terça-feira, dezembro 14, 2010

Coisas dos internamentos

O que reter destes internamentos:
  • Que dou o meu máximo para continuar a ir lá a visitar alguém,
  • Que tenho que me saber rir da minha própria desgraça e levar a coisa de ânimo minimamente leve,
  • Que não verto uma lágrima até entrar no elevador,
  • Que entro de cabeça erguida, e que saio de lá da mesma forma,
  • Que tenho que sorrir sempre.
O que me aconteceu nestes internamentos:
  • Uma miúda quis-me comprar uns óculos de sol,
  • já discuti com familiares de outros doentes por darem sumos à minha mãe,
  • Já me chamaram de Doutora,
  • Uma velhota bateu à minha mãe e a minha mãe deu troco,
  • Já disseram que a minha mãe tinha roubado um telemóvel (malditos nokias que são sempre iguais),
  • Já me quiseram ler o futuro.
  • Já vi um curso de maquilhagem,
  • Já tive doentes a ralharem comigo.
E para onde é que eu vou hoje passear???
Ao 4º piso do hospital de Leiria....
Ainda estou em casa e já estou a começar a ficar acelerada. Por mais habituada que esteja, estar calma é muito difícil....

17 comentários

  1. Nem sei o que te diga. Apenas que encares essas visitas ao quarto andar como algo que tem que ser e que seja da melhor forma... Chora que é lavar a alma...
    Força!!!

    ResponderEliminar
  2. Pink: tomaria eu chorar!!!Não tenho conseguido, e quero!!

    ResponderEliminar
  3. Às vezes tbm quero chorar e não consigo, tornamo-nos mais frias com o tempo.

    Eh pah isso é que são aventuras. :s

    ResponderEliminar
  4. sabes, estranhamente, nessas alturas consigo ser, sou um gajo extraordinariamente cerebral e calmo. estranho não é? pois, mas é assim. por exemplo, quando a minha mãe teve o avc o único dos 3 homens da casa que manteve a calma e conseguiu tratar do que necessário fui eu.nem nunca chorei apesar de meu pai o ter feito àminha frente e de meu irmao parecer uma barata tonta, ao ponto de qd ela foi internada ele me perguntar e eu claro ter respondido: agora ficas em casa e dormes que não vens cá(hospital) fazer nada.
    todos os peqenos alomoços, almoços e jantares fui eu que lhos dei no hospital e ainda dava conta da roupa (minha e do meu pai) e da casa com umas limpezas ligeiras e cozinhava. não foi fácil. fui eu que providenciei a fisioterapia para exactamente o dia seguinte a ter alta.recusei colocações como professor para tratar dela.
    não sei qual é o truque para isto.
    lamento a situação em que te encontras.
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Sarita:foram poucas as vezes em que chorei naquele 4o piso,contam-se pelos dedos das mãos.Mostrar calma e ser cerebral como o Sr Professor João disse aqui em cima são essenciais nestas alturas.Põe aventuras nisso!Há uns anos vi uma rapariga com o olhar completamente longe a vir em direcção a mim,e eu a pensar que me ia apertar o pescoço,bater-me,sei lá o que pensei,e veio dar-me dois beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. João verdade seja dita,estou super enervada porque apesar de estar habituada a ir sozinha não é fácil ir a um sítio destes.Com a tua mãe mantiveste o sangue frio e é assim que as coisas têm que ser.Como foste capaz e como eu sou capaz não sei,mas estou desconfiada que a força interior é uma coisa do carcaças.E a atitude que tiveste quando a tua mãe ficou doente só mostra que tens mesmo muita força interior.

    ResponderEliminar
  7. Beijinho-abracinho-miminho maior que o mundo! ;)

    ResponderEliminar
  8. Eu costumo dizer as asneiras todas que sei "para dentro"! Ajuda... :)
    Abração!

    ResponderEliminar
  9. Malena: eu faço exactamente isso.
    Hoje o "hotel" até estava calmo.Só andava por lá uma velhota que estava ao telefone,e como não ouvia bem,dava batia com o auscultador na mesa...mas o material deve ser resistente.

    ResponderEliminar
  10. Ai jesus, não choras?
    Não em preocupes. tens o meu mail e se quiseres podemos falar por telefone, quem sabe com um estranho, consigas "desabar"...

    ResponderEliminar
  11. Inêzita querida... sem palavras, só uma grande beijoca e um grande abraço.

    ResponderEliminar
  12. Sabes o que te digo?
    Não aproveitaste quando te quiseram ler o futuro :)

    Agora mais a sério... Tens que ser forte e manter a calma...
    Não é facil!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Pink: é mau isto,muito mau.No sábado ainda consegui chorar um bocadito e desfazer um pouco o nó que tinha aqui dentro.
    Obrigada és uma querida.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall