sábado, março 12, 2011

Parabéns

Neste dia, esqueci-me de dar os parabéns ao nosso PM, pelas novas medidas de austeridade:
E parabéns pela forma como as apresentou.
E parabéns por ter sido dado mais um passo em direcção ao abismo, e espero que seja o último.
"Estávamos à beira do abismo, felizmente demos um passo em frente".


27 comentários

  1. Ilumina-se, já não estamos no abismo, assim... há bués?

    ResponderEliminar
  2. As ideias dele, não são mesmo dele, são da amiga MERKEL. Dois detalhes, é preciso coragem para ser PM neste país, e neste tempo da "crise" (ainda queria saber que crise é esta, sempre estivemos em crise...) ainda pior porque é preciso medidas pouco "populares". Neste ponto dou os parabéns ao Socras que não faz como o Guterres que ia dando borlas até o buraco já não ter fundo. Quanto às medidas, estas não seriam as minhas, apostava noutra lógica de emagrecimento de gastos e corte quase total no investimento, passando a ser controlado por um grupo de trabalho encarregue de decidir investimentos acima de um patamar (5 milhões, por exemplo) para TODOS os organismos estatais, e criar utilidade para os GOvernos-Civis, fazendo-os controlar os investimentos "avulsos" dos municípios que por serem "pequenos" ninguém se apercebe que 150 ou 200 mil euros torrados em cada municípios com obras ridículas ou danosas (como as rotundas, equipamentos desportivos para clubes, patrocínios a coisas parvas...).
    Tenho ideia que só estre controlo, se fosse sério, já poupava largos milhões, só nas Caldas da Rainha (a capital das rotundas, não é Inês?) se cada rotunda custou 5000€ já dava para construir um estádio ;)

    ResponderEliminar
  3. Pink: estamos na merda do abismo há pelo menos 10 anos. Este governo com estas maravilhosas medidas é o culminar.
    Foda-se eu não quero ser vendida à Alemanha!!!

    ResponderEliminar
  4. Oh Ricardo: vou ser curta e grossa.
    Porque é que este filho da mãe não tomou medidas anti-crise desde o início??
    Porque é que não corta a merda da despesa que o Estado faz?
    O problema está na porcaria de um estado despesista que o quer continuar a ser, e quem paga somos nós.
    Se havia dúvidas hoje ficaram esclarecidas com a Manif e plenário da FENPROF. A isto juntas a paragem das transportadores a partir da meia-noite de amanhã!!
    Isto é o abismo!Muito sinceramente eu quero que este governo caia, e já não falta muito.

    ResponderEliminar
  5. epá, o problema das manif´s e serem acéfalas ou corporativistas. Tens o pessoal que vai para as manif, e ás vezes nem sabe de que manif se trata. E tens os prof´s e os camionista, que estavam era habituados a viver que nem lords, e olha que sei do que falo, que agora vêm que o que apresentavam de IRS era uma "realidade" que não conheciam.
    Concordo que muitas medidas tinham de vir mais cedo, MUITO mais cedo. Mas num país que prefere ser de DR. com licenciaturas da gaita, ter uma moradia de 5 assoalhadas (sem mobília e com tudo o que é comida da marca do continente) um BMW X5 (com as prestações em atraso, ou comprado na alemanha numa sucata) e com o IPHONE (ou IPHODASS), mas que apresentam IRS para ter subsidios sociais merece este destino. Para isto andar para a frente o "truque" não é poupar, era ter uma PIDE Fiscal à caça dos espertos.

    ResponderEliminar
  6. Ricardo: era uma PIDE sim senhora, a fiscalizar tudo e todos, e a começar pelos que lá estão em cima!!
    A começar pelo Estado e suas instituições.
    Mas não....Alemanha manda e nós obedecemos...
    Amanhã acordamos e somos o quê???Alemães??

    ResponderEliminar
  7. Ricardo: perfeito perfeito é dissertares ao teu jeito no estaminé.
    Vai sair coisa boa!!!
    Vá vai escrever!!

    ResponderEliminar
  8. epá, ICH BIN EIN BERLINER não me soa mal. O problema vem lá de cima e de baixo, a diferença é que eu sou um recepcionista mal pago porque "aceitei" ser recepcionista mal pago, o PS, PSD, BE, PP, PCP, etc... estão lá porque foram ELEITOS. Qual a lógica de cair o governo se é para depois ir o Passos (de) Coelho? "nunca" reparas-te que isto vive ciclos, em que é 2 mandatos para o PS e depois 2 para o PSD, e o próximo é que vai ser honesto. Estamos como estamos por culpa do socrates, ou por culpa de todos os que tivémos?
    Só-ares, Fretes do Amaral, Acabado Silva, Toninho Guterres, Furão Burroso, Santana Flopes, uma valente pandilha. Mas colocar o Prof Martelo (que comenta muito, mas sabe que fora dali não vale nada), ou outro político novo (como disse o cavaco, esse dinossauro, sobre a importância dos jovens no seu discurso bafiento) é areia para os olhos do "povinho".
    Ou escolhemos alguém verdadeiramente VÁLIDO, ou para isso prefiro como nos states, em que o governador da califórnia é austríaco, fala mal inglês, e foi actor!

    ResponderEliminar
  9. Oh Ricardo se não aceitasses ser um recepcionista mal pago como eu aceitei o que estávamos a fazer agora??
    Somos precários, infelizmente a verdade é essa. E como nós existem muitos.Mas não me venham com as tretas dos INOV'S e afins...

    ResponderEliminar
  10. Epá os INOV´s é "brincadeirinha", a ideia das novas oportunidades e dos estágios é ... como sair à noite com uma "gaja boa" e ter de levar com um amigo/a dela também; já sabemos que temos de levar com o empata-FOxxx. São pequenas medidas que fazem com que não estejas no desemprego, nem na vida activa, mas que estejas a trabalhar de forma barata e a garantir que as empresas poupem largos milhões. Tu que também estagias-te no ensino superior bem sabes que há locais que andam "movidos" a estagiários, que servem para tudo, e que vão sendo "renovados" com novas fornadas. Isto não é formar jovens, é "Senhorialismo empresarial", faz lembrar a idade média com o donos das terras a "deixarem" que uses a terra desde que lhe dÊs tudo, e fiques só com 1 pequena parte que garanta uma refeiçãozita por dia (ou dia sim / dia não)

    ResponderEliminar
  11. olha a música é demasiado "anarca", mas o espírito é o correcto: http://youtu.be/pfKPgftyGw4

    Música revolucionária!

    Agora, da minha parte, e tu que me conheces, sou "reaccionário" no sentido de REAGIR, como é "óbvio", mas vou mais numa de (R)evolução chillout...

    ResponderEliminar
  12. só por causa das "coisas" toma lá uma musiqueta:
    http://www.youtube.com/watch?v=rfrrUvGNreA

    ResponderEliminar
  13. Pergunta prática: porque tem 17 motoristas?
    Está tudo dito.
    Fodas, que pegou num país de merda, isso sabemos, mas que proteja quem precisa. Merda para os luxos, não sabe conduzir?

    ResponderEliminar
  14. Pink, aí está algo prático! o Estado não é gastador é .... como a máquina de lavar com centrifugação... é só dinheiro a girar!
    queres um exemplo "engraçado" do estado, nos militares, como não podem ter "funcionários externos", temos casos de militares que são barbeiros, por exemplo, mas que ganham ordenado de militares de carreira. Ser barbeiro e ganhar 900 ou 1000 euritos, não fazer nada, e só trabalhar quando aparece alguém é uma maravilha!

    ResponderEliminar
  15. Ricardo: a primeira música é uma revolução autêntica, a segunda música é brutal!!!

    ResponderEliminar
  16. Pink: os tachos são sempre bons. E ser um boy de um partido é um futuro assegurado.

    ResponderEliminar
  17. Ok, mas 17?
    Começava já por aí?
    Não tenho a apontar ao PM a crise, isto vem de outros tempos, cada um tapa os buracos como pode, o mais rídiculo foi Guterres, o mais esperto foi Barroso (o meu inglês é melhor que o dele) mas isto vai melhorar e eu não posso pensar no pior. sou formada em Sociologia e ninguém se lembra das consequências sociais. Exemplo prático: um jantar de amigos: tu não vais: não tens dinheiro, mais um e não vais, deixas de ter televisão e pimba! isolado, do isolado ao suicidio vai um pequeno passo. isto sendo drástica mas mais realista do que até eu possa imaginar.

    ResponderEliminar
  18. Sim, a parte social é "lixada", e então nos meios das "aparências" é o suicídio social. Agora uma coisa é interessantes no estado do país, o socras até teve algumas medidas interessantes e que concordo, nas energias, educação focada nas tecnologias, "alfabetização informática", e outras mais. Mas acho que está na genética do país os dirigentes terem as pernas compridas e para tapar a cara do frio, destapam os pés.
    O nosso "grande" mal é nunca termos tido destruição no país desde 1755, pode parecer mau, mas vejam as grandes nações e todas elas passaram mal nas guerras mundiais, quando acabaram reconstruiram tudo e modernizaram. O nosso país está assente em estruturas (edifícios, plantas das cidades, etc...) velhas que vão sendo adaptadas e modernizadas, mas que nunca serão as ideais. Vejam o caso de Lisboa, com o terramoto foi preciso reconstruir, e ficou maravilhoso, na época era revolucionário a planta e a orientação da zona da baixa. Nos nossos dias, é engraçado saber que é possível um autocarro ir "normalmente" e de repente cair num buraco, e ir ter às ruínas romanas que estão submersas.

    ResponderEliminar
  19. Eh pá, tu de prático não tens nada!

    ResponderEliminar
  20. Pink, epá... não sou prático, é verdade! Mas uma pessoa que nasceu na cidade da Santa Iria (que bebeu um chá e ficou grávida) e crescido na Capital dos Fenómenos, nunca poderia ser algo simples. ;)

    ResponderEliminar
  21. Como disse a Pink, já estamos no abismo há mais de 10 anos...
    O problema é que muitos só se aperceberam acerca de um ou dois anos, porque o pm veio por pedra mármore numa campa que já la tem um país enterrado.

    ResponderEliminar
  22. De facto... Precisava ele de se atirar do abismo como muitos portugueses fazem!

    Ah! E tem uma excelente semana :D

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  23. Oh gente: ele bem que podia vir contemplar os belíssimos abismos que existem nos meus lados...é que são lindos.

    ResponderEliminar
  24. E as falésias no meu Algarve. Ups, desculpe, eu não vi o senhor que se estatelou lá em baixo! A comitiva? eles seguiam os hábitos egipcios: morre o imperador e todos os servos vão atrás...

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall