sexta-feira, novembro 01, 2013

A tradição já não é o que era

De todos os feriados que foram "eliminados" por este "governo", este era o que tinha uma maior tradição.
Enquanto que no 5 de Outubro (por exemplo), a "tradição" era aproveitar o feriado como um dia de folga, já no dia 1 de Novembro, dia de Todos os Santos, as pessoas tinham o hábito de aproveitarem o dia e por tradição irem ao cemitério limparem e zelarem pelas campas dos seus ente queridos.

Era também tradição, por ser feriado e por ser um costume muito mais velho que nós, as crianças irem ao "Pão por Deus". Irem de casa em casa, com um saco do pão e apregoar "Pão por Deus, Pão por Deus". Virem de cada porta com doces, salgados, fruta.

É assim que me lembro do feriado do dia de Todos os Santos: eu a pedir o Pão por Deus, a minha família a ir zelar pelas campas dos seus ente queridos.

Mas como a tradição já não é o que era, nada mais simples do que acabar como feriado mais tradicional que tínhamos. E assim, dá-se um pontapé nessa coisa do tradicional, porque bem vistas as coisas o que interessa mesmo é terminar-se com a tradição, como se nada fosse.




4 comentários

  1. Concordo em absoluto com o que diz! Afinal de contas, este dia era um dia de visita à "família" e "amigos" que guardamos na nossa memória!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era o feriado mais tradicional....

      Eliminar
  2. Não conhecia a tradição do "Pão por Deus" se não fosse por aquilo que pessoas como tu e a mmm's contam. É triste sim, mas porque não "habituar" os putos a fazer isso a um sábado ou a um domingo?

    Concordo com o corte de feriados e pontes Inês, o portuga tem "preguiçoso" escrito no ADN...se alguém poder fazer por ele...a nivel administrativo é o caus.

    jinhoooosssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu concordo com o corte dos feriados. Temos muitos feriados que podiam ser apenas dedicados a....
      Mas custa-me ver este feriado eliminado, por causa de toda a tradição que existe em volta dele.

      Eliminar

© Brainstorming
Maira Gall