Por vezes a sociedade assusta-me

quarta-feira, abril 29, 2015

Por vezes a sociedade assusta-me muito, mete-me um verdadeiro medo, deixa-me horrorizada, amedrontada, aterrorizada com o que vou vendo, ouvindo e lendo por aí....


São a favor da pena de morte e da punição, mas não aceitam que uma criança de 12 anos, violada pelo padrasto, grávida de 5 meses (facto que a "mãe" afirmou desconhecer), faça um aborto?? Uma interrupção da gravidez???

Quem cometeu e foi conivente com este acto atroz tem que ser punido, e severamente punido! Mas.....mas a menina, uma criança com 12 anos tem que levar a gravidez a avante, porque não importando traumas, sequelas físicas e psicológicas que a menina venha a ter, importa acima de tudo que tenha o bebé. É um bebé, não é um feto, porque os donos da moral e dos bons costumes apregoam que é um bebé, já sente dor, exprime emoções e mais isto e mais aquilo e o outro. E em nome dessa moral de trazer por casa e que fica muito bem na igreja, estão desde logo a borrifar-se para a menina, com 12 anos violada e grávida do violador que é o padrasto.
 Porque é uma criança e não importa que a criança tenha outra criança neste mundo cão. Não importa que vá depois para adopção. Não importa que possa ver a ser criada sabemos lá nós como em que condições. E se a mãe não criar, a família não criar o filho do monstro que a violou, há sempre instituições que o façam.... E de repente esquecem-se do superior interesse da Criança, dos Direitos da Criança (tão bem que eles ficam no papel), porque agora não interessa para nada, porque a criança é o mãe....

E isto assusta-me, assusta-me tanto, tira-me a fé nas pessoas. Há para aqui uma qualquer inversão de valores que não compreendo e não consigo entender.....






You Might Also Like

2 comentários