sábado, agosto 31, 2013

Photo a day August (31)

Dangerous.
Cabo Carvoeiro.


Photo a day August (30)

Cluttered.
Amálgama de fios e pulseiras.


Photo a day August (29)

Lucky.


E cá vai disto

E sabemos que o mundo está no grave caminho da perdição, quando a Linda Reis (quem não se lembra dela), ataca o Zé Figueiras na televisão.
Basicamente, salta para o seu colo, para cima dele, e pimbas cá vai disto!!!

Piropos

Qual é o problema que existe com o raio do piropo???

É que muito sinceramente não entendo o porque de se lançar o debate por causa do piropo e da "arte de piropar". Aliás, eu fui fã da célebre aplicação do facebook que era precisamente o piropo do trolha.

Mas ainda bem que vivemos em democracia, porque em democracia podemos discutir tudo....desde a crise ao piropo.
Abra-se o debate...

sexta-feira, agosto 30, 2013

Críticas

Ora bem, esta semana encontrei aquela que foi a minha educadora de infância durante dois meses. Entre as conversas que temos sempre, que vão dar ao quanto teimosa eu conseguia ser com 4 anos de idade com talhares mal postos ou tortos e livros, inevitavelmente vimos parar aos dias de hoje, o que equivale vir parar ao facebook (claro está). Neste vai e vem de conversa a nível do facebook que é uma espécie de serviço noticioso e critico para muitas pessoas que estão na minha rede (actualidade, politica, economia, cultura e critica é lá), acabei por ouvir o que é para mim um elogio e algo que sei que possuo (e admito que por vezes em demasia), que é o ser uma critica e auto critica. Eu admito que tenho em mim um espírito critico, que se é para elogiar elogio, se é para criticar e contestar lá estou eu. E admito que sou muito critica de mim mesma, eu sou a minha maior critica. Mas mesmo que por vezes o seja em demasia, afirmo que tenho orgulho em ser a primeira a criticar-me. E também tenho orgulho em saber aceitar as criticas dos outros, sejam elas mais construtivas ou menos. Todos temos a aprender com as criticas, há muitas lições a tirar daí. E caramba...se eu digo que antes de me rir dos outros, tenho que saber rir de mim mesma (o que também sei fazer), para criticar os outros, temos que saber primeiros criticar nós mesmos.


quinta-feira, agosto 29, 2013

One day like this

Lindo, fantástico e maravilhoso

De me deixar arrepiada. Adoro músicas que me consigam colocar as emoções à flor da pele.



quarta-feira, agosto 28, 2013

Photo a day August (28)

Corridor

Parque D. Carlos I, Caldas da Rainha.

Photo a day August (27)

10 minutes from home.

Não é difícil de adivinhar...


Photo a day August (26)

Entrance.

Arco da Rua Augusta em Lisboa.


Martin Luther King

E hoje celebram-se os 50 anos de um dos mais célebres discursos (ou o mais célebre discurso) do século XX.

50 anos passaram, contudo as frases de Martin Luther King ficaram na memória. Isto  vem mostrar que não só foi um discurso emblemático e marcante, bem como ainda o aplicamos todos os dias, em todo o lado.

50 anos depois, e o discurso de Martin Luther King permanece actual.
É um sinal de que em 50 anos não há muitas ideologias e crenças que mudem, é um sinal de que temos que continuar a sonhar. 50 anos passaram e nós continuamos a sonhar

I have a dream...I still have a dream.

E para este discurso, que nos remete para o sonho e para a nossa liberdade como seres, nada melhor do que a música que melhor canta o desejo de ser livre.

Hanna Montana...where are you???

Já se sabe que a malta "produzida" pela Disney quando se emancipa, abusa um bocado da "coisa". Foi o que se passou com a Britney Spears, a Christina Aguilera, e o Justin Timberlake.

Mas a Miley "abusou" da coisa. Esta não é uma actuação "quente", "hot", "caliente", é uma actuação rasca, bardajona, a roçar (não só no sentido lateral da coisa) o ordinarão.

E já agora, a moça que vá recauchutar o rabo que toda a gente viu que não tem....

