quarta-feira, novembro 09, 2011

Causas


Já aqui disse que tenho o hábito de tomar as dores dos outros como se fossem minhas. Tanto é uma qualidade, como um defeito, como também não é defeito mas feitio. E neste momento dói-me a alma por saber que amanhã uma amiga minha vai para tribunal lutar pela tutela de um dos filhos que lhe querem tirar. E querem tirar porquê??Será a minha amiga uma má mãe?Uma mãe que maltrata e negligencia os filhos?Que não lhes dá amor e carinho?Não, nada disso, eu já a vi com os filhos e nada disso se passa. 
"Então se a família é disfuncional, não estarás a fazer um raciocinio errado Inês?As crianças não estarão melhor com outra pessoa?" Não, não irão estar. A luta pela tutela não é pelas duas crianças, mas apenas pela filha. A avó da criança quer a menina para a tratar da mesma forma como tratou a mãe, quer tirar a infância que a mãe ainda tenta dar à criança.
"Mas tens a certeza Inês??A avó quer a criança para a explorar e tratar mal?"
A avó que quer a tutela da menina, em Agosto deste ano expulsou a filha e os netos de casa, com o argumento de que eles estavam a "ocupar" espaço, tendo contudo dito ao tribunal que lhes garantia um tecto até ao final de Outubro deste ano. Contudo a meio de Agosto, mandou-os embora e ainda disse aos netos que arrumassem as coisinhas deles. A menina tem 6 anos, o menino tem 3 anos. São crianças com uma mãe que faz das tripas coração para lhes dar tudo o que precisam, não grandes luxos, mas o básico e o essencial para estarem bem. A mãe das crianças no Verão trabalhou dias a fio para ganhar o suficiente que lhe permitisse levar dinheiro para casa, para alimentar as crianças e ainda ajudar a mãe que a explorou e que vivia com alguém muito mais novo do que a filha. Felizmente, ainda existem pessoas boas neste mundo, e a minha amiga foi acolhida por uma senhora que lhe deu tecto, uma casa, enquanto a minha amiga não se consegue endireitar o suficiente para arranjar um cantinho onde possa estar com as crianças e lhes possa dar a infância a que ainda têm direito.
A minha amiga vai amanhã a tribunal lutar por algo que é um direito adquirido. Por uma filha que não merece que lhe seja retirada por uma avó que quer apenas satisfazer caprichos, que não se compadeceu e não se compadece dos netos. A minha amiga luta por dar uma volta de 180 graus à vida dela, luta por ela e pelos filhos.

6 comentários

  1. Pois te digo que se não há provas que provem o contrário que ela seja uma má mãe (com tudo inerente a), então minha amiga, não há juiz algum no seu perfeito juízo que vá retirar um filho de uma mãe! :)

    Acredito que neste momento a essa mãe o que lhe conforta é ter amigas assim como tu pareces ser.

    Força!

    ResponderEliminar
  2. Antigamente as crianças eram maltratadas e não tinham grandes cuidados, e essas crianças são hoje os meus avós... E eu estou aqui graças a eles.
    Acho que em parte agora exageramos muito as coisas, nisso dos maus tratos.

    ResponderEliminar
  3. Essência: se houvessem provas seriam forjadas.Eu acompanhei o inicio da situação,porque a minha trabalhava comigo na altura, e verdade seja dita doeu-me a alma,vieram-me as lágrimas aos olhos,custou-me ver o que aconteceu.E agora custa saber que tem que ir para tribunal lutar por algo que lhe é e bem adquirido.

    ResponderEliminar
  4. Blog da S. Bem-vinda.Aqui trata-se de uma família disfuncional, mas o que custa mais é saber de uma avó que quer tirar uma neta da mãe, sem condições para tal, e que não a vai tratar bem.Muito mesmo muito longe disso.

    ResponderEliminar
  5. ola boa noite.. e se uma mae levar os filhos a bares estou a falar de uma crianca com 8 meses.. se ela o levar a um bar ate as 3 ou 4 horas da manha se andar por ai na vadiagem com a pobre crianca.. o que faz o juiz?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou completamente leiga no assunto, mas daria a custódia ao pai ou a alguém da família que reunisse as condições para ficar coma criança.

      Eliminar

© Brainstorming
Maira Gall