escasso, do grupo escasso que acredita que neste país começa a haver gente com coragem, vontade e sem medo de que se faça justiça. 
E como diz o Jorge Jesus "eu acardito". "Acardito" que apesar dos muitos caso de corrupção, branqueamento de capitais, fugas ao fisco, crimes do colarinho branco e so on, que andam por aí, muitos vão ser descobertos e devidamente tratados. 
Podem-me chamar de crédula, mas acredito que por aqui há justiça, e há quem trabalhe e não tenha medo.


quarta-feira, novembro 12, 2014

Então, não se estava a ver

Então não estava a ver logo no que os milhões e o casamento iam dar????






terça-feira, novembro 04, 2014

Diz que se atrapalhou

Xanana Gusmão estava atrapalhado com outras coisas, e por isso não avisou o nosso PM de que iam expulsar os nossos magistrados do país. Primeiro expulsaram e depois avisaram. Por carta.
Estava atrapalhado, mas caramba não se atrapalhou com recebeu as nossas condecorações nacionais, nem se atrapalhou quando nos "impingiu" a entrada da Guiné Equatorial.
Não se atrapalhou quando nos pediu ajuda.
Não se atrapalhou a pedir-nos militares ( e quantos e quantos militares Portugueses dos vários ramos da segurança não estão lá).
Não se atrapalhou quando enviámos médicos, professores, engenheiros.

Timor, Timor deve-nos muito. Não fossem os Portugueses ainda hoje faziam parte da Indonésia, e o atrapalhado do Xanana, esse atrapalhado ainda estava a atrapalhar no mato! Ou já estava morto.

A atrapalhação de tudo isto, não é o facto de os magistrados terem falta de capacidade técnica. A atrapalhação deve-se a eles terem capacidades técnica a mais. 
E bem, muito bem esteve também o Conselho Superior de Magistratura: todos os magistrados de volta a Casa. E pelo caminho que venham todos os Portugueses que lá estão. Tudo para casa, e eles que se aguentem e que se atrapalhem e se desatrapalhem com os Australianos, os Indonésios, e restantes.

Safem-se.

© Brainstorming
Maira Gall