segunda-feira, março 14, 2011

Regras

Diz a Wikipedia sobre:
Regrasconjunto de leis formais de prescrições e proibições, que expõem os principais requisitos quanto à atitude do indivíduo em uma sociedade.
Livre-arbítrio: é a crença ou doutrina filosófica que defende que a pessoa tem o poder de escolher suas acções.
Anomiaé um estado de falta de objectivos e perda de identidade, provocado pelas intensas transformações ocorrentes no mundo social moderno.
Razãoé a capacidade da mente humana que permite chegar a conclusões a partir de suposições ou premissas. É, entre outros, um dos meios pelo qual os seres racionais propõem razões ou explicações para causa e efeito. A razão é particularmente associada à natureza humana, ao que é único e definidor do ser humano.


A inspiração para este post veio daqui. ontem há noite já estava para escrever, mas não me estava a apetecer.
Felizmente a inspiração passou a noite comigo, e manteve-se o tempo suficiente para a minha pessoa debitar um bocado.
No post da Pink, deixei este comentário: "Isto de seguir as regras do socialmente correcto é muito bonito,mas elas devem ser quebradas".
Ora bem, todos vivemos em sociedade, embora muitas vezes pareça que não, e desde que nascemos são-nos impostas regras, vivemos com essas regras, usamos essas regras consciente ou inconscientemente. É o socialmente correcto e é assim que agimos.
Desde sempre que o homem vive com regras, por exemplo os 10 mandamentos são por si só um conjunto de regras a que devemos obedecer religiosamente.
E no meio de tudo isto onde fica o nosso livre-arbítrio? Se temos a opção de quebrar as regras que nos são impostas, porque razão vivemos sempre agarrados a elas? Porque é que quando as quebramos ficamos por vezes com o pensamento de que iremos ser censurados pela sociedade que ao mesmo tempo que nos impõe as regras, faz com que as quebremos.
Qualquer pessoa já quebrou regras, a verdade é essa, nem que seja ultrapassar o limite de velocidade imposto por lei.


As regras existem para serem cumpridas, mas também existem para serem quebradas.
Senão quebramos as regras e não fazemos uso do nosso livre-arbítrio, o que somos nesta sociedade?
Somos uns espectadores ou uns autómatos?
Se seguimos tudo de acordo com as regras onde é que fica a nossa liberdade? Pois, porque uma das regras que temos em sociedade é os sermos livres e podermos tomar as nossas opções.
E porque não fazê-lo???

8 comentários

  1. Procura a expressão sociológica "anomia" e verás que até os sociólogos defendem essa quebra...
    Beijoca

    ResponderEliminar
  2. É a anomia social.
    Ainda tenho na memória alguma coisa da Sociologia do 12º ano.
    Gracias!!
    Vou acrescentar ao post.

    ResponderEliminar
  3. Essencialmente à nossa volta o que impera é o "politicamente correcto". O resto são tostões!

    Kiss

    ResponderEliminar
  4. Ai tu dormiste com a inspiração? Bem, não é mau mas sempre podias arranjar uma companhia mais jeitosa... :P
    Regras? Quais regras? ;)

    ResponderEliminar
  5. Dormiste comigo? Não podias dormir melhor...

    ResponderEliminar
  6. Essência: é verdade. O problema vem é quando se sai do politicamente correcto.

    ResponderEliminar
  7. Pink: já viste o que fizeste? Dormi contigo no pensamento.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall