sexta-feira, agosto 10, 2012

Optimismo

Dizem que sou pessimista, eu considero-me realista, talvez até demais o que leva a uma confusão com pessimismo.
Mas como posso tentar ou fingir que sou optimista em relação a algo, quando vejo realmente o oposto?
De que adianta dourar a pílula, ou pintar a coisa de cor-de-rosa, quando vejo o oposto?
De que adianta tentar atenuar algo?
Nunca percebi a utilidade de pintarmos as coisas de cores bonitas, se de facto se passa o oposto.
Não percebo quem diz "ah isto melhora, ainda nos safamos, temos que pensar que sim", quando olho à minha volta e vejo o oposto.
Esta história de sarapintar e decorar realidades e dias não é bom, nem penso que seja saudável.
Apesar de uma pessoa precisar de ser optimista (e ainda bem que os há), deve também ser realista.
Viver demasiado no optimismo pode gerar utopias e posteriores desilusões. E nem uma nem a outra é saudável.

8 comentários

  1. Não podia estar mais de acordo contigo. ;))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por sermos realistas passamos por pessimistas.

      Eliminar
  2. Pintar o mundo muito de cor de rosa como muita gente faz não vai dar grande resultado. Prefiro a realidade tal como tu, ver as coisas como realmente são e tentar enfrenta-las da melhor maneira possível em vez de andar a arranjar sempre a desculpa do "vai melhorara".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que tudo melhora eu acredito (o meu lado positivo). Mas em certas e determinadas situações há que ver bem a realidade.Algo do tipo: o que se fizer este ano é bom. Para o ano as coisas correm melhor.

      Eliminar
  3. Também gosto de ter os pés bem assentes na terra, não sou de sonhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em certas coisas sou sonhadora...mas na nossa relidade e no que eu vejo dia-a-dia, tenho que ser realista, e passo por pessimista.
      Não vou naquela história do "se pensares que corre bem, a coisa corre bem...", e do "temos que ser positivos", e as energias boas e blá blá blá...

      Eliminar
  4. Sem dúvida! Optimismo é como tudo: nem a mais, nem a menos.

    ResponderEliminar

© Brainstorming
Maira Gall