sábado, novembro 13, 2010

Saudades

Aqui pela blogosfera anda tudo muito saudosista...passa a vista de olhos nestes bons estaminés
:Da MalenaMatch PointTambém quero um blog.
Se me falhou algum façam o favor de se identificar...

As saudades soam ao meu avô materno que chamava de cachopa e ao meu avô paterno que me chamava de a minha Inês.Soam à minha avó materna que dizia que não se podia falar comigo de manhã e cheiram também a ela.
Cheiram à sopa dos olhos bonitos que a minha avó paterna fazia ao bolo de mel ao borrego e às migas,e sabem ao mel que eu comia às colheradas,e cheiram ao padeiro que ia levar o pão o monte.
Sinto saudades de dizer ao meu pai "a tua barba pica",de perguntar à minha mãe "trouxeste-me um chocolate?"
As saudades sabem aos tremoços e pevides que comia aos Domingos depois da missa, ao queijo fresco que comia,às línguas de gato que devorava,às colheradas de chocolate com leite.
As saudades sabem a uma noite de jantar copos com os amigos,soam à pessoa que fui enquanto estudei,soam ao que eu sonhava que podia ser.
As saudades sabem a adrenalina,ao pecado,cheiram a alguém,cheiram a desejo, cheiram ao tabaco de enrolar do meu avó materno,cheiram à relva acabada de cortar,ao calor do Alentejo, ao calor da braseira e da lareira e dos natais.As saudades cheiram a mar
As saudades sabem à minha primeira vez e ao que ela trouxe, à atrapalhação do primeiro beijo, às escapadelas de casa a meio da noite, sabem a uma qualquer atracção inexplicável,sabem ao Mouchão que bebi em Tomar, soam à minha benção das pastas.
As saudades sabem às lágrimas que deitei por chorar de alegria e também de tristeza.
As saudades soam às recordações da minha mãe ainda minimamente bem de saúde, soam à primeira paixão que tive (platónica).
As saudades sabem a um olhar que diz tudo (sim porque eu faço a apologia de que vemos tudo através dos olhos de alguém). As saudades também sabem ao tempo em que eu achava que podia confiar em toda a gente porque todos eram naturalmente bons.
As saudades também sabem à cozinha a lenha que tinha em casa,sabem ao café de cevada que bebia,ao nestum que comia (e que depois enjoei).
As saudades soam a um "Inês come tudo senão apanhas",soam a esta música àquela à outra....
As saudades sabem a um abraço bem apertado, a um sorriso luminoso, a uma mão amiga que não falha,a pessoas que encontramos passados anos e que continuam com a mesma essência,com o mesmo eu.
As saudades soam a algo,cheiram a qualquer coisa,sentem-se de uma maneira que só explicada por cada um de nós...
E a vocês??
As saudades soam a algo?
As saudades cheiram?
As saudades sentem-se?

Quem é o próximo a dar a definição de saudade?

11 comentários

  1. A saudade habita em nós! É um sentimento constante!

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. A saudade é daquilo que as nossas experiências de vida nos proporcionam... uma comida, uma pasta antiga do meu avô, uma estrada...
    A saudade é a nossa vida. Digo eu.
    beijoca

    ResponderEliminar
  3. Pink: concordo.A saudade acaba por ser aquilo que somos.

    ResponderEliminar
  4. Olá Inês, saudade, para mim, é o silêncio que fica depois de ouvir uma recordação na nossa mente.
    Beijinhos,Sofia

    ResponderEliminar
  5. Vês como ficaram bonitas as tuas saudades? E até recordaste algumas coisas que nem imaginavas irem surgir, confessa! :)))
    Bom fim-de-semana! :)))

    ResponderEliminar
  6. Malena:ficaram uma amálgama de coisas as minhas saudades,e sim recordei algumas coisas que estavam aqui perdidas é verdade..:))
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. :)

    somos do mesmo signo ihihih

    ResponderEliminar
  8. João:para teres descoberto isso,deste ao trabalho de ler a amálgama de posts que andam por aqui.
    Grnde coragem!!!

    ResponderEliminar
  9. Olha Inesita, eu nem sei que te diga. A minha vida agora está melhor do que já foi, portanto não tenho saudades de nada em particular. Tenho saudades de coisas que sonho e que nunca tive.

    Beijocas.

    ResponderEliminar
  10. Sarita:mesmo na tua vida de agora tens que sentir saudade de algo,de um cheiro,de um sabor,de qulaquer coisa.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall