quarta-feira, agosto 21, 2013

Senso

Todos os anos as reportagens sobre os incêndios têm sempre os populares a falarem que a ajuda não chegou, ou que deixaram arder. Compreendo a aflição das pessoas, mas devia haver um bocadito de senso: bom senso e senso comum. Para começar existem normas a cumprir nestas coisas, depois existem vidas que não se podem pôr em risco, ou pelo menos não se devem (o número de bombeiros feridos e que faleceram, ilustram bem a coisa). 

E depois existe uma acto muito simples, mas muito provavelmente o mais importante de todos: limpeza. Se ninguém limpa as matas e os acessos, como é que esperam que os incêndios sejam mais pequenos, ou em menor número? A limpeza é o maior meio de prevenção que existe contra incêndios.

No dia em que houver o verdadeiro culto de limparem as malditas matas e os acessos, vamos ter um país com menos incêndios, ou com incêndios mais pequenos. Tão simples quanto isso. Limpar e tratar, uma questão de bom-senso e de senso comum, que poupa meios, pessoas e vidas.


2 comentários

  1. Senso, bom senso, senso comum e racionalidade suficiente para punir os criminosos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, punição mais severa é muito importante. Mas com o perfil que fizeram devem ser sempre dados como inimputáveis.

      Eliminar

© Brainstorming
Maira Gall