A partir do minuto 3m.20s.



terça-feira, agosto 27, 2013

Luto

Se há profissão que merece todo o meu respeito é a de Bombeiro. Independentemente de serem voluntários, profissionais, ou sapadores todos são se regem pelo famoso "Vida por Vida". 
Respeito e respeitarem sempre todos os que dão literalmente o corpo ao manifesto. Contudo, admito que ser filha de um sapador Bombeiro, e ter desde criança a noção do risco da profissão que é ser Bombeiro, faz-me admirar todos aqueles que fazem com gosto este trabalho, (e não me refiro somente a incêndios). 

A nível pessoal agradeço o facto de não saber por onde o meu pai andou enquanto Bombeiro, o que viu, os riscos que correu, as horas que terá passado sem dormir. 
Bastou-me ver em 1988 o Chiado a arder e saber que existiam elevadas probabilidades de ele estar a combater o incêndio. Confesso que fiquei assustada com as imagens, e que nunca vou esquecer onde estava nesse dia. Confesso também muito alívio em o meu pai ter-se reformado e não ter continuado como bombeiro mesmo que a nível voluntário, porque tenho a certeza que iria passar noites de angústia, não só no Verão, mas por toda desgraça, acidente, risco que se corre nesta profissão 

Este é o meu luto pelos Bombeiros Portugueses, pelos quatro faleceram este mês, pela bombeira que faleceu o ano passado, por todos os que fizeram deram o seu Vida por Vida no sentido literal. 

E também estou de luto pela forma como os governantes têm tratado deste tema. Porque meus senhores, quatro mortes num mês não são favas contadas, é algo de que ninguém tem memória neste país. 
E infelizmente é neste país que são necessárias desgraças para se abrirem os olhos, e se começarem a fazerem mudanças.
E se, há 25 anos foi necessário o Chiado arder, para serem feitas mudanças no combate a incêndios, espero bem que o que sucedeu este mês seja mais do que suficiente para se modificarem umas quantas coisas, não só na prevenção como na coordenação feita no local.
E já agora que se dotem as Corporações de Bombeiros dos equipamentos necessários para o combate. Já diz o ditado que mais vale prevenir do que remediar, e neste caso a prevenção sai muito mais barata e será mais eficaz.






Gatices

Podem não ter a fidelidade canina, mas têm uma fidelidade "felina". 
A bicheza aqui debaixo pressentiu que há algo que não está bem e basicamente que não tem largado o meu quarto e praticamente que ronrona em forma automática.
Se pressentem energias negativas, ou que algo não está bem? Sim pressentem.
E este não só pressente como tem um sentido propriedade "lato".






segunda-feira, agosto 26, 2013

Anúncio

Oferece-se ombro e braço dorido/ tendinite em evolução a quem quiser e/ou precisar.
E como estou uma autêntica mãos largas ainda ofereço uma enxaqueca. Como podem ver, estas são ofertas irrecusáveis, contudo ao alcance de todos.

Para mais informações, basta contactarem-me.

Grata pela atenção.

domingo, agosto 25, 2013

Tutus

E quando penso que muito pouco me surpreende, vejo no youtube umas senhoras a tocarem acórdeão, com tutus amarelos vestidos. Como se não fosse suficiente, reparo que o "cantador" de serviço tem vestida uma t-shirt que faz antever não os abdominais, mas o belo do pneu.

Agora penso, será que este é o sonho dos homens e mulheres Portugueses de Portugal?
Moças que "tocam" acordeão com tutus vestidos, e moços com t-shirts demasiado justas vestidas que quase deixa ver o belo do "calo sexual" ???


Photo a day August (25)

Culture.

Não as contei, mas garanto que todas elas têm pelo menos as sete saias vestidas.


Photo a day August (24)

Background.

Óbidos.


Photo a day August (23)

Yellow.

Bambu no Buddha Eden Garden.


Photo a day August (22

A room.
Seta indicativa do espaço (room) para os chapéus de sol em S. Martinho do Porto.


O meu diário

Enquanto andava à procura de fotografias da minha adolescência deparei-me com os meus diários. Confesso que senti pena em acessos de raiva com a vida em ter rasgado folhas de ambos. São dois diários.
Um da Inês pré-adolescente e já adolescente, com uma escrita própria, mas já com umas quantas dúvidas existenciais das boas, dificuldade e falta de crença nela mesma, mas com vontade de lutar, de se tornar alguém melhor aos olhos dos outros (as avaliações escritas das notas e respectivas considerações da minha pessoa mostram isso).

 É curioso ver que nos idos anos 90, as notas escritas dos directores de turma não abordavam o comportamento, mas sim a insegurança e a falta de auto-estima no trabalho e no relacionamento. É quase estranho ver que as minhas dúvidas, as minhas angústias, as minhas vivências passaram de um diário pré-adolescente e adolescente, para o diário de adolescente grande e "adultazinha".

As mesmas questões, a mesma forma de as colocar passaram de uma faixa etária para outra, mudando apenas a forma como eram escritas. No segundo diário logicamente que falei dos "amores", que foram um misto de platonismo com uma insegurança e medos terríveis, um provável síndroma do patinho feio. Contudo permaneceu sempre na escrita os mesmos "problemas" existenciais da minha pessoa, mas já com alguma revolta embutida, bem como vontade e coragem de lutar, mas também um medo enorme de fraquejar e de se tornar num ser igual ao que via em casa.

Ao terminar de ler os diários (tenho imensa pena dos meus acessos de raiva adolescente com a vida), constatei que apesar de me rever perfeitamente no que escrevi, de sentir e de saber que sou eu mesma naquelas folhas perfumadas, parece-me que aquelas minhas dúvidas quase que seriam premonitórias. Felizmente aprendi a gostar de mim e a trabalhar a minha auto-estima  (a mim o devo), a confiar em mim e nas minhas capacidades, mas caramba.....não consigo deixar de pensar em que parece quase "adivinhação" ver escrito inúmeras vezes palavras como "será que vou ficar igual à minha mãe", "sinto-me sozinha", "como é que vou aguentar", "eu não quero esta vida", "eu vou ganhar auto-estima", "eu vou gostar de mim", "eu vou aguentar", "eu quero uma vida normal"......

sábado, agosto 24, 2013

Vida por Vida


quinta-feira, agosto 22, 2013

Not that kind of girl

Que me desculpem as mentes e corações românticos, queridos e fofinhos, mas odeio esta música.
Causa-me urticária e naúseas ouvir tanta lamechice, e "nhonhozice" junta. É romantismo a mais para a minha pessoa, e sentimentalismo a mais, arrependimento a mais e arrisco-me a dizer "dor de cabeça" a mais em praticamente 4 minutos de música.
Por cada vez que me vejo obrigada a ouvir esta música penso sempre que isto traduzido em português seria um mega hit de um Tony ou de um Emanuel.
Não gosto desta música, odeio-a e ponto.
E tudo o que é demais e moléstia.


Podridão

Se me assustam os violentos ataques no Egipto, país onde a população não consegue e não sabe viver com uma democracia, fico em estado choque com as notícias e os vídeos das pessoas atacadas com armas químicas na Síria. Angustia-me ver que os países do Ocidente não sabem ainda o que fazer contra este brutal ataque aos Direitos Humanos, porque sabe-se de antemão que uma coisa é não fornecer armamento ao Egipto e outra coisa é reprimir e sancionar violentamente um país como a Síria, cujo apoio estrangeiro  não é o que apela à negociação de ambos os lados, mas ao oposto.

E se estas situações, tão diferentes no armamento usado, mas tão iguais na "luta" e nas vítimas me deixam estarrecida, a "teoria da conspiração" que li e reli, se tiver um fundo de verdade mostra a verdadeira podridão do mundo em que vivemos.

Mas já diz o ditado, que onde há fumo há fogo...

quarta-feira, agosto 21, 2013

Photo a day August (21)

Slow.

Relógio de sol no Mosteiro de Alcobaça.


Photo a day August (20)

Stairs.

Escadote visto de cima.


Senso

Todos os anos as reportagens sobre os incêndios têm sempre os populares a falarem que a ajuda não chegou, ou que deixaram arder. Compreendo a aflição das pessoas, mas devia haver um bocadito de senso: bom senso e senso comum. Para começar existem normas a cumprir nestas coisas, depois existem vidas que não se podem pôr em risco, ou pelo menos não se devem (o número de bombeiros feridos e que faleceram, ilustram bem a coisa). 

E depois existe uma acto muito simples, mas muito provavelmente o mais importante de todos: limpeza. Se ninguém limpa as matas e os acessos, como é que esperam que os incêndios sejam mais pequenos, ou em menor número? A limpeza é o maior meio de prevenção que existe contra incêndios.

No dia em que houver o verdadeiro culto de limparem as malditas matas e os acessos, vamos ter um país com menos incêndios, ou com incêndios mais pequenos. Tão simples quanto isso. Limpar e tratar, uma questão de bom-senso e de senso comum, que poupa meios, pessoas e vidas.


terça-feira, agosto 20, 2013

Iconcerts

Confesso-me deliciada com este canal do Iconcerts.
É maravilhoso, presenteia-me com concertos e mais concertos. Além do mais faz-me descobrir e ouvir versões tão maravilhosas como esta:

Teardrop (Massive attack)






segunda-feira, agosto 19, 2013

Photo a day August (19)

Lost.



Photo a day August (18)

Someone you spoke today.




O vento

O vento aqui no Oeste, vem já lembrar que o Agosto está acabar. O vento do Oeste é um vento frio, de Inverno. É assim que tem estado por cá o tempo. Sol que baste para sabermos que é Verão, mas vento suficiente para sabermos que ele está a acabar.


Gosto disto (15)


sábado, agosto 17, 2013

Photo a day August (17)

Exercise.

Puzzles online, uma boa forma de o cérebro fazer exercício.


Photo a day August (16)

Cooking

Peixe grelhado numa das ruas na Nazaré.



Judite

Judite de Sousa acabou por mandar abaixo a credibilidade que ainda tinha como Jornalista!!!
E sobre futilidades, ajudar pessoas, ostentação de riqueza, consciência e obrigações sociais a "menina" não tem nada que criticar os outros...olhe-se ao espelha, para a sua ostentação de riqueza, mostras de soberba, e depois falamos!!!
Isso sim é que me choca!!!
Mas quem é que Judite de Sousa é para criticar tatuagens e cruzes de diamantes, quando ela calça sapatos que custam mais que o ordenado mínimo nacional???


Frágil

Quando isto acontece, “sente-se uma dor violenta e é frequente ouvir um som de quebrar, provocando uma perda súbita da ereção e levando a um posterior hematoma”, esclarece.
Retirado daqui....

Partir a pila deve ser um pouco equivalente a partir a testa, não existem ossos mas deve doer como tudo. E partir a testa dói muito, eu parti a minha à muitos anos.

Fica a informação sobre a fragilidade das pilas.


quinta-feira, agosto 15, 2013

Photo a day August (15)

The best.

Oeste is the best!!!!!!


Photo a day August (14)

Trash

Caixa de Spam do mail!!!!


Photo a day August (13)

Fast

Metro de Lisboa.

Greetings


Oh minha senhora, aqui deste lado do mail está uma mulher. Entendidas???
Até pode nem ser uma mulher com essas bombas mamárias de silicone, mas é muito mulher!!
Como dizem as Brasileiras: "Eu sou muito mulhé!!! 'Viu???

(Olhem-me esta....é com cada ave rara...)

Bonecas

Estão a ver as Barbies e as Cindys que mexem a cintura?
Hoje sinto-me como elas.
Com o pescoço e ombro doridos por um jeito qualquer, a única forma existente de me virar é rodando a cintura. E rodo a cintura para um lado, e depois rodo para o outro.

quarta-feira, agosto 14, 2013

Mil vezes a Gandaia!!!!

Volta Fanny!!!!
Estás perdoada!!!
E a "letra" senhores....a letra....

Mosquitos

Entendo muito bem que as pessoas se sintam incomodadas com os mosquitos no Algarve.
Mas não entendo o porquê de se justificar o uso de um helicóptero Kamov para ir combater os ditos.
Não será mais importante usar o helicóptero noutros casos e locais?
Nos incêndios?

terça-feira, agosto 13, 2013

Nacional

O que é nacional é bom!!!!
Grande "perfomance"!!!!!

Lema

I ain't happy but, I'm feeling glad
I got sunshine, in a bag
I'm useless, but not for long
The future is coming on

Este verso deve ser o nosso lema do dia, todos os dias.

(Um dos melhores projectos musicais "alternativos" que eu já vi. Caramba, muito bem conseguido!!!! E custa-me a acreditar que exista alguém não saiba cantarolar este verso, e que não se tenha abanado ao som do Clint Eastwood).

