Bipolar

segunda-feira, maio 17, 2010

A minha mãe é portadora de uma doença mental: é doente bipolar. Não sei se os que visitam e os que lêem este blogue conhecem a doença ou não. Julgo que muitas pessoas desconhecem esta doença, mas eu passo a explicar.
Um bipolar é um doente que alterna crises de mania com crises de depressão, com maior ou menor intensidade, com mais ou menos duração, estando estes ciclos dependentes de por exemplo das estações do ano, de um qualquer acontecimento, de uma propensão maior para ser mentalmente instável digamos assim.As crises de mania identificam-se por uma maior irritabilidade, mil pensamentos por hora, querer fazer mil coisas ao mesmo tempo, gastos exagerados em coisas inúteis, uma atitude exagerada perante a vida e o que a rodeia, até algum desprezo e sentimento de superioridade perante os outros. A alguns destes sintomas juntam-se os episódios psicóticos que já presenciei. Uma crise depressiva é precisamente uma depressão que em casos mais graves pode levar ao suicídio.
No caso da minha mãe a bipolaridade dela terá sido diagnosticada por volta do ano 2002, mas julgo que antes já ela o era, mas falo de uma época em que uma depressão era um esgotamento nervoso e sucessivamente. Basicamente vivo com uma doente bipolar desde que me lembro,ou seja sempre me lembro de conviver com  uma mãe mentalmente instável e de a ter visitado vezes sem conta em alas psiquiátricas.
A doença bipolar não é curável, mas pode contudo ser controlada. Para isso existem os chamados estabilizadores de humor, que ajudam a que o doente estabilize. Junto com esses medicamentos é dado um anti-depressivo caso a crise seja depressiva ou um ansiolítico se a crise é de mania. No caso da minha mãe ela toma todos um ansiolítico, duas qualidades de anti-depressivos, um medicamento para evitar episódios psicóticos, entre outros.
A doença bipolar para além de ser uma doença mental é também uma doença degenerativa. Isto significa que esta doença faz com que o nosso cérebro tenha um envelhecimento precoce das células. No caso da minha mãe, que tem 53 anos ela já se encontra num estado de demência ou de pré-demência, estando actualmente como utente num Centro de Dia, onde julga que está como voluntária.
Esta demência precoce deve-se em muito à má medicação que ela tomou. Má medicação na medida em que a minha mãe muitas vezes se auto-medicou fazendo misturas de medicamentos que foram um autêntico cocktail molotov.
Outro factor importante que muitas vezes é desacreditado é que estes doentes (bipolares e não só), tendem muitas vezes a aproveitarem-se da sua doença para vá terem o mundo a seus pés. No caso da minha mãe, ela usou bastantes vezes a doença como um factor de chantagem para com os que lhes eram mais próximos. Um exemplo é o "eu sou doente. Ou me dão o que eu quero ou mato-me". Neste aproveitar da doença a minha mãe ajudou em muito à destruição do casamento, bem como fez com que muitas pessoas a vissem como uma coitadinha e como mal tratada pela família e por mim em especial.

Um site que explica esta doença é o da Associação de Doentes Depressivos e Bipolares:


Um filme que elucida esta doença é o Mr Jones com Richard Gere como protagonista.
Para os que não conhecem eu deixo aqui a música principal do filme.

You Might Also Like

1 comentários