Humpty Dumpty

quarta-feira, março 23, 2011

"Humpty Dumpty sat on a wall,
Humpty Dumpty had a great fall.
All the king's horses and all the king's men
Couldn't put Humpty together again."
E quem são os culpados de hoje ficarmos sem (des)governo?
A resposta é simples. Todos são culpados. É culpado quem julga que governava sem dar concessões apesar de não ter maioria absoluta, é culpada toda oposição por se limitar a criticar a alimentar egos e a não apresentar soluções práticas. São culpados todos aqueles que desde estas últimas eleições adoptaram a técnica do "crise qual crise??Aqui não há crise nenhuma".
São culpados todos aqueles que não se sentaram e negociaram em condições para nos tirarem desta situação.
São culpados todos aqueles que ao dizerem que não concordavam, não apresentavam soluções viáveis, mas apresentavam críticas e mais críticas nos seus belos assentos.
É culpado aquele que deixou o (des)governo fazer o que bem quis.
É culpado aquele que nos faz dar a nossa pela, quando o aparelho central do Estado não dá nada.
São culpados todos aqueles que estiveram a governar este país, que para tapar um buraco abriam outro. O problema é que já está tudo esburacado e não há nada que possa tapar o buraco.
Que isto vai cair, ninguém tem dúvidas.
Quando houver eleições eu quero ver quem é que vai apresentar soluções diferentes para a situação, porque se for mais do mesmo (mais Iva, menos descontos para o IRS, reformas e ordenados congelados, tirando as ajudas de custos e afins que muitos têm), mais vale estender de uma vez por todas a passadeira vermelha ao FMI e afins, porque não há volta a dar.
Caramba....até na porcaria do défice de 2010 mentiram.
Sempre existiram governos melhores e governos piores, mas este para mim ultrapassa tudo o que é mau, quando ouço e leio coisa como esta:
"O défice orçamental de 2010 está em risco de ser corrigido, ultrapassando claramente o valor inferior a 7% que tem sido adiantado pelo Governo, e furando a meta prometida ao país, à Comissão Europeia e aos mercados de dívida.(..) Afinal, o défice do ano passado - o primeiro do longo caminho de consolidação orçamental a que a economia portuguesa está obrigada - poderá superar os 8%, mesmo depois de incorporado o Fundo de Pensões da PT. O Governo poderá ser assim obrigado a reconhecer perante as instituições internacionais que não cumpriu o objectivo do primeiro ano do horizonte de consolidação. (...) "  

You Might Also Like

9 comentários

Popular Posts

Subscribe