sexta-feira, abril 05, 2013

Banha da cobra ou como enganar quem quer fazer pela vida

Quando somos chamados para uma entrevista de emprego temos sempre o cuidado de procurar informações sobre a empresa que nos chamou.
Tentamos obter informações para não só nos prepararmos, mas também para sabermos ao que vamos.
E foi precisamente o que fiz ontem para me preparar para uma das entrevistas que teria hoje (verbo no passado porque obviamente não irei).
Ora bem, não irei por um motivo deveras simples mas para mim essencial: o facto de não passar ao que vulgarmente chamo de vender banha da cobra.
Muito simplesmente "googlei" a morada, quando vi de imediato o site dos precários inflexíveis com um artigo dobre a "empresa", bem como com diversos comentários de pessoas que tinham ido a "entrevistas", onde eram feitas lavagens ao cérebro.
Confesso que desconfiei logo quando vi as indicações para chegar ao "escritório" (ir de elevador até ao andar tal, e depois subir um vão de escadas).
É importante mencionar que esta "empresa" se situa para os lados de entrecampos, mas que coloca anúncio s em sites como o sapo emprego e empregos online.
O post que encontrei nos precários inflexíveis data de 2011, mas felizmente e infelizmente é um bom alerta para este tipo de situações.
Da minha parte fica o alerta e o link dos precários inflexíveis:
http://www.precariosinflexiveis.org/?p=1673

6 comentários

  1. Fizeste bem em alertar. Vou reproduzir aqui o meu comentário que fiz no teu facebook:

    Olha que "giro". Eu também trabalhei um mês como vendedor de porta a porta numa empresa chamada Publicit Editora há cerca de 25 anos atrás e que, salvo erro, também se situava no 6ºesquerdo da Rua Rodrigues Sampaio nº 30. Na altura também não me pagaram o mês que trabalhei. Mandei-os logo para um certo sítio. E, como na altura até era um rapaz muito rebelde, ameacei colocar uma BOMBA nos escritórios dos filhos da p*t@. Uma coisa nunca vista. Não gosto que me façam de trouxa.

    ResponderEliminar
  2. É cada coisa. Ainda bem que pesquisaste e bem Inêzita.

    ResponderEliminar
  3. Ó minha nossa, li o link e revi-me neste meu post: http://supersonicalife.blogspot.pt/2009/03/jamaisjamaisjamais.html

    Também eu já caí nessa...infelizmente há muitas empresas destas por aí...

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente proliferam este tipo de empresas fraudulentas...!Mas foste cuidadosa e valeu!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall