segunda-feira, junho 13, 2011

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa e respectivos heterónimos fariam hoje 123 anos. Coisa pouca, um século, mais duas décadas e três anos de vida, de um poeta cuja sanidade e/ou loucura levaram a que este se tornasse intemporal. As suas obras passaram de décadas em décadas, já de séculos em séculos, e permaneceram sempre intemporais.

O vídeo que se encontra abaixo, "roubei-o" com a devida autorização do facebook.




Andam por aqui poemas de Fernando Pessoa. Consigo retratar muitas vezes o meu estado de espírito através dele. Contudo, optei por escolher estes texto do "Livro do Dessassosego".

A Nossa Personalidade Deve Ser Indevassável


"A nossa personalidade deve ser indevassável, mesmo por nós próprios: daí o nosso dever de sonharmos sempre, e incluirmo-nos nos nossos sonhos, para que nos não seja possível ter opiniões a nosso respeito. E especialmente devemos evitar a invasão da nossa personalidade pelos outros. Todo o interesse alheio por nós é uma indelicadez ímpar. O que desloca a vulgar saudação - como está? - de ser uma indesculpável grosseria é o ser ela em geral absolutamente oca e insincera."

2 comentários

  1. Sonhar sim, mas com os pés na terra...

    Beijoquinha, Inês, lembro-me de ti muitas vezes.

    ResponderEliminar
  2. Sarita: sim, devemos manter os pés na terra, mas sonhar faz bem.
    Como disse António Gedeão "o sonho comanda a vida."

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall