About

quinta-feira, novembro 03, 2011

Uma das minhas maiores qualidades e também um dos meus maiores defeitos é a capacidade que tenho de tomar as dores dos outros e as injustiças dos outros como minhas. A minha capacidade de tomar estas dores e estes problemas é muito bonita, é quase de louvar, e afecta-me sempre de forma mais directa ou mais indirecta. Como é que me deixo afectar? Não faço ideia, mas costumo dizer que me toldam os nervos ver as pessoas que estimo e de quem gosto afectadas por algo.
É costume ver-me mais preocupada com os outros do que comigo mesma, dizer muitas vezes que pessoa X ou Y está assim ou assado e custar-me e fazer-me doer a alma não conseguir fazer nada, querer fazer e não poder, ou poder mas não ser suficiente.
Não gosto de injustiças. Ninguém gosta delas, nem de as ver e muito menos de as sofrer.Mas eu trago-as para casa, e dentro do que tenho, quero sempre ajudar e fazer melhor. Acredito que há justiça, e que esta é sempre feita.
Se pudesse faria eu mesma a justiça, seria uma espécie de Robin Hood no século XXI, mas não sou.Mas tomo as dores dos outros como minhas. E acaba por ser muita dor.

You Might Also Like

2 comentários