 

segunda-feira, agosto 12, 2013

Photo a day August (12)

Macro


Photo a day August (11)

I love doing this.

Tirar fotografias.


Photo a day August (10)

Beverage.

Adoro beber uma cerveja no Verão.
Ou duas, ou três...ou imperiais...


Fez-se justiça

Bem sei que quando comparada com o mal que fez, 24 anos de prisão não são nada (a pena máxima de prisão são 25 anos).
Mas aqui, ao fim e ao cabo foi feita justiça, mesmo tendo havido uma qualquer atenuante que não lhe terá dado a pena máxima (estou inclinada para a depressão como atenuante).

Contudo, a justiça foi feita e de forma bastante rápida para o que é comum no nosso país.
Quanto ao resto, mesmo que em isolamento, já se sabe como são tratados os assassinos de crianças na prisão. E essa será de facto outra forma de justiça...quem sabe um misto de justiça divina, com a popular.


domingo, agosto 11, 2013

Right....


Façam de clicar aqui  e de ler o respectivo post até ao fim.

Este relata tão somente uma realidade que a nós parece impossível, uma utopia. O facto, e aqui já reza a história, é que em alturas de crise, e de convulsão social, os partidos extremistas tendem não só a aparecer como a cimentar posições. Depois surgem senhores que nos incutam uma "democracia" nova, com "novos" hábitos, que contudo não são assim tão novos.

Os movimentos extremistas continuam a existir, e nos tempos que correm, tendem a evoluir. A semente ficou, amadureceu e muito provavelmente sabe-se adaptar bem a forma de ser e de estar que tem tanto de moderno, como de princípios e filosofias antigas.

O nosso mal, e o mal de muitos é o estarmos completamente alheados da situação política de países Europeus que não pertencem à UE.

E sim, a situação política de países Europeus fora da UE deve ser mais conhecida e divulgada, por todos e para todos. 
Afinal é nas alturas de crises económicas, e de convulsões sociais que este tipo de "movimentos" começa a ascender e a ser "ouvido", por aqueles que se encontram desacreditados de um sistema actual. É a época em que as populações mais sensíveis, e logo mais susceptíveis de ouvir e se identificar com discursos e ideologias mais inflamados. Foram em alturas semelhantes em que surgiram no século passado todos aqueles lideres que "conhecemos", e é em alturas destas que tendem a aparecer e a ganhar espaço potenciais seguidores e/ou substitutos.
Principalmente situações políticas como a austríaca e outras onde a extrema direita está a ganhar poder de forma substancial.

Abram os olhos, não se deixem dormir.

quinta-feira, agosto 08, 2013

Photo a day August (8)

Peek-a-boo

Gato a trepar a árvore.


Estamos à beira da loucura nacional ou quê?????


Ferramentas

"Eu gosto de ter uma ferramenta boa porque facilita o trabalho."

Pois está claro que sim. Ferramentas más não facilitam trabalho nenhum, só o empatam e dificultam. Ao mesmo tempo que não se vê ninguém a queixar-se de ter uma boa ferramenta para trabalhar, queixa-se muito boa gente quando a ferramenta não está bem oleada, está enferrujada.
É caso para dizer que com uma boa ferramenta por dia nem se sabe o bem que ele corria.

(Frase dita por um senhor na SIC há alguns minutos atrás).

Insolação

Sabemos que vivemos num país onde querem que sejamos considerados estúpidos e acéfalos, quando um governo na ânsia de se safar afirma que um canal de tv forjou um documento....
Poupem-me....e já agora saiam do solinho, e das locais que frequentam em férias e façam-se à vida porque há um país para tratar!!!
(Ou pelo menos venham aparentar que se esforçam, porque isto de um governo estar a banhos, com cegadas atrás de cegadas não abona nada em seu favor).


Photo a day August (7)

A sign.

Warning sign, dos coldplay. Uma das minhas músicas preferidas, de um dos cd's preferidos e da minha banda de eleição.


Provedores

Não sendo fã dos programas da manhã, admito contudo que gosto de ver a Querida Júlia (apesar de por vezes arriscar-me a perfurar os tímpanos), e os vários comentadores que para mim abordam bem os vários temas do nosso dia-a-dia. Gosto particularmente de ouvir os "Provedores" Helena Sacadura Cabral e Mário Zambujal. E ontem, admito que gostei bastante de ver a forma como comentaram as frases e palavras polémicas dos últimos meses: a começar pelas declarações de Cristina Espírito Santo passando pelo irrevogável de Paulo Portas ( É de ver a forma como Helena Sacadura Cabral aborda a situação, conseguindo abordar "a coisa" de forma leve e algo distante, mas admitindo que sim, que foi uma saída infeliz.), e terminando na maneira como ambos abordaram o já histórico "Ai aguenta aguenta" de Fernando Ulrich.
E portanto, para mim, os provedores podem continuar a "provedar" não só as frases polémicas, bem como os diversos casos, porque fazem-no de uma forma "acessível" a todos.
E fica o vídeo, que explica bem o que tenho dito acima.



quarta-feira, agosto 07, 2013

Sacanagem

E se eu gosto de uma boa música brejeira, admito que a bela de uma música com uma letra a dar mais implícita ou explicitamente para o sacana, é coisa para fazer cantar até me fartar (mas em casa....)
E nesta coisa da sacanagem e da sacanice não há como os Brasileiros.
Eu confesso-me "cantadora" do "Assim você mata o Papai".
É impossível não ficar no ouvido!!!!


Photo a day August (6)

This mean a lot to me

Chama-se Swift, é uma raposa e está comigo há coisa de 30 anos.
O porquê do nome, está aqui.


terça-feira, agosto 06, 2013

É por estas e outras

É por estas e outras, que quase idolatro Lionel Messi e o Barcelona.
É por estas e outras, que isto é estar ao serviço dos fãs e das pessoas, ser-se uma estrela, para muitos um Deus, mas ter a capacidade de dar de forma espontânea, sem receber nada de "substancial" em troca.

É por estas e outras que gosto de outsiders como o Messi e de clubes anti-heróis como o Barça.

E porque o saber não ocupa lugar

Sou uma pessoa relativamente convicta de ideias. Tenho contudo a abertura de espírito suficiente para ouvir e até aceitar outras ideias, pensamentos e opiniões.

E aqui, no campo do livre pensamento, de ideias e de convicções, é importante que se saiba abrir a nossa convicção a outras opiniões e linhas de pensamentos.

O saber não ocupa lugar, e por isso mesmo saber ouvir, respeitar e aprender é uma mais-valia: para nós e para os outros.

("A mente que se abre a uma nova ideia, jamais voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein)
 

Potencial heresia (repost)

Ao ler este texto, volto-me a aperceber, que Tu Deus, és um verdadeiro sacana, quase (ou mesmo) egoísta. Pões e dispões das nossas vidas, do que somos, do que temos, do que amamos, do que nos faz falta, do que necessitamos. Por muito que nos dês, tiras muito de nós. Tiras tanto e por vezes com uma rapidez tal que não temos tempo de assimilar o porquê. Consegues tanto e de maneira tão brusca, que nos arranca o coração, que nos deixa divididos, partidos em fragmentos que muito dificilmente se voltam a juntar. Deus, tu partes-nos, com esse "agora dou, até dou tudo, mas depois levo o que dei e mais alguma coisa".Deus, Tu és um real sacana, um egoísta com esse hábito de quereres tudo para Ti, de levares o melhor está connosco, e que há de nós, sem hesitações. Verdade verdadinha, o comum mortal não passa de um mero brinquedo para Ti, ora brincas até à exaustão, ora Te cansas do brinquedo e logo pedes um novo. Mas nem sequer pedes, levas e pronto, porque para Ti tudo é adquirido. É como nos supermercados: chegar e levar. A diferença é que não pagas. Pagamos nós por ti.     


No dia em que me explicarem tendo por base a+b= c a existência de Deus eu passarei a acreditar n'Ele e na sua existência como entidade superior, que manda e decide por nós.
Até lá, eu não acredito em Deus, ou em Jesus como mostram à sociedade, como nos querem fazer adquirir. 
Não acredito, não consigo acreditar que tudo o de bom e de mau que vejo neste mundo, seja Deus e Jesus a colocarem-nos à prova. Porque se isto é verdade, Deus e Jesus conseguem ser uns sádicos do caraças. Uns sádicos para mim e para muitos de vós, de nós. E isto a ser verdade, Deus apenas se limita a brincar connosco, somos uns joguetes nas suas mãos, uns bonecos. 


segunda-feira, agosto 05, 2013

Brejeirices

Admito que adoro músicas brejeiras. Confesso que me parto a rir com elas e sim sei cantar umas quantas. E é por saber o sacana que está lá mais ou menos implícito e explicito que me faz ouvir e cantarolar. E que se acuse quem nunca cantou o "Bicho" do Iran Costa, a "Garagem da Vizinha" do (grande) Quim Barreiros, o "Levo no pacote" da Rosinha.
E desculpem que vos diga, mas impossível não ficar a cantarolar o Pito da Maria



Photo a day August (5)

Early

Nascer do sol no Alentejo....


Photo a day August (4)

Fresh

Mouchão. Se forem a tomar não percam a oportunidade de provarem.


sábado, agosto 03, 2013

Photo a day August (3)

Skyline


Photo a day August (2)

Incomplete

Uma carapaça partida.

sexta-feira, agosto 02, 2013

Um dia

Um dia, hei-de entender o porquê das pessoas gostarem dos seus próprios "posts", fotos, publicações e ligações....
Eu parto do princípio de que se alguém publica ou escreve algo no facebook é porque à partida gosta do que está a publicar, ou estarei enganada???

Por cada vez que vejo que pessoa X ou Y gosta de algo que ela mesma publicou ou comentou, fico sempre a pensar na espécie de pancada que andará naquele lado....ou baixa auto-estima, ou necessidade de atenção, ou urgência em ser vista, notada.


Bom de ouvir

Expensive Soul - Cupido.
Esta malta nunca me desilude em termos musicais: musica fresca, leve e boa de ouvir!!
Primeiro vem o faz, o pois, o sempre a dois
E o vivo só para ti
Agora quando vais, elevas tudo mais
Culpas-me sempre a mim

Photo a day August (1)

Something beginning with N
Nariz

quinta-feira, agosto 01, 2013

Photo a day August


Silly Season à Portuguesa

“Note-se que, com álcool, o trabalhador pode esquecer as agruras da vida e empenhar-se muito mais a lançar frigoríficos sobre camiões, e por isso, na alegria da imensa diversidade da vida, o público servido até pode achar que aquele trabalhador alegre é muito produtivo e um excelente e rápido removedor de electrodomésticos.”
Retirado daqui.
E começou a silly season Portuguesa.

A saúde aqui nos meus lados

A extensão de saúde aqui da terra abre três "tardes" por semana. Nessas três "tardes" (2 horas e meia, mais coisa menos coisa), são atendidas 10 pessoas cujas consultas já foram marcadas e remarcadas, (não temos médico de família, mas médicos de reforço que não podem fazer muito mais do que marcar exames e passar receitas), e são marcadas três consultas abertas. Ou seja, não se "marca o lugar"de madrugada, mas a partir das 9 horas já estão as vagas muito provavelmente preenchidas). 
Imagem retirada do site aventar.eu

Daqui facilmente se deduz que a pessoa chega à extensão de saúde e tem que dar meia volta e safar-se. Basicamente, em Agosto vamos ter apenas médicos durante duas tardes, porque não colocaram aqui nenhum médico para substituir os que estão de férias.

E o SAP???? O SAP (serviço de atendimento permanente), funciona apenas das 20h às 8h, ou seja é semi-permanente, o que faz com que por muitas vezes as pessoas tenham que ir às urgências sem que esta seja uma urgência "urgente". Conclusão, acredito e sei que muitas vezes acabamos por usar um SUB (serviço básico de urgência de forma indevida), mas qual é a alternativa que na prática existe num Concelho que nesta altura do ano tem sensivelmente quase o dobro da população??

Portanto...eu não vou na história de que o Ministro da Saúde tem feito um bom trabalho e uma boa gestão, porque nós no Oeste temos sido estupidamente prejudicados na saúde.
E com esta, vou ali entupir uma urgência, não porque me apeteça, mas porque não tenho nem a minha extensão de saúde aberta e nem um SAP como deve ser. 

PS: e como acredito que não sou a única a queixar-me da "gestão" da saúde e do sns, sugiro a leitura desta página
 

© Brainstorming
Maira Gall