sábado, junho 18, 2011

A maior flor do mundo



Há um ano escrevi um post sobre José Saramago. Reafirmo que não leio, e a sua morte não veio a alterar esse facto. Contudo, fiquei deliciada com "A maior flor do mundo", um livro para crianças mas que nós adultos também o devemos ler (sim é uma frase "feita", mas poderíamos ser adultos melhores e melhores adultos se lêssemos as histórias para crianças).
Eu não li, ouvi, mas descobri que o posso ler sem o comprar, ou pelo menos tentar fazê-lo, porque nunca me entendi com a pontuação que ele usava, ou com a falta dela. Só espero que neste caso seja diferente

A Maior Flor do Mundo


Quanto às cinzas, que tanto deram que falar, estão depositadas junto da oliveira trazida da Azinhaga do Ribatejo, e ambas se encontram junto à Fundação que tem o seu nome,e que será na Casa dos Bicos em Lisboa. Segundo o Jornal Expresso "junto à oliveira ficará um banco de jardim - "para que as pessoas ali se possam sentar, recordar o escritor ou ler as suas obras" - e uma placa com a frase : "Mas não subiu para as estrelas, se à terra pertencia", retirada do romance "Memorial do Convento". 

4 comentários

  1. Só agora tive net e consegui dar umas voltas por aqui...só para dizer que adoro o novo Look do teu blog! ;) Beijocas***

    ResponderEliminar
  2. Estou agora mesmo a ver o documentário José e Pilar.... sem dúvida um homem genial.

    ResponderEliminar
  3. Petra: vou ver o documentário assim que estiver de folga.

    ResponderEliminar
  4. Meeee: eu agradeço em nome do designer. O trabalho foi dele.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall