Modus operandi

sábado, setembro 08, 2012


(...)" Depois de cada pancada, de cada golpe arrasador, reerguemo-nos. Ainda que passemos por um inferno, voltemos a passar, uma e outra vez, e pareça que não fazemos senão passar por um inferno, acabamos por conseguir chegar ao outro lado. Marcados. Praticamente destorçados. Mas sobrevivemos. Depois começamos a refazer-nos. Não voltamos a ser os mesmos, mas refazemo-nos. Porque algo como isto é apenas outra forma de mudarmos. Todos temos de mudar."(...)


Dorothy Koomson - Bons sonhos meu amor  




E é este o nosso Modus operandi....

You Might Also Like

2 comentários