segunda-feira, novembro 29, 2010

Espírito Natalício

No estabelecimento hoteleiro:
"Inês, queres a árvore mais para  a esquerda ou para  a direita?"
"Tanto me faz."
"E que tal pormos umas fitas na recepção?"
"Tanto me faz."
"Temos que comprar um pai natal para pôr à porta."
"Vocês é que sabem."
"Essa fita está um bocado para baixo."
"Queres que ponhamos a fita mais para cima?"
"Deixa estar isso assim,não te canses"
"Temos que fazer uma troca de prendas."
"Vocês é que sabem."

Agora tenho umas luzes brancas azuladas no raio da árvore de natal a encandearem-me a vista.

16 comentários

  1. lição: da próxima dizer se queres mais para a direita ou esquerda:P

    ResponderEliminar
  2. Oh João:se fosse dizer alguma coisa ainda lá estava a essa hora.Só espero não ter lá um pai natal amanhã.

    ResponderEliminar
  3. Ainda o Ricardo diz que tu és o máximo! Livra... és cá uma rabugenta!

    ResponderEliminar
  4. Teófilo: eu não sou um Scrooge.Quando era miúda cheguei a acreditar no Menino Jesus.

    ResponderEliminar
  5. Não eras quando miuda, mas agora duvido muito!

    ResponderEliminar
  6. Teófilo: leva a bicicleta e as rodas.

    ResponderEliminar
  7. Acreditavas e ainda acreditas. Apenas tens vergonha de o dizeres! Digo isto porque tenho observado a tua maneira de escreveres sempre que te referes ao assunto!

    ResponderEliminar
  8. Tenho a impressão que vais ter que roubar um Pai Natal horrível da porta e enfiá-lo debaixo da cama!! :P
    Eheheheh!

    ResponderEliminar
  9. Da próxima já sabes, dás a tua opinião. Dsisti dos enfeites aqui no trabalho e em casa, só volto a fazer enfeites quando tiver um Joãozinho.

    ResponderEliminar
  10. Malena: não me dês ideias...

    ResponderEliminar
  11. Loirita:se desse a minha opinião ainda me diziam para ir ajudar a fazer o raio da árvore.

    ResponderEliminar
  12. Vocês é que sabem?! Caramba, faltava lá eu para comandar as tropas, lol!
    Beijo,Sofia

    ResponderEliminar
  13. Sofia: estou mesmo a ver que me davas logo ordem para fazer a árvore.

    ResponderEliminar
  14. A Inês não é um scrooge, o problema é que o "natal" devia ser todo o ano, e não o mundo que temos hoje em dia em que o natal é o REnascimento contabilístico e financeiro das empresas em que vendem TUDO a toda a gente.
    No "natal" de 2008 trabalhei na Worten, e ver dias de facturação sempre acima dos 20 mil por dia numa loja pequena dá a entender que é mais importante prendinhas no natal e o petisco de reveillon do que ter "vida" o resto do ano.

    Enquanto há PLAFOND, há natal. Não venham é "pobrezinhos", drogrados ou sem abrigo pedir um euro, ou uma sandes que o estado que os sustente.

    ResponderEliminar
  15. Ricardo: natal,reveillon e as vacances de Agosto.

    ResponderEliminar
  16. O Ricardo disse tudo o que a Inês deveria ter dito. Subscrevo tudo quanto o Ricardo disse.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall