Destino, mágoa, arrependimentos

domingo, outubro 28, 2012

Eu faço parte daqueles que acreditam que temos um destino marcado, independentemente de darmos 1001 voltas a este. A ser verdade que este está escrito nas palmas das nossas mãos, também é certo que não o alteramos.

Para mim, o simples facto de acharmos que podemos reescrever a nossa vida numa página em branco, já está decidido, faz parte da nossa sina.
E do mesmo modo que as páginas em branco nos são dadas a escrever ou reescrever, a borracha que nos é dada para apagarmos algumas das nossas atitudes, nunca apaga por completo o que fizémos.

Fica sempre a marca de algum arrependimento, de alguma mágoa. Deste modo, cabe a nós sabermos e conseguirmos viver com um arrependimento, uma mágoa, que nos irá acompanhar até ao fim dos nossos dias.

É desta forma que o destino também é feito: de mágoas, arrependimentos e erros. E neste ponto, cabe a nós ter a coragem de dizer que estamos arrependidos, que magoámos e ficámos magoados, que errámos e assumimos esses erros.


You Might Also Like

4 comentários