segunda-feira, janeiro 10, 2011

Tinha que falar disto

A morte do Carlos Castro foi uma coisa hedionda.Ninguém mesmo ninguém merece esta morte.Quanto ao miúdo custa-me ver uma família despedaçada com o que aconteceu.E não,não acredito na história de que o miúdo terá sido enganado,nada disso.É mais que sabido que muitos dos nossos "famosos"o são à conta da pessoa que era o Carlos Castro.E por amor da santa se ele não estava bem no hotel ou com ele,o remédio que tinha era vir embora,não fazer o que fez.Uma coisa que me assusta foi eu hoje estar de manhã no café e ouvir alguém dizer "menos um paneleiro"e ver comentários na meu desse tipo.Ainda dizem que não somos preconceitosos?Está o resultado à vista.

14 comentários

  1. Maria para mim, fugindo à parte criminal que tendo ocorrido como é descrito (e isto é uma parte importante, porque os meios de comunicação são muito "frágeis") é horrendo; há uma parte que me faz sentir "portuguesinho". Uma morte de um famoso com ingredientes como um velho que poderá ser homossexual famososo que tem um miúdo num hotel que deseja ser famoso e que acaba morto com laivos de vingança e estropiamento é de filme, mas podia ser no nosso país. Nem nisto somos "bons", eu sei que o charme noticioso disto acontecer numa pensão em Santa Marta de Penaguião é outro, mas ir a Nova Iorque....

    Analisando tudo, o que mais me enoja, para além de um crime que foi cometido e que deverá ser investigado, e alguém ser acusado, é o facto do filme que se faz nas notícias. Na sic um "jornalista" já apresentou "tudo", falando das táticas de defesa, acusação, recursos, pena, etc... Depois temos as entrevistas aos conterrâneos que dizem que não acham que o miúdo fosse capaz de tal coisa. Quando falaram do Carlos Castro só referiam que ele é cronista, mas o mais importante na vida dele deveria ser a parte de agenciamento e produção de espetáculos, especialmente os que envolviam travestis, que pelo que sei eram feitos com profissionalismo e "atenção ao detalhe" que por vezes nem o La Féria tem.
    Resumindo, só jornalismo de merda. Cada vez vejo mais o país regiões, noticias e blogs online, e noticiários estrangeiros.

    ResponderEliminar
  2. Realmente, é preciso estar doido, para fazer uma coisa daquelas... Com um saca-rolhas, porra!

    ResponderEliminar
  3. O que eu gosto mesmo é dos comentários às notícias. Gentinha inqualificável!
    Já a questão de o "miúdo" simplesmente vir embora, depende. Teria dinheiro para a viagem ou até nisso estaria dependente do outro? Mas isso é história para a polícia desvendar, não nós.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Ricardo.Concordo plenamente com o que dizes.Isto tem contornos de filme.E não venham dizer que o miúdo não sabia ao que ia,porque toda a gente sabe que o Carlos Castro era um trampolim para a fama,até a própria Maya disse isso hoje de manhã.E sim ele teve um papel muito importante na sociedade,assumiu desde sempre a sua homossexualidade coisa que poucos fazem.
    E para mim não há justificativa para este acto,não há.O miúdo tinha um ser muito mau dentro dele que veio ao de cima ao cometer esta atrocidade.

    ResponderEliminar
  5. Sarita: essa do saca-rolhas não conheço pormenores.Conta conta.
    A nossa cabeça é uma coisa do caraças, mas o miúdo tinha um monstro ali escondido,e não adiantam as conversas do era amigo e sossegado e calado e simpático e tal.Todos os seres maus têm estas características quando estas coisas acontecem.

    ResponderEliminar
  6. Tulipa:nada justifica isto.Se lhe estivessem a fazer mal,a sodomizar a violar, seja lá o que for, a atitude a tomar era ir à polícia se não pudesse voltar.Não matar.Fizesse alguma coisa.Uma pessoa foi morta,outra ficou com a vida arruinada.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Inês, não me viste dizer que alguma coisa justificava o que aconteceu. Claro que não. Apenas digo que ninguém sabe o que se passou a não ser quem estava no quarto (ou seja, o morto e o assassino). E digo ainda que ninguém sabe aquilo que é capaz de fazer até passar pelas situações. Não estou a desculpar ninguém, mas procuro também não julgar ninguém sem conhecer todos os factos. Claro que neste caso desconfio que nunca vamos saber exactamente o que se passou...

    ResponderEliminar
  8. Menos um ser humano, que daria a sua contribuição para o nosso mundo. Ninguém merece mortes destas...
    que descanse em paz e com aquele seu sorriso.

    ResponderEliminar
  9. O que dizer perante os factos apresentados? Que se faça justiça! Porque a vida que foi retirada já não volta...

    ResponderEliminar
  10. Ser mutilado na pilinha deve doer. Coitado do homem!
    É triste realmente, mas ainda existem pessoas capazes de cometer este tipo de atrocidades.

    ResponderEliminar
  11. Tulipa: a verdade nunca a vamos saber.Mas passei agora pelo teu estaminé e aquele post que tu fizeste sobre os comentários de pessoas que comentas as notícias deixou-me completamente enojada.Isso é muito mau.

    ResponderEliminar
  12. Essência da perna boa: subscrevo.Seja feita a justiça.

    ResponderEliminar
  13. Denise: às vezes penso que a nossa mente é uma coisa...

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall